Refrigerantes diet viciam?

Publicado em 4.03.2011

Tem gente que começa o dia tomando Coca Cola diet ou zero de café da manhã. Alguns bebem cerca de 2 litros de refrigerante por dia. E esses são poucos dos sintomas que podem descrever alguém que soa como, no mínimo, viciado.

Pode ser que nem todos os bebedores de refrigerante diet sejam tão exagerados assim, mas também, as pessoas que tomam pouco refrigerante diet por dia são quase raras – cientificamente falando.

Ou seja: o que será que eles colocam no refri diet? Seriam essas bebidas viciantes? E em caso afirmativo, no quê as pessoas são viciadas?

A resposta mais óbvia seria cafeína – mas isso não explica muitos bebedores inveterados que preferem variedades de refrigerante livres de cafeína.

O refrigerante diet claramente não é tão viciante quanto uma droga como a nicotina, por exemplo. Ainda assim, os rituais que cercam a bebida e os adoçantes artificiais que ela contém podem fazer algumas pessoas psicologicamente – e até mesmo fisicamente – dependentes.

Ao contrário de outros refrigerantes, que fazem você ganhar peso, beber muito refrigerante sem calorias não parece ter uma desvantagem imediata que impede as pessoas de exagerar.

Sim, muitas pessoas que bebem refrigerante diet podem ser simples viciados em cafeína que preferem refrigerante a bebidas de café ou de energia (embora o refri não forneça a mesma vantagem. Por comparação, uma lata de Coca diet contém de quatro a cinco vezes menos cafeína do que um café pequeno).

Porém, a cafeína não responde por todos os hábitos de refrigerante diet. O caso de Steve Bagi, por exemplo, é de que ele mata seus desejos por cigarro tomando uma Pepsi diet.

Seus desejos por Pepsi diet vem de uma dependência anterior à nicotina. Ele fumava um maço por dia antes de começar a beber refrigerante diet para mascarar o sabor dos cigarros.

Mudar um vício ou um comportamento compulsivo por outro – fenômeno conhecido como troca de vício – é um conceito bem conhecido da medicina, e pode explicar a experiência de outros bebedores “viciados” de refrigerante diet.

Muitas pessoas que bebem refrigerantes dietéticos estão tentando perder (ou evitar ganhar) peso comendo mais saudável, e a doçura do refrigerante diet se torna um conforto para lembrar o gosto do açúcar, do carboidrato e de outros alimentos saborosos.

Da mesma forma, as pessoas podem ficar viciadas em refrigerante diet porque o associam com uma determinada atividade ou comportamento, como algumas pessoas fazem com o tabagismo. É o mesmo que sempre tomar um refri quando precisa por gasolina. Você sente o desejo antes mesmo de chegar no posto.

Os componentes psicológicos do vício em refrigerante diet são poderosos, mas não são tudo. Pesquisas sugerem que os adoçantes artificiais dos refrigerantes diet, como o aspartame, podem manter as pessoas bebendo constantemente porque esses açúcares falsificados não satisfazem tanto quanto o açúcar real.

Em outras palavras, os adoçantes artificiais podem estimular consumidores – e seus cérebros – a continuar perseguindo um “pico” que o refrigerante diet mantém sempre fora de alcance. Não está claro se esse efeito pode levar à dependência, mas é uma possibilidade.

Um sinal chave de dependência é quando uma pessoa continua a utilizar uma substância mesmo quando sabe que ela está causando problemas de saúde física ou mental.

Ellen Talles é uma das pessoas que se encaixa nessa descrição. Ela foi diagnosticada com ossos frágeis seis anos atrás, e seu médico lhe pediu para parar de tomar refrigerante diet, porque o ácido fosfórico em refrigerantes diminui o cálcio dos ossos, piorando a osteoporose. Ela não fez isso, entretanto. Mas, nos últimos meses, tem se esforçado mais.

Outra característica de dependência de substâncias é a síndrome de abstinência quando uma pessoa tenta largar seu vício. Embora seja difícil determinar se o aspartame, a cafeína, ou alguma combinação de ingredientes é responsável por isso, as pessoas que cortam o refri têm sintomas como dores de cabeça, náuseas e irritabilidade, sentimento que Ellen conhece bem.

Independente de se sentir dependente ou não, beber muito refrigerante diet pode ser arriscado a longo prazo.

