Vida em marte encontrada por Curiosity? NASA está em silêncio (por enquanto)

Por , em 21.11.2012

Uma análise detalhada do solo marciano pode trazer revelações surpreendentes… ou não: a NASA decidiu manter as informações em sigilo enquanto não tiver evidências sólidas que confirmem os resultados já obtidos.

Evidências de vida em marte

Usando um laboratório portátil (chamado SAM) da sonda Curiosity, cientistas da NASA estão investigando a composição de uma amostra de solo coletada em Marte. Os dados chegam gradualmente e, nas palavras de John Grotzinger, o principal pesquisador da missão, “a equipe de ciência está ocupada ‘mastigando’ conforme eles vêm”.

Por que tanto segredo? Uma experiência anterior mostrou como a cautela é importante quando se trata de estudos cercados de especulações e expectativa: ao analisar uma amostra de ar no planeta vermelho, a equipe encontrou traços de metano (gás que pode ser produzido por organismos vivos e, assim, poderia indicar que houve vida em Marte); contudo, os cientistas decidiram “segurar” a novidade.

“Nós sabíamos desde o começo que havia o risco de ter trazido ar da Flórida [de onde a sonda foi lançada]”, explica Grotzinger. “Nós tínhamos que diminuir isso, então fizemos uma nova medição”. Desta vez, não havia qualquer sinal de metano, e a NASA escapou de divulgar uma informação incorreta e ter que voltar atrás.

No caso da análise atual, Grotzinger diz que pode levar semanas até que a equipe possa divulgar informações precisas. Até lá, curiosos de plantão têm que ficar na espera.

Cientista, um “compartilhador”

Em 1996, um grupo de pesquisadores afirmou ter encontrado compostos orgânicos em um meteoro vindo de Marte que atingiu a Antártida. Apesar da comoção gerada pela notícia, a equipe não podia divulgar dados mais precisos, pois muitos periódicos científicos proibiam os autores de falar sobre suas pesquisas antes de sua publicação – que aconteceria naquele mesmo ano. Como havia a possibilidade de os resíduos terem sido produzidos por processos inorgânicos, o estudo não chegou a comprovar que eram indícios de que houve vida em Marte.

Para o químico Richard Zare, que fez parte da equipe, manter o sigilo foi um desafio. “A grande alegria da ciência é poder compartilhá-la”. Zare compara pesquisadores a artistas, para quem o compartilhamento é essencial. “Quantos compositores iriam realmente compor se lhes dissessem que ninguém poderia ouvir suas obras? Quantos pintores iriam pintar quadros se soubessem que ninguém poderia vê-los?”.[Wbur]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 4,00 de 5)

31 comentários

  • Allan Almeida:

    Pra quem não acredita em futuro espacial eu só lhes digo:

    Ninguém investe onde não há retorno.

    180180180180180FLOOD!

    • Cesar Grossmann:

      Já ouviu falar em “não sabemos e estamos dispostos a investir para saber”?

  • Binho Viana:

    Uma coisa que gostaria de saber é por que a Nasa não enviou material para pesquisar vida microbiana congelada naquela sonda que pousou no pólo de Marte sabendo que ia achar gelo? Tanto dinheiro naquela sonda para não ter uma coisa que até a Viking tinha mas estava numa região sem nenhum gelo para pesquisar?? Será que os cientistas também tem medo dos seus paradigmas ou o que??
    Ainda me lembro de uma declaração bombástica de cientistas dissidentes ainda na Nasa que vieram a público dizendo que a Nasa sabe de vida extraterrena e esconde. Isso foi verdade, aconteceu, mas como qualquer paradigma científico, é esquecido e silenciado.
    Mais uma vez a explicação oficial sempre se baseia na ciência humana atual que daqui há 200 anos será risível como foi a nossa há 200 anos atrás, ou seja, segundo a nossa arrogante ciência, ela tem que estar acima dos fatos inexplicáveis com os conhecimentos de hoje.

  • Alberto Carvalhal Campos:

    Se a NASA estiver escondendo alguma coisa, é perfeitamente natural. Quem descobre guarda segredos de sua descoberta até que seja necessário publicar. É preciso ainda confirmar os achados, para não cair no ridículo como aconteceu com o meteorito de marte. Devido as tempestades de poeira, como acontece nos desertos aqui na terra, muita coisa fica enterrada, como ossos de dinossáurios.
    Acredito que os famosos “alieníginas do passado” tenham vindo, no máximo, de marte. De outras estrelas, descarto esta possibilidade.

