Assista a um laser militar derrubando um avião

Publicado em 9.04.2013

O futuro da guerra, segundo alguns, envolve o uso de laser militar e o de aviões não tripulados. A Marinha dos Estados Unidos mostrou que, no caso de um embate entre os dois, o laser provavelmente vencerá.

No vídeo acima, feito pela Marinha americana, o Laser Weapons System (LaWS – Sistema de Armas Laser) é demonstrado, depois de anos de desenvolvimento e testes, derrubando um avião não tripulado, ou “drone”.

O canhão com seis lasers coloca o drone em chamas, fazendo com que ele perca o controle e caia no mar. A estimativa da Marinha é que um disparo laser custe aproximadamente US$1,00 (isto mesmo, um dólar, mais ou menos R$2,00) – uma pechincha, mesmo sem comparar com as centenas de milhares de dólares que custa um lançamento de míssil de interceptação.

Contanto que o alvo esteja à vista, o laser pode rastreá-lo e derrubá-lo em poucos segundos. Com tão pouco tempo necessário para derrubar um drone, um ataque múltiplo pode ser enfrentado por um único navio sem problemas. E o laser pode ser usado também contra navios.

Segundo os responsáveis pelo programa, o laser vai revolucionar o campo de batalha, da mesma forma que a pólvora revolucionou a guerra no tempo das espadas e facas. A previsão é que os navios da marinha comecem a ser equipados com uma torre de canhão laser já no ano de 2014.[Gizmodo, Marinha dos EUA]

Você também pode gostar desses artigos:

Autor: Cesar Grossmann

Sou formado em Engenharia Elétrica, mas trabalho no setor público, gosto de xadrez e fotografia.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

7 Comentários

  1. “um disparo laser custe aproximadamente US$1,00″

    A indústria bélica não curtiu isso!

    Thumb up 17
  2. Se fosse um alvo fixo eu não teria dúvidas, mas um avião em velocidade é muito mais complicado, a eficiência de um laser está ligada não só a potência,é preciso manter o foco constate além de concentrado em um ponto. Já li sobre um sistema russo que funcionava porém uma pintura especial era suficiente para neutraliza-lo

    Thumb up 6
    • Não necessariamente.

      Primeiro, o laser é bastante potente, e não importa o quão reflexivo um espelho seja, ele nunca reflete 100% da energia que incide sobre ele. Vamos dizer que o espelho tenha uma reflexão de 95% de da energia incidente (o que é um espelho extremamente bom). Se o avião pega fogo em 2 segundos sem a pintura reflexiva, vai passar a pegar fogo em 40 segundos. Não chega a ser muita vantagem…

      Segundo, que se o índice de reflexão do espelho for zero para a frequência do laser, então é o mesmo que não ter espelho nenhum (ou pintura reflexiva nenhuma).

    • Cesar, muito legal o vídeo.
      Pergunta primária: Se o avião fosse feito em material transparente, esse feixe atravessaria sem danos?

      Thumb up 0

Envie um comentário

Shares
Share This

Compartilhe

Seus amigos vão adorar!