Buscar no Google prejudica o meio ambiente

Por , em 12.01.2009

Se você pensa que a internet é o meio mais ecologicamente correto de se fazer pequisas, está na hora de rever os seus conceitos. Estudos mostram que duas simples pesquisas no Google liberam cerca de 14g de CO2, o equivalente a ferver uma chaleira de água para preparar uma xícara de chá.

Quando você encontra crianças sequestradas e pessoas urinando pela rua no Google você está deixando uma ‘pegada ambiental’ que pode levar ao aumento da temperatura do nosso planeta.

A comparação pode parecer esdrúxula, mas os números são claros. Uma pesquisa no site de busca mais acessado do Mundo, o Google, pode liberar na atmosfera 7g de gás carbônico (um dos gases que causam o ‘efeito estufa’). Ao ferver a água de uma chaleira, libera-se cerca de 15g do gás.

Os dados foram divulgados pelo físico estadunidense da Universidade de Harvard, o Dr. Alex Wissner-Gross, que lidera os estudos nesse assunto.

O Dr. Wissner-Gross é responsável pelo site co2stats.com, que ajuda empresas a diminuir os gastos mais fúteis com energia. Para ele, o fato de o Google ser a ferramenta mais rápida de busca é fundamental para que a liberação de gás carbônico seja tão grande. A energia elétrica utilizada por todas as numerosas centrais da empresa espalhadas pelo mundo é a grande responsável pelos números, já que é proveniente, na maioria das vezes, da queima de combustíveis fósseis.

Em comunicado oficial, o Google se defendeu dizendo que o número estipulado pelo estudo é “muitas vezes maior do que o real”. Segundo a empresa, uma pesquisa libera cerca de 0,2g de CO2. A empresa também afirmou que é co-fundadora de um grupo que pretende reduzir a emissão de gás carbônico pela tecnologia em 50% até 2010. Isso equivale a 54 toneladas de gá carbônico. Haja chaleiras! [BBC, Live Science, Telegraph]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 3,00 de 5)

25 comentários

  • Usar o Google polui o meio-ambiente « Abrace uma Árvore:

    […] Fonte. Share this:TwitterFacebookLike this:LikeBe the first to like this post. CategoriasUncategorized Comentários (0) Trackbacks (0) Deixar um comentário Trackback […]

  • carla:

    eu ñsei se e real mas espero que seja por que e para uma pesquisa de escola entao por favor ñ brinquem com isso ta mas se for verdade e muito legal

  • Rayra:

    Acheei muiito Boom !!!

  • Davidson Lima:

    Se o homem quissesse REALMENTE resolver essa questão de produção de CO2, não poderia nem se fosse um semi-deus. Afinal, é de extrema importância e graças a este é possível manter árvores e plantas de todo tipo. Acreditem: sem CO2 não ocorreria fotosíntese e como conseqüência nenhuma planta e nenhum ser orgânico viveria. É impossível viver sem ele, contudo seu excesso é o que causa essas desestabilizações no clima e atmosfera.

  • TAY:

    É fato que, de alguma maneira, deveriamos evitar a emissão de CO2, pois isso não é nada bom pra nenhum de nós, devido aos efeitos maléficos naturais que se seguirão. Porém, isso seria impossível, já q teríamos de extinguir os seres humanos para, assim, acabar com peidos soltados e destruir gradualmente os materiais( de utilidade ou não ) q usamos e q podem aumentar o nível do mar, derreter o gelo… etc.

    PS.: o q deveríamos nos preocupar era com problemas resolvíveis que afetam muito mais diretamente o ser humano… 🙂

  • Tulio:

    Quanta energia (e CO2) foram gastos para “tentar” Desinformar as pessoas. CO2 dessa meu irmão!!!!!!!

    • He DC Desenvolvedor:

      Tanta poluição REAL (TÓXICA) e superestimam as “emissões de CO2 pela humanidade como se fosse o ‘maior’ problema”.

    • Cesar Grossmann:

      Claro que é. Está aí a mudança climática que pode aumentar o nível dos mares, acabar com colheitas, causando fomes e doenças. Não é poluição, mas é a pior coisa que está acontecendo no momento. Claro, nem todos tem noção do perigo…

  • ronan soares:

    vamos começar a resolver esse problema pela china.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Fábio Azevedo:

    Pelo que sei, os gases intestinais que fabricamos também emitem CO2 conforme matéria que li. Aqui segue um pequeno trecho:
    “A composição do peido é bastante variada, a reação entre o ácido produzido no estômago e os fluidos do intestino pode produzir dióxido de carbono (CO2), que também é um componente do ar (atomosférico) e/ou resultante da ação das bactérias. As bactérias também podem produzir hidrogênio e metano. ” http://www.humornaciencia.com.br/quimica/quimica-do-peido.htm

    Alguém poderia me dizer o que devemos fazer pra parar de peidar pra evitar um comprometimento maior do aumento de temperatura sobre nosso planeta? E não são apenas os seres humanos que satisfazem esse momento de tortura, mas os animais também. Oh, céus, estamos perdidos! Salvem os peidos!

