Mulheres e crianças primeiro são realmente regras marítmas?

Foi comentado que as mulheres e crianças não tiveram prioridades nos botes salva-vidas no naufrágio do navio Costa Concordia, que aconteceu na última sexta-feira, dia 13 de janeiro. Inclusive, fontes afirmaram que homens estavam empurrando para entrar primeiro, sugerindo que os botes fossem fechados para que ninguém mais entrasse.

Mas existem leis que governam quem sai primeiro de um navio naufragando? “Mulheres e crianças primeiro” como dizem no Titanic? Ainda é um pouco cedo para saber exatamente o que aconteceu nas horas finais do Costa Concordia. O capitão já negou que ele tenha saído do navio antes do resto das pessoas.

Edwin Gurd, um policial aposentado, deu entrevista ao Times. “Nós queríamos que as mulheres e crianças fossem antes, e os homens com família e bebês. Mas muitos estavam tentando salvar a si mesmos”.

Mas a tradição de mulheres e crianças primeiro faz parte realmente das leis marítimas? Rob Ashdown, diretor de operações do Conselho de Cruzeiros Europeu, explica que após o embarque dos passageiros, eles são indicados para um bote de acordo com sua cabine.

Se ocorrer um acidente, como no caso do Concordia, que bateu em rochas, fica a mando do capitão decidir a evacuação. Para dar início ao processo, um alarme soa ordenando as pessoas a se dirigirem a um centro de reunião.

Desse ponto em diante, o navio tem 30 minutos para encher os botes, lançar e partir, de acordo com as regulamentações da Organização Marítima Internacional. E Ashdown comenta que não existe obrigação legal de mulheres e crianças irem primeiro.

A evacuação do navio HMS Birkenhead, em 1852, é creditada como a primeira ocasião em que mulheres e crianças pegaram os botes primeiro.

O navio estava carregando quase 500 soldados e 26 mulheres e crianças. Após o comando do oficial para que os soldados esperassem, todas as mulheres e crianças sobreviveram, mas a maioria dos homens morreu. A famosa frase de evacuação parece ter surgido depois.

Mas Ashdown comenta que existe um grupo que pode receber tratamento preferencial hoje: pessoas com necessidades móveis especiais.

“A ideia de mulheres e crianças primeiro é apenas uma convenção que existe por razões históricas”, sugere ele. “Pode ser apropriado em certas circunstâncias e culturas, mas não em todos os lugares”.

Um argumento que pode ser usado é que os homens geralmente são melhores nadadores do que as mulheres e crianças, e por isso teriam mais chance de sobreviver na água. Mas hoje a ideia é menos sobre chances de sobrevivência e mais sobre tratar as pessoas de maneira justa.

Ed Galea, especialista em evacuação, da Universidade de Greenwich, afirma que um comportamento ordenado entre os passageiros é crucial para uma evacuação de sucesso. E tendo estudado situações grandes de desastres, incluindo sobreviventes do World Trade Center, ele comenta que as pessoas não respondem ao processo de evacuação da maneira que imaginam.

“Não é como Hollywood, não é cada um por si. As pessoas agem até que de maneira altruísta. Você vai alguns chorando e gritando, mas não significa que estão em pânico”.

Geralmente as pessoas vão ajudar os mais vulneráveis a sair de cena antes. Não necessariamente as mulheres, mas provavelmente os machucados, idosos e crianças pequenas, afirma o especialista. Galea comenta que ainda é cedo para saber com detalhes a evacuação do Concordia. Mas para ele, parece que a tripulação fez um trabalho exemplar e a maioria dos passageiros se comportou bem.

Ele argumenta que o problema real a bordo do Concordia foi a demora para que a ordem de “abandonar navio” fosse dada. Minutos importantes foram perdidos após o cruzeiro bater nas pedras, e relatórios sugerem que foi só quando o navio começou a tombar que a evacuação começou.

Uma vez que o barco entorte 20 graus fica difícil o lançamento dos botes salva-vidas. No caso do Concordia, ele inclinou rapidamente. “Eles tiveram tempo”, afirma Galea. “Mas como eu entendo, a evacuação só começou quando o barco inclinou severamente”.

E você, qual sua opinião sobre o caso do Concordia? Como você acha que o sistema de evacuação deveria ser feito? [BBC]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

46 respostas para “Mulheres e crianças primeiro são realmente regras marítmas?”

