Vida após cirurgia: homens com câncer de próstata têm expectativas irreais

Publicado em 4.07.2011

Uma nova pesquisa descobriu que quase metade dos homens que passam por cirurgia para tratar câncer de próstata têm mais problemas de incontinência e função sexual do que esperavam.

Antes da cirurgia, alguns homens no estudo tinham esperado obter uma melhor função urinária e sexual um ano após o procedimento – uma crença errônea que os pesquisadores dizem que está fora da realidade da cirurgia de câncer de próstata.

Os médicos urologistas acharam os resultados surpreendentes. Segundo eles, qualquer intervenção feita em um paciente, seja cirúrgica ou radioterapia, nunca tornará a função da pessoa melhor do que no momento presente.

Como parte da nova pesquisa, 152 homens que removeram a próstata para tratamento de câncer preencheram um questionário antes da cirurgia. Antes, eles passaram por aconselhamentos para educá-los sobre os riscos do procedimento, que incluem disfunção erétil e incontinência.

Cerca de metade dos homens esperava que tivessem a mesma função sexual após a cirurgia, e 17% dos homens anteciparam funcionar melhor sexualmente após a cirurgia.

Um ano depois, os pesquisadores acompanharam os pacientes e descobriram que apenas 36% das expectativas dos homens para a função urinária combinava com os resultados verdadeiros, e 40% das expectativas sobre função sexual tinha a ver com a realidade.

Os cientistas explicam que os médicos não são capazes de dizer aos pacientes especificamente quão bem eles recuperarão suas funções urinárias e sexuais. Eles só podem informar as estatísticas globais, mas não as prever para uma certa pessoa.

E, em caso de dúvida, as pessoas tendem a ser esperançosas e otimistas. Expectativas irrealistas podem ser uma faca de dois gumes: por um lado, o otimismo é conhecido por ajudar as pessoas a se curar mais rápido, por outro, pode conduzir a decepção quando se ajusta a uma incapacidade a longo prazo.

Um estudo recente mostrou que, um ano após a cirurgia, apenas um em cada quatro homens recuperou sua capacidade de ter relações sexuais. Em maio, outra equipe descobriu que algum grau de incontinência era comum também, embora os homens tendam a não ficar significativamente incomodados por isso.

A incapacidade de obter uma ereção é um dos efeitos colaterais mais comuns da cirurgia de câncer de próstata, embora alguns homens sejam elegíveis para um procedimento que deixa os nervos que controlam as ereções intactos.

Os pesquisadores sugerem que uma rede de contatos com homens que passaram pela experiência e podem apoiar novos pacientes com câncer ajudaria a compreender as realidades da vida após a cirurgia.

O envolvimento dos parceiros dos pacientes também é vital para o sucesso em recuperar relações sexuais. Sexo é uma atividade para dois. O parceiro pode ser muito eficaz como parte de uma equipe íntima na recuperação dos efeitos colaterais dessa cirurgia.

Apesar das desvantagens, os cientistas acreditam que poucos homens optam por não fazer a cirurgia, mesmo se compreenderem inteiramente os potenciais riscos como a disfunção erétil, já que existem outros perigos relacionados ao câncer, razões mais fortes que levam a sua decisão final.[Reuters]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 25 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

57 Comentários

  1. Tenho 63 anos e há 2 anos realizei a retirada radical da próstata. A cirurgia foi ótima, e todos os exames de PSA é 0,0001, Portanto, estou certo da cura. Não tive incontinência e estamos numa ampla recuperação da ereção. Paciência e criatividade é a solução. Tem que usar os meios alternativos para a nova realidade como desenvolver tamanho e espessura do pênis para ter uma base que facilite a penetração e os meios de prazer. Auxiliem com viagra e otimismo que vão ter uma vida satisfatória.

