Menina grávida de 10 anos dá a luz na Colômbia

Publicado em 23.04.2012

Uma garota de 10 anos, da tribo Wayuu, em Manaure, na Colômbia, dá a luz a uma outra garota por meio de uma cesariana. Isso a coloca entre as mães mais jovens do mundo. Embora ela esteja se recuperando, seu caso chama atenção para o perigo físico e mental de uma gravidez antes da maturidade, como afirmam os médicos que cuidaram da jovem.

A idade e a identidade do pai ainda são desconhecidas, e a polícia não pôde indiciar ninguém pelo fato de a tribo ter uma jurisdição própria.

Segundo o obstetra e ginecologista Lewis Wall, da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, “garota alguma têm condições de dar a luz nessa idade”. Wall conta que qualquer menina de 10 anos grávida já foi abusada sexualmente algumas vezes.

De acordo com Sherry Thomas, médica de um hospital da Califórnia, a placenta vai retirar nutrientes da mãe – como o cálcio, por exemplo, que ainda é uma criança e está crescendo, o que não é saudável e seguro.

“Além disso, a gravidez aumenta a pressão no sistema cardiovascular”, explica Wall. “Mulheres grávidas têm 50% a mais de sangue circulando através de seus corpos”.

Mas o maior perigo está na região pélvica. Meninas começam a ovular e a menstruar com nove anos de idade, aproximadamente. Porém, os médicos ressaltam que o fato de poder ficar grávida não quer dizer poder ter um bebê, pois a pélvis não se dilata até o fim da adolescência, o que significa que meninas não conseguem empurrar adequadamente o bebê através do canal apropriado.

Wall e Thomas, que trabalharam na África com casos similares, dizem que os trabalhos de parto podem durar dias e que muitas das jovens mães acabam morrendo. Os bebês também não sobrevivem, na maioria dos casos.

As que sobrevivem desenvolvem fistulas, que são buracos entre a parede vaginal e o reto, devido à força que a cabeça do bebê faz contra o tecido interno, durante tanto tempo.

Segundo Thomas, a garota colombiana teve sorte por ter tido acesso a um hospital que pôde fornecer uma cesariana. Isso diminuiu consideravelmente o risco de ela ter qualquer complicação. [LiveScience]

Autor: Luan Galani

é jornalista. Entusiasta da Teoria-M, é um rato de biblioteca apaixonado pelo que a ciência pode nos proporcionar. Nas horas vagas, é um amante inveterado de música erudita, que pede perdão aos russos por ainda considerar Mozart a grande lenda.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

9 Comentários

  1. lulu, vc é tão bonita quanto o seu comentário… o verbo Haver foi muito bem colocado! concordo.

    Thumb up 1
  2. Achei o título ambiguo!
    A menina tem 10 anos ou a gestação é de 10 anos? O.o

    -Antes que alguém critique, eu sei que a garota que tem 10 anos e deu a luz…

    Thumb up 28
    • Não está ambíguo não…
      O título diz: “Grávida de 10 anos …” e não “Grávida HÁ 10 anos”.

      Thumb up 44
    • Na linguagem popular é extremamente normal alguém dizer:
      “Estou DE 7 meses” e por aí vai.

      Continuo achando ambiguo.

      Thumb up 18
    • Não se trata de uma linguagem popular. Esse texto segue a norma culta da língua, portanto, não está ambíguo.

      Thumb up 10
  3. Sinceramente morando num paiz como o Brasil esse tipo de caso não impressiona nem um pouco já quê aqui é comum meninas pré-adolescente engravidarem!!

    Thumb up 23

Envie um comentário

Leia o post anterior:
12715735
Bebê com seis pernas nasce no Paquistão

Essa você nunca ouvi...

Fechar