  1. Acho que existem homens e homens, mulheres e mulheres, homens e mulheres altruístas são capazes de arriscar a vida até por um desconhecido, como o caso de um rapaz que se jogou de uma ponte para salvar a vida de uma criança, que estava junto com a avó atravessando a ponte, e passou um psicopata, arrancou a criança da avó e a jogou no rio. A criança foi salva graças ao heroísmo desse rapaz, mas isso não é para qualquer um.

  2. Acordem homens. O Estado e as mulheres veem explorando a nossa força de trabalho,nossa coragem,nossa inteligência e nos manipulando para que sejamos produtivos e “dignos”de suas vaginas e de sermos chamados cidadãos. Ai do homem que não produzir, será chamado de fracassado. Mas a mulher pode sempre se esconder como dona de casa. Mulheres teem um imenso preconceito contra homens improdutivos que não possam “comprar” suas vaginas com sua força de trabalho evidenciada em carros, casas, roupas caras, status etc. Quanta tormenta e trabalho e impostos um homem não se submete por causa de uma reles vagina !

    • Na verdaded, a História nos mostra claramente que o sexo MASCULINO foi sem dúvida o sexo oprimido em todas as sociedades, e e o é até hoje. Fomos responsaveis por tudo, da roda a espaconave, do carro ao jato de combate ao microondas, medicina, História, Direito, Artes, internet, celulares, computadores, revoluçoes industriais…ams desde cedo aprendemos que é certo morrer em noem da pátria, para as mulheres ficarem em casa sem levar um tiro sequer, aprendemos ridicularmente a vassalagem francesa na Idade Média e seria ridiculo as mulheres terem lutado por direitos iguais e na hora do pega pra capar se esconderem atras de sua condição de mulher. Somos forçados a trabalhar até estafar, se aposentar mais tarde, morrer mais cedo e de brinde, ainda levamos o nome de opressores. E isso por que no passado POUPAMOS nossas mulheres de serem: marinheiras com escorbuto, estivadoras, se internarem em minas de carvão pra intoxicar o pulmão, serem ferreiras, curtidoras,se atracarem com animais selvagens no Neanderthal, etc.

  3. . Cavalheirismo é a exploração da boa vontade e burrice alheia como só as exploradoras mulheres sabem fazer quando a coisa aperta. Já notaram que quando uma mulher quer manipular um homem ela infantiliza a voz ? Para ativar o instinto protetor masculino dele….mas sobre o assunto estou com Winston Churchill,o maior estadista e guerreiro do seculo passado que uma vez, elogiando justamente os navios de cruzeiro italianos afirmou que pelo menos neles não havia a estúpida e absurda expressão “mulheres e crianças primeiro”.

  4. Não acho que deva existir qualquer tipo de prioridade na hora de se salvar. Não acho que devemos ser herois nessa hora. E, se fosse criar alguma prioridade, deveria dar-se as pessoas mais jovens, sem problemas de saúde – considerando o tempo de vida que a pessoa “perderia”. Por exemplo: um jovem de 20 anos de idade perderia muito mais tempo de vida do que um idoso de 80 – em tese. Assim como acredito que uma pessoa sem deficiencias físicas podem, também, fazer bem mais do que pessoas com deficiencias, então, prioridade ao que pode mais. Em suma: sobrevivência do mais forte.

  5. na minha opinião, tem q ter uma escala de prioridade para esse tipo de ocorrência pré-determinada
    1-Gestantes ou mães com criança de colo
    2-Deficientes físicos
    3-Pessoas machucadas e impossibilitadas de movimentar-se
    4-Crianças
    5-Idosos
    6-Mulheres
    7-Homens

    Se alguém discorda de mim, apresente melhores sugestões!!
    Se concordam, entaum vc é mais uma pessoa que ficaria frustrada em ver uma injustiça acontecer com um ente querido de vcs que se enquadram em alguma dessas alterações!!

    • Tudo o que eu digo é que não se pode exigir que nenhum homem arrisque a sua vida por uma mulher. Só se ele quiser.

      Há 40 anos dizemos aos homens que eles estão sendo beneficiados e que eles precisam aprender a ser igualitários. Os homens no mundo todo recebem cerca de 80% do dinheiro de salários e as mulheres no mundo todo GASTAM 80% da riqueza e são campeãs em assistir TV, onde, se algum dos sexos vai ser ridicularizado, será homem em 10 a cada 10 vezes, por exemplo. No shopping center, a cada m² de produtos para homens, há 7 m² dedicado às mulheres e os dois sexos compram principalmente produtos para mulheres.

      Esta semana tivemos votação sobre a constitucionalidade da Lei Maria da Penha, lei que mostra a preocupação do país com a violência contra a mulher. Semana passada, o Brasil se entreteve com uma comédia (“Brasileiras”), na TV, onde uma mulher cortava o pênis do marido. Com ela é horrível, com ele é comédia? Crianças e idosos são as maiores vítimas de violência doméstica. Mães matam crianças 2x mais que pais.

