Zelador de escola encontra livro de Stephen Hawking e decide estudar física

Por , em 24.12.2019

O estadunidense Joshua Carroll abandonou os estudos na época dos ataques de 11 de setembro para se alistar nas forças armadas do país dele. Depois de três temporadas no Iraque, Joshua voltou para sua casa no estado da Virgínia sofrendo de transtorno de estresse pós-traumático, e conseguiu um emprego como zelador de uma escola de ensino médio.

Sem muita motivação profissional, ele adotou a rotina de limpar as salas e biblioteca da escola, até que um dia encontrou o livro Uma Breve História do Tempo, de Stephen Hawking. Ele adorou a linguagem de fácil compreensão usada pelo físico britânico. “Foi aí que eu percebi que eu queria estudar as estrelas, eu queria ser um físico”, descreve ele em minidocumentário produzido pelo próprio YouTube.

Naquele momento as habilidades matemáticas dele estavam equivalentes ao nível de meados do ensino médio. Ele dominava geometria, mas ainda nem sabia da existência da trigonometria.

Ele entrou para a faculdade comunitária New River no estado da Virgínia e precisou condensar quatro anos de estudos de física em dois, por conta de requisitos da Lei G.I., que permite que ex-soldados tenham o estudo em faculdade pública em seu estado de residência pago pelo governo dos EUA. Como condição para esta bolsa, ele não poderia reprovar ou repetir nenhuma disciplina.

Enquanto isso, ele trabalhava como segurança em turnos de 12 horas durante a noite, e aproveitava as horas de tranquilidade para estudar. Ele usava vídeos para complementar o conteúdo, e evoluiu rapidamente.

Oops, faltou a trigonometria

O próximo passo foi seguir para a Universidade Radford, onde foi informado de que fez a aula errada de pré-cálculo, e que ainda precisava cursar um semestre inteiro de trigonometria.

“Eu cheguei nesse ponto e sabia que queria fazer física. Fui até o chefe de departamento e falei que precisava que ele me adiantasse para cálculo e ‘preciso que você confie em mim, eu prometo que nessas três semanas antes de começar aqui eu vou aprender trigonometria’”, relembra ele.

Dito e feito, ele aprendeu todo o conteúdo necessário e partiu direto para a disciplina de cálculo. Ele não só passou nesta aula com nota máxima, mas formou-se no curso de física entre os destaques da turma.

Desde então ele tem trabalhado com física, com ênfase na equação diferencial de Bernoulli. “Não consigo me imaginar sem fazer isso. É sobre tentar alcançar o inatingível e descobrir que na realidade você consegue agarrá-lo”. [YouTube, Goodnewsnetwork]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (30 votos, média: 4,73 de 5)

Deixe seu comentário!