Minhocas microscópicas vão mostrar como seria viver muito tempo no espaço

Publicado em 3.01.2012

O ônibus espacial Discovery, em atividade desde 1984, fez sua última exploração espacial entre fevereiro e março de 2011, quando retornou à Terra e se aposentou. A bordo no veículo espacial, além de seis astronautas, estava uma colônia de quatro mil pequenas minhocas. A missão delas foi mostrar como a vida pode se desenvolver no espaço em longo prazo.

Essa espécie minhoca, que leva o nome científico de Caenorhabditis elegans, já tem um histórico de bom modelo para estudos devido a algumas características. Em seus primeiros três meses no espaço, as minhocas foram monitoradas por uma equipe de cientistas da Universidade de Nottingham, na Inglaterra.

Em humanos, a baixa gravidade e as condições que envolvem passar meses a fio longe da Terra ainda são danosas ao corpo. Nessa situação, os seres vivos são expostos a níveis alarmantes de radiação e o organismo começa a enfraquecer. Nas minhocas, que se reproduziram por doze gerações durante o período de análise, os efeitos foram muito parecidos. E a explicação para isso está na genética.

Boa parte dos genes desse pequeno nematódeo tem equivalentes na cadeia de DNA dos seres humanos. Alguns pontos de contato entre nós e as minhocas são úteis para uma série de experimentos. Descobrir como elas seriam capazes de viver muito tempo no espaço pode ser uma chave para que nós, algum dia, possamos fazer o mesmo. [MSN]

Autor: Stephanie D’Ornelas

É estudante de jornalismo, adora um café e um bom livro. Curte ciência, arte, culturas e escrever, mesmo que sejam poesias para guardar na gaveta.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

6 Comentários

  1. Realmente foi uma boa ideia, podemos ver os efeitos da esposição a microgravidade a longo prazo, já qe as minhocas se reproduzem muito rápido.

    Thumb up 3
  2. Uma reportagem da superinteressante uma vez falou sobre Girinos que nasceram no espaço e quando foram trazidos à Terra, ficaram muito confusos, desnorteados. “Trapalhadas dos girinos do espaço”, esse era o título.

    Thumb up 11
  3. Nematoides não são minhocas! “Worms” (na fonte) significa simplesmente “vermes”, não “minhocas”.

    Thumb up 9
  4. Já soltaram muitos animais e insetos pelo espaço. Quem sabe uma hora pode haver contaminação em algum planeta ou lua, com microorganismos da Terra em uma sonda ou foguete, devida falta correta de esterilização do equipamento!!!!

    Thumb up 8

Envie um comentário

Leia o post anterior:
stone-artifacts
Artefatos arqueológicos questionam diáspora da humanidade pelo planeta

Parece muito lógico ...

Fechar