      Em termos de qualidade de vida ligada à expectativa de vida, comparando sexo x etnia, a pirâmide é assim: 1o, mulheres brancas; 2o, homens brancos; 3o, mulheres negras; 4o, homens negros. Elas se aposentam 5 anos antes e vivem 8 anos mais. Podemos dizer que o homem negro trabalha mais, vive pior e vive menos, para a mulher branca viver melhor e em média aprox. 12 anos mais que o homem negro.

      Os homens adoecem mais, se ausentam menos do trab. para cuidar da saúde e a cada artigo escrito sobre saúde masculina, há 25 artigos sobre saúde feminina.

      As vantagens masculinas são ilusórias e nenhum homem tem que ser obrigado a ser cavalheiro só porque ele nasceu homem.

    • (Sobre percentual de riqueza ganho pelos homens e gasto por mulheres, não estou certo do percentual… falei muito por aproximação)

    • Falou tudo, humilhou. Queria que existissem mais homens como você no mundo. Nós homens não temos direitos a nada, pra tudo mulher tem privilégio e vantagem.

      Qual seu facebook? XD

    • Cada vez mais eu vejo homens pensando como você, e eu não os culpo mais por isso.

      Se você vai morrer por alguém, tem que ser alguém que mereça, não porque tem grandes glândulas mamárias.

      Comigo, as crianças tem moral de graça.

  6. Bem, minha opinião é que dispor da própria vida em função de outra pessoa é ser uma PRERROGATIVA, um DIREITO do homem e da mulher, não uma obrigação.

    Por algumas pessoas eu daria a minha vida. Se eu não quiser arrisca-la por outras pessoas, é decisão que incumbe a mim.

    Pelo que dizem agora, parece que nesse caso não houve desespero generalizado, relativamente as pessoas se organizaram para ir aos barcos, infelizmente houve perda de vidas.

  7. Tanto pode dizer covarde como cobarde. Qualquer dicionário regista ambas as formas. É o caso da 7ª. Edição do Dicionário da Porto Editora, pgs. 420 e 494, ou o Dicionário Aurélio, pgs. 421 e 492. Adj. E s. 2 gén. Que ou a pessoa que não tem coragem; poltrão; medroso; traiçoeiro; acanhado; tímido; fraco de ânimo; pusilânime. Covarde: do fr. ant. “coart”, hoje “couard”, que tem a cauda abaixada.

    Seu grande inteligente!

    • Eu sei que há as duas formas, como verruga e berruga, e eu também tenho acesso ao site de onde você copiou e colou isso, ora pois! 🙂

      Mas, terminado o humor intercontinental, eu não pretendi ensinar-lhe a norma culta do idioma, Roos.

      O que eu disse é você não está em posição alguma de classificar todos os homens como covardes. A maioria dos bombeiros e soldados é homem. Os soldados mortos na 1a guerra foram todos homens, houve muito mais guerra desde então. De uma forma geral, mais de 99% dos mortos defendendo seus países são homens, e isso porque a sociedade, por LEI, requereu isso deles: matar e morrer no lugar de pessoas como eu e você.

      Você obviamente não morreu ainda para salvar ninguém e mesmo tenha coragem para tanto, sua autoridade para denegrir os outros com base em papéis tradicionais de gênero é zero. E se você dissesse que todas as mulheres são, por exemplo, hipergâmicas, estaria errando também – Não há aspecto de caráter, positivo ou negativo, aplicável a todo um gênero humano.

      Não é questão de escrever errado, é pior, é pensar errado. O que você expressou, em qualquer continente, chama-se PRECONCEITO.

      Repito, você talvez seja covarde (afinal, diz-se atrocidades sobre os homens como “se os homens pudesse engravidar, fariam do aborto um sacramento” e raramente alguém como eu vem refutar), mas os homens e mulheres, como totalidade, não.

      Lamento sua infeliz acusação de os homens serem covardes. Nem vou lhe contestar mais a respeito, está abaixo do discutível. De minha parte, encerro o assunto e só me resta desejar que se cure.

    • Nem preciso de ir ao psicologo! Voce conhece-me melhor do que eu propria.

    • Se eu não soubesse o que é ad hominem e que o fato da(o) Rooss ter recorrido a isso desde o início mostra a sua incapacidade de me contra-argumentar, eu talvez chegasse a leva-lo(a) a sério.