    Thumb up 0
  2. realizei cirurgia prostatica em maio de 2012, tive problemas de estenose ,ou travamento de bexiga por conta da cicatrização ,por duas vezes ,fazendo duas micro cirurgia para sanar , por consequencia tive serio problema de incontinencia, fiz terapia pelvica ,com tratamento medico ,e hoje ainda faço exercicio em casa ,com contração anal ., uso absorvente com o nome de dry man é muito bom e confortavel, com paciencia e bom psicologico da para recuperar, boa sorte a todos , pois levo de boa .abrços

    Thumb up 0
  3. Boa tarde, estou aqui para compartilhar minha experiência e evolução do tratamento. Tenho 43 anos e fui diagnosticado precocemente, fui submetido a de retirada da próstatas por meio de cirurgia radical realizada em 13/02/2014,com 10 dias a sonda foi retirada e 2 dias depois já sem incontinência, a biópsia da peça teve um ótimo prognóstico, indicou que a doença estava somente no interior da cápsula, estou esperando completar 2 meses para realizar um novo PSA, não mais, está tudo bem.
    Abraços.

    Thumb up 5
    • Sempre leio este site, à procura de comentários, mas infelizmente ele não é muito ou tão atualizado como se espera de um assunto tão IMPORTANTE, seja com novos comentários e/ou comentários daquilo existente. Eu (hoje) tenho 50 anos, mas em fev/13 fiz a tão indesejada cirurgia com corte abaixo do umbigo. Da cirurgia resto problemas de ereção e LEVE incontinência urinária, mas tenho ABSOLUTA CERTEZA que com Deus irei encontrar um meio termo, por saber que não sou e nem serei mais o mesmo.

      Thumb up 1
  4. No próximo dia 27/03/14 irei fazer a cirurgia para a retirada da próstata através de videolaparoscopia, tenho 45 anos de idade e fui diagnosticado precocemente com câncer na próstata no estágio bem inicial.
    Estou com um misto de sentimentos de receio e confiança, pois o médico me disse que pela minha idade e o tamanho muito pequeno do tumor tenho grandes chances de ficar curado e sem grandes sequelas.
    Mando notícias.
    Torçam por mim.
    Obrigado

    Thumb up 7
    • Sim, Marcelo. Até onde sei é um câncer com excelente prognóstico quando é detectado cedo. Esperamos as boas novas.

      Thumb up 14
    • Olá marcelo gostaria de trocar umas idéias com voce pois eu tambem fiz essa mesma cirurgia ,

      Thumb up 0
  5. Tati,
    estive ausente desse site porque voltei a trabalhar e estou sem tempo disponivel. Quanto ao sexy shop é uma opção muito pessoal. Mas o médico me recomendou um tipo de anel de silicone para segurar o fluxo sanguineo na base do penis. Com a ajuda de alguma medicação e lubrificantes (que se compra em farmácias) fica melhor. Mas as descobertas nas novas brincadeiras na intimidade são tão importantes quanto tudo isso que falamos.
    Divirtam-se, e relaxem. Valorizem cada recuperação por menos que seja. É um processo lento.
    Espero ter ajudado.
    Sucesso. Acreditem no poder de superação.

    Thumb up 5
    • Oi, Jorge,
      Pois é, passou tanto tempo e também faz tanto tempo que eu queria entrar aqui para pedir outras dicas, porque as coisas mudaram um pouco.
      Já faz mais de 1 ano que meu marido fez a cirurgia. Foi tudo bem.
      Não teve problemas de incontinência, mas a ereção não voltou… até agora. Mesmo assim, ele continua tendo prazer e, como vocês me diziam, “é diferente, apenas isso, mas o prazer continua”.
      Acontece, Jorge, que agora o PSA voltou a subir. Pouco. Mas, os médicos dizem que isso é sinal de que algumas células cancerosas estão por algum lugar.
      Ah, não sei se estou me expressando bem… ando até meio zonza… desculpa. Ele está fazendo vários exames… já repetiu os de PSA 3 vezes, tudo confirmado… que, sim, subiu… e amanhã lhe colocarão as sementinhas e ele também fará radioterapia todos os dias, por 8 semanas.
      Ele anda meio perdido… eu, idem… por favor, terias algumas informações sobre estes procedimentos?
      Estou com medo. Mas, ele não sabe.
      Ele anda down, mas eu lhe digo que está tudo bem e dentro de todos os protocolos de procedimentos para uma cura definitiva. Também digo que o que ele tem que fazer é tratar e tratamento há.
      Já li bastante sobre radioterapia… já vi vídeos… já tudo.
      Talvez eu precise conversar, desabafar e saber por vocês, que estão no mesmo barco que eu e têm os mesmos sentimentos, os sentimentos que nós temos.
      Obrigada pela atenção e gentileza.
      Um abraço,