    • Pedro Nascimento:

      Não se deve descartar nenhuma possibilidade. A ciência é mutável. Em 200 a 500 anos o que vc chama de loucura será fato.

    • Cesar Grossmann:

      Claro que deve descartar, todas as hipóteses que forem provadas FALSAS devem ser descartadas.

  • Daaniel Caarlos Coelho:

    Desde de quando a NASA mostra algo relevante? Você acha que gastando tanto dinheiro com pesquisas vão simplesmente dizer tudo que sabem a todos? Na minha opinião a NASA sabe muito e esta guardando informações para se auto beneficiar.

    • Cesar Grossmann:

      Pois é, Daaniel. Aí eu te pergunto, o que a Nasa está escondendo?

      Das duas uma, você vai dizer que está escondendo A ou B, ou então vai dizer que não sabe. Se eu pedir para explicar como é que sabe que a Nasa está escondendo alguma coisa, não aparece nenhuma prova.

      Ou seja, é só boato. A gente não vai conseguir ser produtivo ou avançar nesta discussão enquanto continuarmos seguindo boatos que nascem da paranoia, do preconceito, ou da xenofobia. É preciso algo mais sólido.

    • Cesar Grossmann:

      Você gosta de julgar (e condenar) os cientistas.

  • Jesa Nideck:

    Se for ouro ou coisa mais preciosa? Meu Deus! Tenho medo que os ricos do mundo financiem as viagens para botar a mão na grana, para piorar ainda mais a situação do nosso orbe em relação a pobreza, a desigualdade. O verdadeiro tesouro é a vida, não comemos ouro! bem, se os ricos mudarem todos pra lá, seria muito melhor, é bom aproveitar e levar também todas essas instituições financeiras, com certeza ninguem aqui na terra irá passar mais fome, e eles coitados terão que comer ouro. Salve o nosso ESPÍRITO!!!

    • Genioso Irreligioso:

      Jesa; caso encontrassem grandes quantidades de ouro em Marte e os ricos do mundo pudessem mandar trazer de lá; seria um tiro no próprio pé; já que o aumento da oferta do ouro faria cair o preço! =p

  • Jesa Nideck:

    Eu acho que nós viemos de marte, ou seja ; nós somos os marcianos!!!

  • Alberto Campos:

    Vida em marte. É isto que todos esperam. A vida em marte, principalmente vida inteligente, iria explicar o caso dos extraterrestres. Não podemos acreditar que seriam feitas viagens em velocidade próximas a da luz, vindas de outras estrelas. De marte seria mais aceitável. Explicaria tambem a necessidade de habitar o planeta terra, com a falencia da vida em marte. Tudo isso é pura especulação e só com a descoberta da vida em marte, poderemos especular melhor.

  • Andre Luis:

    Eu tenho uma dúvida: Como um meteoro de Marte vem parar na Terra?

  • Marte:

    Creio que estão sendo cautelosos. Fazem muito bem.

  • Marco Aurélio Teixeira:

    Respeito sua opinião, contudo o artista quando vende sua criação ele compartilha e promove seu nome. Desconheço artistas que querem viver no anonimato ou sem retorno monetário de seus feitos.

  • Marco Aurélio Teixeira:

    Vamos aguardar. Será um grande momento para a humanidade. E tudo isso começou qdo nossos antepassados olhavam para o espaço e pensavam o que havia por lá. Milhares de anos depois estamos há algumas semanas da resposta. De qquer forma, estamos apenas em nosso quintal e há um sem numero de lugares ainda para procurar.

  • Valdemir Patricia:

    Devagarinho estão nos preparando pra uma notícia bombástica, que vai mudar nossos paradigmas de “Criador(es) do universo”

    • Rone Firmino:

      mudar nossos paradigmas de “Criador(es) do universo”?? Será que se acharem vestigios de bactérias antigas em Marte , significa que apareceram do nada??? sózinhas? Não muda nada… Precisariam de Um Criador do mesmo jeito que aqui na Terra..