  8. Na hora da agonia as pessoas esquecem uma série de coisas,… é o ‘salve-se quem puder’. Mas eu penso que mulheres, crianças, idosos e deficientes devem ter prioridade.

    • Flor, apesar de toda uma programação milenar que envolve valores morais voltados à proteção prioritária da mulher, eu hoje em dia discordo de você.

      Os grupos pelos direitos das mulheres requerem igualdade para mulheres no trabalho, no poder, mas nunca requereram obrigatoriedade do alistamento militar, nunca se incomodam que os homens sejam a maioria dos varredores de rua, carteiros, etc., que representem 93% das mortes no trabalho.

      Requereu-se a liberação das mulheres e se considerou toda a civilização e a história como arquitetada para sacrificar a mulher. Se esqueceram que “herói”, “soldado”, “trabalho”, foram formas de escravização exclusiva para homens.

      Também ficou esquecido que os avanços científicos da sociedade “machista” criaram quase tudo de bom que temos hoje, inclusive utensílios domésticos que liberaram a mulher de ser uma MÁQUINA de trabalho dentro de casa que, quando o último filho saía de casa, ela já podia estar morta. Todos estes inventos que tornaram a vida das mulheres (não só delas) melhor foram feitos por homens, como é que eles estavam interessados prioritariamente em reduzi-las?

      Se você assistir televisão hoje em dia, em qualquer dia, qualquer canal, se houver um comercial em que um dos sexos seja ridicularizado, pode esperar 10 e cada 10 vezes o “patetizado” ser homem. As mulheres são o maior e mais forte bloco singular de consumo numa sociedade de consumo e campeãs mundiais de acesso às mídias de entretenimento. A mulher é para a mídia o que o seu chefe é pra você quando você depende do emprego. Mulheres não são minoria política? Não, não são.

      Por isso eu digo: Cavalheirismo é opção dos homens. Não é obrigação. Se é pra ter igualdade, igualdade no bom e no ruim também.

    • Da próxima vez que você passar por um caminhão de lixo, os trabalhadores atrás dele, cheirando xorume por todo um turno de trabalho, você aposta que vão ser TODOS ELES homens, mulheres, ou 50-50%?

      Mulheres são objetizadas pela usabilidade dos seus corpos. Homens, pela descartabilidade do deles. Mulher vale a beleza, a juventude. Homem vale o que é capaz de produzir para os outros, não pra ele.

  9. Infelizmente, essa falta de educação dos homens parece estar presente no dia a dia. Prestem atenção nos pontos de ônibus, e verão que, quando o coletivo para no ponto, os homens pulam na frente a fim de embarcarem primeiro, não importando se há mulheres, idosos ou crianças presentes. Seria bom que houvesse o mínimo de educação, mas infelizmente estamos vivendo uma realidade bem diferente. O que ocorreu no navio, não me surpreende.

    • Interessante que você diga que os homens são muito mal-educados, por não colocarem as vidas de qualquer mulher acima da das deles. Até mesmo ceder o lugar a elas no ponto de ônibus ou qualquer lugar. Homens educados então não deveriam sentar-se jamais se tiver uma mulher em pé. E o cavalheirismo é unilateral, a honra do cavalheiro é honrar sem precisar receber um agradecimento.

      Mas não se preocupe, cavaleiro cristão. Não somos todos cavaleiros, mas bem cavalheiros:

      Os homens no Brasil subsidiam 65% da aposentadoria das mulheres, usufruem em média 13 anos de aposentadoria e elas, 20 anos, morrem mais cedo, começam a trabalhar mais cedo e se aposentam anos mais tarde. Há menos universitários do que universitárias. Homens tem 77% mais câncer e o câncer deles é 85% mais mortal. Mesmo assim, os gastos com prevenção, campanhas, pesquisa e tratamento é quase todo com elas. Nas campanhas de violência doméstica, os homens são sempre retratados como agressores e o fato de as mulheres matarem 2x mais os próprios filhos do que os homens é ignorada, assim como o fato das mulheres empatarem com eles em violência. A Lei Maria da Penha assegura que se a sua esposa, sozinha ou com mais 5 mulheres, te atacar com uma faca e você se defender e arranha-la ou torcer o braço dela, VOCÊ vai preso e ela não, será afastado do convívio dos seus filhos e terá que continuar sustentando a família. Mais de 80% dos moradores de rua são homens. Homens morrem em média 133% mais que as mulheres em todas as idades, sendo que dos 20 aos 25 anos, morrem 80,8% mais e entre 15 e 19 anos, morrem 350 homens para cada 100 mulheres. No trabalho, os homens fazem os mais penosos, insalubres, pesados e perigosos. Há menos mulheres congressistas, mas também há menos varredoras de chão e jamais haverá tanto mulheres qto homens pendurados atrás do caminhão de lixo para ganhar o pão, p. ex. Homens são 92 a 95% dos mortos no trabalho. Há mais mulheres vivas do que homens.