      Tati

      Thumb up 8
    • Jorge, eu outra vez. :)
      Desculpa, mas não sei escrever uma mensagem aqui sem ser através de alguma postagem. Então, cliquei em RESPONDER outra vez.
      Gostaria de deixar para todos uma informação muitíssimo importante. Vital mesmo.
      Meu marido tem 3 irmãos. Ele é o mais velho dos 4. Todos os médicos (foram vários) disseram que a parte genética (hereditária) tem um peso muitíssimo importante nesta doença.
      Quando meu marido fazia exames para ver como estava o PSA… durante anos… depois fez 2 biópsias, etc, etc… os médicos sempre disseram que os irmãos dele deveriam ter cuidado, porque o percentual era muito grande de que eles também tivessem a ter esta doença.
      Como já contei na outra mensagem, o PSA do meu marido voltou a subir agora e pouco antes deste fato, os médicos já haviam detectado câncer de próstata no irmão que vem logo abaixo dele. Eles têm um ano e meio de diferença.
      Hoje, a medicina tem como saber e “prever” estes dados genéticos.
      Além de ficar atentos, devemos passar estas informações para nossos filhos.
      Muito importante!

      Tati

      Thumb up 7
    • Em novembro de 2012 meu marido, melhor amigo, e parceiro foi diagnosticado com cancer de próstata aos 53 anos. Uma pessoa ativa e de hábitos saudáveis, teve uma expectativa de breve recuperacao … o que não aconteceu. A frustracao frente à incontinencia e impotencia trouxeram grande sofrimento, principalmente a ele, e tambem a mim. A esposa teme perder seu amado companheiro enquanto este receia por sua virilidade pós cirurgia.
      Gradativamente, com fisioterapia pélvica, exercicios em casa, natação e a retomada da vida sexual 3 meses após, com apoio de medicacao, a reabilitação foi acontecendo.
      E a vida não parou. Ele permaneceu produtivo no trabalho e nossa vida afetiva e sexual foi-se adaptando e fomos descobrindo novas interessantes possibilidades .. O homem fica mais sensível, inclusive fisicamente, e a mulher precisa estar atenta a seus novos sinais, tanto de prazer como de desconforto. Ha introspecção e receio de fracassar sexualmente e a parceira cabe incentiva-lo a tentar. O homem que antes ria descontraidamente está muito ferido emocionalmente.
      Hoje, para nós, o medicamento ja não é indispensável pois ele tem erecoes suficientes para a penetração (brinco com ele dizendo que agora é até melhor pois a relação é mais demorada) … descobrimos que posições em pé ou ele por cima favorecem, assim como sexo oral. E ele ainda se surpreende por ter orgasmos tão intensos quanto anteriormente, mesmo sem a ereção plena … Quanto a mim estou muito feliz e satisfeita … Meu “novo” marido é maravilhoso e me conquista a cada dia.
      Infelizmente a incontinência depende basicamente de aspectos físicos, neurológicos … Sua reabilitação e complexa e a grande queixa dele pelas restrições sociais que desencadeia. Aprende-se a conviver com o fato, até adaptando fraldas infantis e evitando assaduras. Mas, nada aqui é fácil …
      É uma doença cruel que afeta autoestima, autoconfianca, afetividade, vida social conjugal e familiar … a informação fica restrita a aspectos médicos enquanto há intenso prejuizo psicossocial, fragilizando o homem em sua autoimagem.
      Nós dois acreditamos que estamos num bom caminho e já temos planos para outras experiências nesta nova realidade … Que outros casais possam ter esta alegria !!

