Quanto mais gordurinhas na barriga, maiores as chances de ter osteoporose

Publicado em 2.12.2010

Todos os anos, conhecimentos científicos se alteram diante de novas descobertas. Agora, chegou a vez de testar a gordura corporal. Há muito tempo acredita-se que ela protege contra a osteoporose, mas cientistas afirmaram que, ao invés disso, a gordura na barriga pode promover a doença, caracterizada por ossos frágeis, propensos a fraturas.

Estudos anteriores que pesquisaram os efeitos da obesidade sobre a saúde óssea não distinguiram entre os dois tipos de gordura corporal, a visceral e a subcutânea. Além disso, os cientistas sabiam que as mulheres abaixo do peso tinham um risco aumentado para a osteoporose, por isso assumiram que quanto mais gordura uma pessoa tivesse, melhor seriam os seus ossos.

Porém, o novo estudo aponta que a gordura – especificamente os altos níveis de gordura na barriga, que é a gordura visceral, localizada entre os órgãos na cavidade abdominal – aumenta o risco de osteoporose, pois foi associada a densidade mineral óssea reduzida em mulheres obesas. Em contraste, a gordura sob a pele em outros locais do corpo, chamada de gordura subcutânea, não demonstrou nenhuma relação com doença.

Segundo os pesquisadores, essa é mais uma notícia ruim para a obesidade. Para chegar a essa conclusão, eles examinaram a densidade mineral óssea e o índice de massa corporal (IMC) de 50 mulheres obesas com idade média de 30 anos. Elas foram submetidas a uma tomografia computadorizada para medir a perda óssea, e a uma ressonância magnética para avaliar a quantidade de gordura na medula de seus ossos.

Os dois exames focaram na seção lombar da coluna vertebral, uma região da parte inferior das costas que os cientistas acreditam ser um bom indicador da densidade mineral óssea. Os pesquisadores também mediram a quantidade de gordura na barriga das mulheres.

Os resultados indicaram que, em geral, quanto mais gordura visceral as mulheres tinham, menor era sua densidade mineral óssea. Embora nenhuma das mulheres tivesse osteoporose, em algumas delas a densidade mineral óssea estava abaixo do normal, ou seja, elas já estavam com uma condição conhecida como osteopenia, que pode levar a osteoporose.

As mulheres obesas com mais gordura visceral também tinham mais gordura na medula óssea, o que sugere que essa gordura nos ossos os torna mais fracos. Os pesquisadores ainda não sabem por que a gordura visceral tem esse efeito. Uma das teorias é de que ela secreta certos hormônios ou outras substâncias que prejudicam os ossos.

Segundo os cientistas, as descobertas apóiam outros trabalhos que têm demonstrado que a gordura visceral é pior para o corpo do que a gordura subcutânea. Além da osteoporose, estudos anteriores já haviam relacionado a gordura da barriga com um risco aumentado de diabetes tipo 2 e doenças cardíacas. [LiveScience]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

1 comentário

  1. não importa se vc é gorda ou magrela o que importa é que seu umbigo é pra dentro ou pra fora!

    Thumb up 1

Envie um comentário

Leia o post anterior:
trapacear
Pessoas são honestas enquanto trapacear não é fácil

"A ocasião faz o lad...

Fechar