      Somos uma sociedade educada, então, apesar de as aparências te enganarem, bom cristão montado.

      Claro, sempre podemos melhorar. Vamos nos conscientizar, levar a palavra a todos os homens para que eles sejam mais gentis e cedam mais.

    • Sem mencionar muitos outros exemplos, como a pedofilia, em que 98% dos criminosos REGISTRADOS na polícia são homens. A pedofilia feminina é tão ignorada que na imprensa nem se ouve falar “pedófila”, só “pedófilo”. No entanto, quando começaram a investigar só entre professoras, nos EUA descobriram a “big list” de pedófilas (confiram na internet).

      Etc.

      Não que a vida das mulheres não tenha sofrimentos, mas a visão que se tem dos homens não é assim tão isenta de preconceitos contra eles.

    • Humilhaste, Humilhaste. Infelizmente isso conrresponde com a realidade.

    • Agradeço. Ultimamente eu resolvi falar alguma coisa pelos homens, pois é incomum alguém falar por eles.

      Inúmeras atrocidades sobre homens já foram ditas, inclusive “Se homens pudessem engravidar, fariam do ABORTO um SACRAMENTO”.

      Homens normalmente não se defendem dessas coisas, simplesmente aceitam. E ninguém mais costuma defende-los. Já tá na hora disso mudar.

  10. Eu acredito que os homens empurrassem para se salvarem primeiro que as mulheres e crianças. Sao todos muito fortes mas na hora da verdade a cobardia nota-se a léguas de distancia!

    • Não, os homens não são todos covardes, ou “cobardes”, como você diz. Fale só por si mesma(o).

  11. No caso do Concordia que encalhou perto da costa.. com coletes salva vidas não seria impossível ir nadando até a praia, exceto pelo frio ao sair da agua, mas ainda sim possível..

    • Com colete ou mesmo sem, até daria para sair nadando; o problema é justamente as rochas, pois uma pessoa pode ser jogada para elas com a onda e se machucar a ponto de não conseguir nadar. Por isso, essa ideia não é viável, com ou sem colete.

  12. Se todos tem seus botes já predeterminados na hora do embarque, num momento de evacuação do navio, não é a nem b em primeiro ou em segundo é cada uma para sua area de reunião e dali para seu bote pre determinado, Claro que cada situação é uma situação e depende do comandante ter percepção da situação para dar a ordem de abandono, me pergunto se o Comandante do Concordia tivesse dado a ordem de imediato antes do navio adernar os passageiros que estivessem nos botes do lado que o concórdia adernou, o que teria acontecido com eles? se adernou de forma lenta beleza, mas se adernasse antes dos botes tocarem a água e se afastassem? seriam esmagados? talvez, acho que este caso tem que ser bem analisado.

    • esta.. idosos deve ficar em tripulação e homens….

      a leu da sobrevivencia diz q homens saudaveis tem a mais a contribuir com a sociedade do que velhos

    • Ainda bem, pois são Paulinos/Palmeirenses nem salvos tem que ser!

      hahahaha!

    • E por último, mas beeeeeeeeeeeem por último, os pagodeiros, funkeiros e quem curte bandas coloridas.

    • nah

      1º: presidente da republica
      2º: ministros
      3º: senadores
      4º: deputados
      5º: juízes e desembargadores
      6º: advogados aliados
      7º: modelos, atores da globo e jogadores de futebol
      6º: O povo

  13. existem excessões para tudo,mas acredito que homens e mulheres tem chances iguais de sobrevivência ao contrario das pessoas dizerem que a mulher é mais frágil.Porem digo que mulheres,crianças,idosos e deficientes primeiro parece bem justo.

    • Acredito que regras de evacuação valham até um momento em que realmente o risco de morte atinge à maioria dos passageiros. Numa situação desesperadora poderia se configurar estado de necessidade (o “cada um por si”), em que seria válido mesmo que as pessoas se degladiassem para adentrar nos botes.

    • Se homens e mulheres tem chances iguais de sobrevivência então porque mulheres primeiro?
      Que tal meio a meio?
      Seria muito mais justo, um bote com crianças ou idosos e a mesma quantidade de homens e mulheres. Mas não…. devemos nos matar pelas mulheres é claro, tinha esquecido.

Deixe uma resposta