      Thumb up 16
    • Tati,
      por favor me fale sobre o psa.
      Pois já faz 9 meses da minha cirurgia,
      já fiz 2 PSA, o 1° deu 0,3 e o 2° 0,4.
      O medico falou pra não me preocupar, pois só se desse mais de 0,20 q seria motivo pra me preocupar. Gostaria de saber se o PSA do seu esposo, é mais baixo ou mais alto que o do meu. E que o medico do seu esposo fala sobre o PSA dele.
      Desde de já o meus agradecimentos pela atenção, aguardo ansioso sua resposta.
      Sucesso.

      Thumb up 3
  6. Caro agennor,
    a recuperação sempre é lenta e gradual, desde que você tenha paciência e siga as recomendações médicas. A participação da companheira é fundamental. Vocês vão descobrir outras posições e aos poucos o seu corpo vai reagir. Pense sempre no melhor. Compartilhe com seu médico as suas experiências. Alguns medicamentos ajudam muito, mas precisa encontrar o que se adapte ao seu organismo. Use a criatividade e a paciência. Valorize cada conquista, por menor que seja, redescobra o seu corpo.
    Espero ter ajudado.
    Sucesso.

    Thumb up 4
    • Caro Jorge 15,
      desculpe a por não lhe responder antes.
      Obrigado pela atenção e pelos conselhos.
      Já se passaram 9 meses, a incontinência continua, mas mto pouco, quanto e ereção até agora nada.
      Se vc tiver mais algumas dicas serão bem vindas.
      Espero q as coisas pra vc estejam cada vez melhor.
      Obrigado e abraço.

      Thumb up 0
  7. Pessoal, comigo aconteceu o seguinte: fiz cirurgia de próstata, radical, não tive problemas de incontinência, mas fiquei com problemas de ereção. Com auxilio de medicamentos e injeções consigo ter uma ótima ereção, ocorre que sinto uma dor muito forme na hora do gozo, qdo sinto a sensação de ejacular a dor é muito forte, forte mesmo, ao ponto de tomar remédio pra dor e mesmo assim não adianta. já fui a diversos médicos e nenhum acha o problema, parece-me que são todos incompetentes pois não sabem me dizer de onde vem a dor. Se alguém já teve algo parecido, por favor me diga alguma coisa, pois não aguanto mais sentir dor. abraço a todos.

    Thumb up 11
    • Joanmdm,
      também fiz essa cirurgia. Não sou médico. Mas acho que você testar outras alternativas, talvez evitar as injeções. Continue com o acompanhamento médico (ou buscando novos médicos).

      Talvez a sua ansiedade em recuperar rapidamente esteja fazendo com que você exija muito de seu pênis. Calma. Isso é como você tivesse feito uma cirurgia de coluna e voltasse a aprender a andar.

      Os organismos se adaptam (ou não) aos medicamentos. No meu caso, teve um que me provocou fortes efeitos colaterais. Procure seu médico e peça orientação quanto a isso.

      Tente também estímulos naturais e sem contra indicação. A colaboração da companheira nesse momento é fundamental. A penetração é um dos últimos estágios do reinício. Depois de encontrar a posição correta, o auxilio do remédio, e transar sem ansiedades nem preocupação com o tempo de recuperação (ou até mesmo do tempo que vai gozar naquela relação) acho que vai acontecendo aos pouquinhos.

      Valorize cada conquista, como se fosse um pequeno movimento, ou um pequeno passo, na sua reconquista das funções.

      Procure usar lubrificantes para auxiliar na penetração. Mas não espere que isso seja a conquista imediata. Você pode ser feliz sexualmente sem penetração.

      Tenha paciência. Faz quase 3 anos da minha cirurgia e também fui recuperando aos poucos.

      Sucesso! Tenha fé ou acredite no seu poder de superação. Pense sempre no melhor. Encare com bom humor e lembre-se que o pior já passou e que você apostou na sua vida.

      Espero ter ajudado.

      Thumb up 8
    • joamndm, tambem tive essas dores ,meu medico dizia que era normal e eu ate tinha medo de transar por conta disso , porem vai passando e hoje ´ja não sinto mais nada , tenha paciencia ,boa sorte .