Nos últimos anos, o consumo habitual de refrigerante dietético tem sido associado a um risco aumentado de baixa densidade mineral óssea em mulheres, diabetes tipo 2 e derrame. Além disso, um crescente corpo de pesquisas sugere que a ingestão excessiva de refri diet pode incentivar o ganho de peso.

Uma explicação para isso pode ser que, como seu corpo se acostuma a experimentar o sabor doce do refrigerante dietético sem absorver calorias, ele esquece que alimentos contendo o açúcar real e outros carboidratos entregam calorias.

Também é possível que os bebedores já sejam pessoas que têm uma dieta menos saudável, e acabam usando o refrigerante diet para “cobrir” outros abusos, como um pedido no McDonald’s com Coca Cola Zero, por exemplo.

E a relação entre refrigerante diet e escolhas alimentares pouco saudáveis pode não ser uma coincidência. Existe alguma especulação que refrigerantes diet tem efeitos sutis sobre a insulina e os níveis de açúcar no sangue que provocam a fome e influenciam o modo como (e o que) você come.

Mesmo com tudo isso falado, você, bebedor compulsivo, conseguiria imaginar a sua vida sem refrigerante diet? [CNN]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

10 Comentários

  1. se eu tivese dinheiro eu beberia so suco natural,mas como mo momento estou duro,bebo os refrigerantes …..embora digam que façam mal,e dificil resistir a uma coca gelada….

    Thumb up 1
  2. coca-cola contem extrato da folha de coca e como a formula nao foi revelada pode ate ter cocaina na mistura

    Thumb up 1
  3. Nunca provei bebidas diet ou light, nem coca-cola light. Só normal. Por isso não sei a diferença. ;)
    Anyway, se beber coca-cola durante um dia, 7-up, numa festa ou assim, não me vicio.
    Acho que estou viciado sim, é em beber 2 litros de água por dia. :)

    Thumb up 1
  4. O que viciou é o HipersCience publicar esse assunto com tamanha insistência e repetição.

    Gente, chega de falar sobre Coca. O assunto foi debatido centenas de vezes e já se esgotou.

    Melhor do que debater é tomar uma Coca bem geladinha.

    Fui

    Thumb up 2
  5. Que nada, já vi pessoas tomando refrigerante diet acompanhado de uma porção gigantesca de batata frita.
    Aí não adianta querer emagreçer

    Att
    Felipe

    Thumb up 1
  6. Costumo observar os comportamentos de pessoas diante de várias situações que elas se expõem. É engraçdo como as pessoas são levadas para caminhos do modismo e enm percebe isto e as industrias sabendo disto fazem a festa de lucros diante a imbecilidade humana.
    Tenho o hábito de comer em restaurantes pelo menos duas ou três vezes por semana. Nesses locais fico a observar os tipos diferentes de frequentadores. Tem alguns aboiolados que enchem o prato de folhas e toma um copo de água durante a refeição, porém, ninguém sabe o quecomem depois que saem dalí, pois, geralmente essas atitudes é para se aparecer. Outros/as servem-se do mis gordo possível do tipo feijoada, dobradinha e etc e pede ao garçom uma coca-cola light. Não é pelo sabor, não! A coca-light não tem nada característico com a coca-cola original, é de sabor desagradável como todos os refrigentes lights e diets são.
    Na verdade, eu entendo isto como uma forma de chamar a atenção; “óia, i eu sô diferente!”…
    Mais difícil de engolir do que uma refeição em que exageramos na hora de colocar a pimenta é ter que ouvir os conselhos e explicações de quem toma esses produtos do modismo e ou come vegetais. Só eles estão certos… São iguais aos evangélicos que tem exclusividades do Reino dos Céus…

    Thumb up 5
  7. Pelo que já percebi, quem se vicia em refri, chocolate, café, macdonalds, normalmente tem a mente fraca (“eu não consigo, sou fraco, é mais forte que eu”) ou é muito cabeça dura (“não faz mal nada, sempre bebi e nunca me fez mal, vcs são loucos, a ciencia erra muito”).

    Ou seja, não considerando o vicio químico “pesado” de algumas drogas, acho que quem tem esse tipo de atitude, no mínimo possui outros problemas (psicológicos) maiores.

    Thumb up 4

Envie um comentário

Leia o post anterior:
aidslogo
Bloqueio ao HIV

Cientistas tentam im...

Fechar