  • Cesar Grossmann:

    É por amor que o cientista faz ciência. E é por amor à ciência que ele compartilha o que descobre. Aponte um cientista que publique muitos trabalhos científicos e eu aponto alguém que é apaixonado pelo que faz, apaixonado pela ciência, e apaixonado pela natureza.

    Só os antigos alquimistas e assemelhados é que mantinham segredo de suas descobertas.

    • Kurac:

      SIm !
      agora essa hipocresia que arte é por amor…PFFF
      não é somente pelo “amor”… pq se fosse só pelo amor, como nós conheceríamos as artes atuais, os grandes artistas, já que eles não tentam se promover? ( e tendo em vista que a arte mais bela é a “vida” então DEUS não tem amor, pois ele se promoveu e muito. )

  • Henrique Sadao Kajino:

    Aqui no Brasil tem que ter amor a ciência para ser pesquisador, e não há vergonha nenhuma nisso. Guardar o conhecimento para si é sim o grande pecado que o pesquisador pode cometer, infelizmente muitos o fazem e com extrema prepotência, como se este conhecimento fosse deles e somente eles poderiam ter “direito” sobre este conhecimento, a beleza da ciência e da pesquisa está em compartilhar com a humanidade.

  • Paulo Vinicius Ferreira:

    discordo completamente, a arte pode e é utilizada como um instrumento de compartilhamento da emoção do artista, de que serve a mais bela poesia se ninguem a ouve, ou a mais profunda imagem se ninguem a vê.

    Artistas fazem arte para o mundo não para si mesmo, se as pessoas vão gostar e isso faz diferença para o artista, ai é outra questão.

  • Chuck Norris®:

    Acredito que existe vida microbiana em Marte. Se revelarem que existe (ou existiu) vida em Marte, muitos fanáticos religiosos ficarão loucos.

    • Andre Lopes:

      É bem possível haver vida microbiana nos dias de hoje, dado provado e comprovado com exemplos nas profundidades o oceano, onde as pressões e temperaturas presumivelmente impediriam a vida, espantou-se o Homem em encontrar lá vida em abundância. Ainda falta comprovar o que está também em boato é se há água em estado liquido.

    • crys:

      Eu concordo quê os fanaticos religiosos repensarao ou ficarao loucos,mais calma aí antes de falar quê DEUS não esiste,pois até os cientistas mais inteligentes do mundo não diz quê esiste nêm quê esiste,eu pelo menos acredito nele,mais como aqui é para se discutir ciencia não vamos ser fanáticos tambem aponto de falar mal de religigião

  • Rone Firmino:

    Em 1976 as sondas gemeas Viking, pousaram em Marte e com a tecnologia disponivel na época, não detectaram nada. Ou para alguns o resutado foi descrito com inconclusivo, ou seja não chegou á uma conclusão. Após 36 anos, é claro que a tecnologia de detecção de vida, mesmo microscópica, evoluiu muito. Talvez eles digam que encontraram sinais de que no passado Marte tinha vida. Particularmente não acredito. Provas indiretas de que lá existia agua não garantem que havia vida. Muitos dizem que a vida se encontra em lugares extremamente inóspitos na Terra como em cavernas com escuridão total e no fundo do mar com frio, escuridão e pressão extremas. Isso é verdade. Mas ainda assim é preciso agua junto com uma atmosfera de 20% de oxigenio. Como provariam que marte era assim e com uma pressão atmosférica mimima pra suportar a vida? Hoje a pressão lá é muito baixa. E no passado dificilmente seria diferente. Este veiculo “Curiosity” é o mais caro e obviamente o mais moderno em Marte. Mas acho que já deveriam ter planejado e mandado pessoas pra lá… Claro que o custo é alto e o retorno em tecnologias novas seria bem menor que no começo da exploração espacial, que permitiu o desenvolvimento de muitas coisas que usamos no dia a dia á decadas. Ainda assim valeria á pena. 😀

  • Kurac:

    Arte ? sem se promover ?
    Então como sabe que é arte?
    onde já viu uma?
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    hipocresia?

    Humanos sempre segando sua natureza ! ( ainda bem que eles são mortais )

    • Kurac:

      ** segando = negando !

  • Alfonso Uslar:

    Realmente é discutível a afirmação. Existem verdadeiros artistas e simples narcisistas em todas as áreas.

Deixe seu comentário!