      Thumb up 0
  8. Tenho acompanhado o depoimento e preocupação de várias pessoas com relação a esta triste doença. Em outubro de 2012 submeti-me a uma prostatectomia radical. Os quatro meses seguintes foram muito difíceis pois houve diversas complicações relativas a estenose (fiz duas intervenções para corrigir o problema) e a incontinência. Quero passar pra vocês que estou a incontinência foi corrigida, praticamente, pois hoje já não uso absolvente, e a perda foi reduzida a zero. Quero dizer que fiz fisioterapia com bio-feedback, portanto quem estiver passando por esse problema, saiba que existe solução. Com relação a recuperação da ereção, tenho feito uso, por orientação médica, do cialis diário. Confesso que ainda não obtive sucesso. Isto é motivo de angústia, é claro, pois até setembro de 2012, nunca tinha tido problema algum com relação a disfuncional erétil. Tenho tido apoio da minha mulher, e vejo o quanto isto é importante. Tenho 56 anos e apesar de não ser mais nenhum garotinho, me sentia como tal. Quero finalizar dizendo que apesar de me sentir triste em alguns momentos de minha vida, não permitirei que isto venha me vencer, pois me considero vitorioso, tenho feito exame monitorando a situação e vejo que tomei a decisão correta. Sexo é bom, mas com saude é bem melhor. Com companheirismo e uma boa dose de humor, vamos vencer mais esta etapa. Estou vivo, estou presente na minha família. A vida prossegue e deve ser vivida um dia de cada vez. Isto é que importa.

    Thumb up 23
  9. Boa Noite!!!

    Meu pai foi diagnosticado com câncer de prostata e minha maior preocupação é com a cura dele.
    Gostaria de saber de vocês que estão lutando contra a incontinência urinária e contra a falta de ereção se já estão curados da doença, se precisaram fazer radio e/ou quimio, quais os efeitos e dificuldades do tratamento pós operatório?

    agradeço!!

    Thumb up 5
  10. Descobri em 19/12 de 2012 que tinha cancer de prostata , apos fazer a biopsia depois de um 10 de PSA.
    O meu urologista , Dr. Robert Lee , indicou a cirurgia e apesar do meu receio inicial, fiz a cirurtgia em 20/03/2013 ou seja exatamente 3 meses apos a descoberta do cancer.
    A cirurgia durou exatamente 2 horas e meia, nao tomei uma gota de sangue, fiquei internado 1 dia e meio e não tive dor alguma.
    A sonda urinaria eu tirei com 15 dias ( ela nao doi só é desconfortavel ) e exatamente 20 dias apos a retirada a incontinencia urinaria desapareceu.
    Vou fazer o PSA novamente 40 dias apos a cirurgia para levar ao meu medico com o objetivo de fazer acompanhamento de rotina.

    Estou fazendo este depoimento para encorajar aqueles que teem este problema a fazerem a cirurgia. Não tenham medo, não doi…

    Nao da para descrever a sensação maravilhosa de saber que o cancer se foi junto com a retirada da prostata.

    Aproveito para agradecer ao meu medico , o Dr. Robert Lee Carr Conti , pelo seu profissionalismo e principalmente pelo seu cuidado com o ser humano que infelizmente nao é uma pratica comum dos medicos atualmente.

    Thumb up 66
  11. Pessoal, tenho uma bela indicação para quem usufrui de incontinência urinária. Produtos da Retex, são cuecas e calcinhas que substituem o uso de fraldas. Vale a pena dar uma conferida: goo.gl/r7n4J

    Thumb up 12
  12. Pessoal, estou recuperando gradativamente as ereções tão desejadas. Estão chegando mais fortes. O médico me garantiu que vou recuperar 80%. Que talvez não consega fazer o teste da toalha (como se fosse um cabide, ou seja, com um ângulo de 45 graus). Mas que vou alcançar os bons resultados. Já estou chegando quase lá. Mas estou recorrendo a remédios e ultimamente utilizando alguns recursos de um sexyshop. O importante é ver a alegria de minha companheira e também conseguir uns orgasmozinhos. Isso me faz muito bem, independente de ficar pendurando toalhas ou não. Sucesso e muita paz para todos.

