Como deixar seu computador mais seguro

Publicado em 16.02.2011

computador seguro segurança

Para navegar sem problemas pela internet, hoje em dia, é necessário que nosso computador esteja praticamente blindado contra todas as ameaças que circulam no mundo virtual. Um vírus pode contaminar seus arquivos, corromper todo o sistema do seu computador ou até danificar centrífugas de enriquecimento de urânio do programa nuclear iraniano. O assunto é bem sério, mas não é motivo para desinstalar o MSN, encerrar a conta no Facebook, parar de receber notícias por RSS e nunca mais entrar na internet. Basta tomar algumas precauções. Aí vão algumas dicas:

Guarde muito bem as suas senhas (e de maneira prática)

Por segurança, a cada nova página em que nos inscrevemos, criamos um usuário e senha nova. Chega um momento que fica praticamente impossível guardar todas elas. Para facilitar a vida, há a opção de baixar e instalar o gerenciador de senhas gratuito LastPass, que também cria senhas complexas, muito difíceis de serem quebradas. Outra opção, segura, é o KeePass, que funciona como um “cofre” criptografado de senhas que se abre apenas com uma senha mestra.

Mas, se você não está afim de baixar, instalar e configurar programas, dá para ajustar opções para salvar senhas no seu navegador. O problema é que quando você formata a máquina, geralmente perde todas as senhas gravadas.

O Firefox pode salvar senhas, mas o faz de maneira pouco segura, pois qualquer um pode acessá-las. Para driblar esta falha é possível baixar uma atualização deste browser chamada Master Password. Este add-on pede uma senha mestra cada vez que alguém tente navegar uma página com senha salva por você.

Quem usa o Chrome pode salvar suas senhas também, pode até sincronizá-las por meio do Google Cloud e acessá-las em outros computadores com o mesmo navegador. Só não se esqueça de proteger o arquivo com uma frase de segurança.

Já o Internet Explorer não oferece muitas opções de segurança além daquela pergunta se você quer salvar determinada senha. Com este browser é melhor dar uma chance ao LastPass ou KeePass.

Habilite HTTPS e melhore a segurança onde quer que você esteja

Se você está navegando sem uma conexão criptografada, você está suscetível a, no mínimo, uma brincadeira dos seus amigos, pois suas senhas podem ser interceptadas; e na pior das hipóteses, uma brecha na segurança dos seus perfis em redes sociais, conta de email e tantas outras contas, que podem levar a prejuízos.

A maioria dos sites que você usa agora oferece a opção de navegação criptografada chamada “HTTPS” ou “SSL”. Se a página não tem esta opção e está guardando informações pessoais, reflita se você realmente quer utilizar aquele servidor.

Listamos servidores onde você definitivamente deveria capacitar a opção HTTPS de segurança:

  • Gmail: conexões seguras são geralmente um padrão no Gmail, mas certifique-se: clique em configurações, procure “conexões do browser” e tenha certeza que a opção “sempre usar https” está selecionada.
  • Facebook: esta é uma opção recente para a rede e não é padrão. Para poder utilizar, clique em “Conta”, depois em “Configurações da Conta” e, por último, em “Segurança da Conta”, clique no botão para mudar e escolha a opção “Abra o Facebook em uma conexão segura (http) sempre que possível”. Agora é só salvar.
  • Yahoo: o Yahoo tem diferentes e boas opções para personalizar a segurança. Quando já estiver em sua página, clique em seu nome e selecione “Informações sobre a conta”. Você terá que digitar sua senha mais uma vez e, então, poderá configurar senhas, criar código de verificação, oferecer e-mail alternativo para recuperar informações da conta e muitos outros serviços grátis e fáceis de usar.
  • Hotmail: Fácil. Quando você digitar o endereço do Hotmail só adicionar o “S” depois de HTTPS na barra de endereços. Provavelmente, aparecerá uma tela perguntando se você quer que esta opção seja utilizada sempre. Recomenda-se que você diga SIM.

