O Hubble acabou de observar uma gigantesca supernova e fizeram o vídeo time lapse da explosão!

Por , em 1.10.2020Supernova ia SN 2018gv

O Telescópio Espacial Hubble da NASA acaba de detectar um evento breve e intenso: uma supernova, isto é uma estrela que explodiu em uma galáxia distante.

Graças a uma série de imagens feitas pelo telescópio, podemos observar a supernova ao longo do tempo.

A estrela, SN 2018gv, está localizada na galáxia espiral NGC 2525, a cerca de 70 milhões de anos-luz de distância. Os astrônomos começaram a observá-la porque estavam usando a estrela como uma forma de medir a taxa de expansão do universo.

O time lapse foi feito durante aproximadamente um ano e mostra a estrela como uma das estrelas mais brilhantes nas bordas externas da galáxia, desaparecendo rápida e quase completamente em seguida.

Entrando em supernova

A estrela, uma anã branca, já foi acompanhada por uma segunda estrela, formando um sistema binário, a partir do qual agregou material ao longo do tempo. Ele então começou a aquecer, se expandiu e se transformou em uma imensa bomba, terminando sua vida como uma supernova do tipo Ia.

Supernovas podem deixar colossais rastros de poeira estelar ou disparar estrelas pela galáxia e “nenhuma exibição de fogos de artifício terrestre pode competir com esta supernova, capturada em sua glória enfraquecida pelo Telescópio Espacial Hubble”, afirmou Adam Riess, ganhador do Instituto de Ciência do Telescópio Espacial (STScI, na sigla em inglês) em um comunicado da ESA, de acordo com o portal Phys.

Os astrônomos usam esses eventos como uma forma de medir a velocidade com que o universo está se expandindo, também conhecido como constante de Hubble. Com o tempo, graças a quase 30 anos de operação, o telescópio Hubble ajudou os pesquisadores a aprimorar essa constante, permitindo-nos reunir pistas importantes sobre a história da origem do nosso universo.

Supernovas são eventos tão violentos que podem ter criado extinções em massa na Terra anteriormente.

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

Deixe seu comentário!