    • Amadeus E:

      Só para efeito comparativo e sarcastico com esse post que foi feito ha 4 anos atras, na verdade 3 se for descontar quando li a pesquisa, em 2012 foi feito um levantamento e foi descoberto que, 20% da emissão de metano na atmosfera esta relacionado a criação de bovinos, pois, não me recordo se é no processo de digestão ou “reguminação”(Não me lembro como era a palavra, só sei que é quando o animal “remastiga” ou algo assim o alimento), ele libera gas metano na atmosfera, e 20% para uma mesma fonte não é pouca coisa!

  • Giovanna A. T.:

    Realmente, um exagero fazer uma comparação dessas! Tantas outras empresas multinacionais liberam muito mais CO2 e, então, por que se restrigir a falar do Google? Pra mim, isso deve ser tática de alguma concorrente pra que “pessoas conscientes com o meio ambiente” deixem de usar o Google…

  • Maiquel:

    Isso é fácil de resolver, toda vez que você quer saber de algo pegue o carro a vá a biblioteca mais próxima e veja quanto CO2 estará emitindo.

  • gilberto dorneles:

    se o problema é com a energia, é por causa da de combustão, aqui se usa hidro-elétricas, logo, não se solta nem 1% do que se solta em países como os EUA

  • Eduardo:

    Isso é sem lógica mesmo que as pessoas parassem de pesquisar as centrais continuariam ligadas é claro! E também devia isso valer pra microsoft que adquire dez mil servidores por mês imagine a energia pra eles todo santo mês e 24h! Totalmente sem Lógica!

  • Douglas Miranda:

    Do jeito que a coisa caminha, acho que o pessoal passa mais tempo no Orkut que no Google. Se bem que hoje, Orkut, Youtube, Google, etc, é tudo a mesma coisa… Falta agora comprarem o hypescience também! rsrs

  • ana:

    O melhor é deixarmos de respirar visto que também libertamos CO2!!

  • George Guerra:

    O Google, a Amazon.com, o Youtube e tantos outros canais da WEB estão sujeitos aos mesmos mecânismos de consumo energético! Me parece mais uma pesquisa com “objetivo” certo: criar instabilidade e ruído na imagem de uma empresa tipo”rolo compressor”. É claro que muito das rotinas atuais referentes ao emprego de tecnologia e uso de energia deve ser considerado e otimizado, mas alguns extremos devem ser melhor abordados para não virar paranóia. Será que irão estipular uma cota de CO2 para a população após cada almoço?!
    Um abraço a todos.

  • Beatriz:

    Epaaaahhh!
    Isto eu nao sabia…
    Mas entao para nao poluirmos a atmosfera temos de deixar de usar o google??
    Têm que dar soluçoes para este caso… Porque o google é um condutor de busca… como outro qualquer… até pode ser mais rapido mas é igual aos outros.

    Esperemos que o aquecimento global nao agrave ainda mais do que ja ta… nem por estas futilidades
    Tenho a certeza que ha soluçao para isto… só nao sei qual

  • Nuno:

    Como quimico me parece muito exagerado esse valor de liberaçao de CO2 (o valor dado pelo Google de 0,2g me parece mais correto), mas de qualquer forma uma pesquisa no Google gasta muito menos energia que o seu computador. Ou que a sua TV, DVD, Home theater, ou o seu chuveiro…

    Além do mais, refrigerante tb libera CO2 e não é pouco coisa não! Logo, pela lógica tb devemos deixar de tomar refrigerante!

    O que devemos combater é a poluiçao causada pelos carros e industrias, usando carros eletricos, ou pelo menos os hibridos e forçar os governos a utilizar fontes de energia renováveis como a hídrica, maremotriz, eólica, solar, etc

  • Josefa Donizetti Teixeira:

    Se o problema é a eletricidade que se usa para a busca, então tanto faz o buscador ser o Google ou qualquer outro. Todos usam eletricidade.

    E quanto à rapidez ser o fator determinante, será que a mesma não se deve antes a hardwares e softwares de última geração? Eu não entendo muito de informática, mas a lógica me leva a pensar assim.

    Bjão pra todos

  • RichGuy:

    Agora imagine se tivéssemos que pegar o carro e dirigir até a biblioteca cada vez que quiséssemos fazer uma pesquisa. Quanto de CO2 não emitiríamos?

    Ambientalistas ficam cada vez mais chatos, isso sim. Hehehe.

    Abraços

  • Luigi Mazzucco:

    Nossa, que espantoso! Voltemos então à informação no papel jornal, com uma tintinha inofensiva contendo chumbo…

  • André:

    Isso quer dizer também que fazer chá é antiecológico? Vamos cobrar créditos de carbonos das vovós!!!!

  • Roberto Oliveira:

    brilhnate exemplo de cretinismo ecológico,uma excelente maneira de evitar emanações de CO2,simplesmente elimimando a humanidade da superficie da terra uma vez que o simples ato de respirar emana CO2

Deixe seu comentário!