Dificulte que outros se passem por você

Nem todos os sites oferecem conexões criptografadas ou opções de segurança extra, mas a maioria oferece algum tipo de esquema para recuperação de senha. Em muitos casos elas são uma simples confirmação de email ou a resposta a uma pergunta que pode ser descoberta facilmente em seus perfis de redes sociais.
Para se safar, crie questões próprias com respostas falsas ou engraçadas. Seja criativo, pense no seu professor preferido, seu primeiro animal de estimação ou algum parente. Se não puder criar uma pergunta de segurança, responda exatamente o oposto daquilo que foi perguntado.

Finja que você sempre está navegando em um computador público

Quando você está numa lan-house ou utilizando uma rede sem fio compartilhada em lugar público, sempre faz questão de tomar mais cuidado, certo? Pois faça a mesma coisa em casa! Desabilite compartilhamentos, habilite seu firewall e, principalmente, siga as dicas deste texto.

[LifeHacker]

Autor: Letícia Resende

Jornalista curiosa, adora novidades, encantada pela ciência e tecnologia

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

5 Comentários

  1. Valeu Bruno pela informação. Se tiver mais informação… Por gentileza, post as aqui ou nos deixe algum link.
    Valeus!

    Thumb up 3
  2. Em relação ao hotmail, não aparece na barra de endereços nenhum HTTP…. Aparece: sn132w.snt132 etc…. . Como faço para ativar a conexão criptografada?

    Thumb up 1
  3. Uma boa maneira de melhorar a segurança seria a substituição do sistema operacional, ou seja, deixar de usar os vulneraveis como a família Ruindows, e passar a usar algum UNIX, como o linux ou FreeBSD por exemplo, e claro, aplicar as dicas aqui sugeridas.

    “Linux é para pessoas que odeiam o Windows.
    BSD é para pessoas que amam o UNIX!”

    Thumb up 10
  4. A empresa Panda Security, especializada em segurança da internet, divulgou o Anuário do Vírus de 2010, lista que mostra as pragas virtuais mais extravagantes que circularam durante o ano passado.

    Amante Travesso do Mac

    O vírus HellRaiser.A chega ao computador da vítima e pede autorização para ser instalado como se fosse um programa ou arquivo de interesse do internauta. Após a permissão, a praga assume o controle do computador à distância e passa a comandar uma série de funções, como abrir a bandeja de DVD do PC.

    Bom Samaritano

    O Bredolab.Y chega ao programa de mensagens Outlook por e-mail disfarçado como se fosse enviado pela Microsoft. O texto diz que o sistema está infectado e uma atualização paga deve ser feita para que o internauta continue a usar o recurso. Quem cai no golpe paga pela atualização, mas nunca recebe o que foi prometido.

    Poliglota do ano

    O vírus MSNWorm é um velho conhecido das empresas de segurança e levou o título de poliglota de 2010 por ser distribuído via mensagens no programa Live Messenger, popularmente conhecido como MSN, em 18 idiomas diferentes.

    O mais audacioso

    O Stuxnet.A é um vírus complexo que se espalhou por pendrives e outros dispositivos USB e infectou sistemas industriais. Segundo empresas de segurança, o software já afetou milhares de computadores em todo o mundo, a maior parte no Irã, que teve até usinas nucleares como alvos.

    O mais irritante

    Quando o Oscarbot.YQ é instalado no PC, ele gera uma janela que quanto mais o internauta clica para tentar fechá-la, mais janelas pipocam na tela do computador.

    O mais “seguro”

    Assim que instalado no computador, o Clippo.A protege todos os arquivos com senha, impedindo o usuário de acessar seus documentos. O mais estranho é que a praga virtual faz isso sem motivo algum, somente para irritar.

    Afetado pela crise mundial

    A crise econômica está afetando diversas economias pelo mundo, e isso também se reflete nos crimes cibernéticos. Alguns anos atrás, qualquer praga virtual que bloqueia computadores exigia mais de R$ 500 (US$ 300) para o resgate. Com a crise, o valor cobrado pelo suposto desbloqueio, por exemplo, pelo Ramsom.AB caiu para R$ 20 (US$ 12).

    Abraço

    Bruno de Jesus

    Thumb up 6

Envie um comentário

Leia o post anterior:
amamentacao2
Meninos que foram amamentados vão melhor em testes acadêmicos

A diferença é modest...

Fechar