    Thumb up 49
    • Olá, gostei do teu depoimento. Meu marido retirou a próstata há 2 meses.
      Já antes da cirurgia ele tinha duas preocupações: ficar com incontinência e não ter mais ereção. Por conta disso tudo, claro, ele andou nervoso, triste, chateado, choroso. Agora que passou a cirurgia nós dois temos que recomeçar nossa vida sexual que era tão boa. No entanto, agora quem está mais nervosa sou eu. Não sei o que fazer, quando fazer, nem como fazer. Se a mulher precisa ajudar muito, acho que não sei como me comportar, porque sei que a expectativa dele é muito grande. Vocês poderiam me ajudar?
      Muito obrigada.

      Thumb up 53
    • Olá, Tati,
      minha esposa também ficou dessa forma. Conversamos muito sobre o sexo, como gostávamos ou o melhor caminho para atingir o orgasmo. A resposta sempre foi a aprendizagem de novas maneiras, inclusive em função de nossas idades.
      Começamos com os toques, ou seja, vamos aprender como o meu corpo reagia. No início, eram mais sensações. Até que na terceira vez, chegou o melhor que esperávamos: o meu orgasmo.
      Todas as vezes eu me empenhava em fazê-la alcançar. Perdi o medo e a vergonha de minhas limitações. A criatividade era a regra principal, inclusive “ouvindo” o meu corpo.
      Ultimamente, temos recorrido a alguns brinquedos simples, nada que nos caussasse constrangimentos.
      Agora que não corremos o risco de gravidez indesejada, nem mesmo “molhar” os lençois, a regra é brincar de sexo prazeroso, entregar-se às sensações de gozo físico e mental, buscando a paz completa da vida humana.
      Muita paz e sucesso para vocês.

      Thumb up 38
    • Olá, Jorge, para mim, para nós, não foi fácil nem está sendo fácil acertar a parte sexual. Ele não tem ereção, mas após 4 meses da cirurgia, teve orgasmos, o que já foi uma vitória e tanto.
      Quando tu falas em “recursos de um sexy shop”, por favor, se não for pedir muito, poderias colocar aqui uns links. Isso me ajudaria bastante, porque realmente não conheço brinquedinhos “masculinos”.

      Outra coisa, meu marido tem zero de ereção. É verdade que a ereção volta?
      Ele tem pressão alta e toma remédio diariamente para manter a pressão. Acho que não pode tomar Viagra e algum medicamento dentro dessa linha, não é mesmo?
      Sem falar que antes disso tudo acontecer (e nem imaginávamos que um dia fôssemos passar por isso) vimos aquele filme, um curta brasileiro, acho que o nome é Sildenafil, e rimos muito com o filme. Também comentamos sobre os efeitos colaterais, etc. Naquele momento, ele chegou a dizer “eu jamais tomaria um negócio desses” e agora nem tocamos no assunto “tomar remédio para”.
      Confesso que, para mim (e, claro, que para ele também) nada tem sido muito fácil. Andei tão nervosa e ansiosa com o problema “não saber como me comportar e ainda ter que segurar a depressão do marido”, que até tive úlcera e passei uns meses bem ruins.
      Se puderes me passar mais informações, agradeceria muito. Tati

      Thumb up 11
    • Olha, um pouco de paciência é fundamental. Fiz esta cirurgia a 4 meses. Desde o início botei na cabeça que nada tava perdido. Não tive nenhuma incontinência urinária após retirar a sonda. Já a ereção é a luta. Tenho feito uso do sex shop, com o objetivo de auxiliar o fluxo do sangue já que não existe mais a prostata. Efetivamente não há como praticar sexo deitado. Tenho estimulado com bomba peniana para aumentar o membro e uso o extensor, tudo moderadamente e como exercício. O médico passou o viagra e uso muito pouco. O resultado me permitiu em dois meses após a cirurgia ter a relação logo depois do exercício e auxiliando durante o ato. Necessito segurar a base do penis para a penetração. Tenho e dou prazer a minha esposa em média 4 vezes por semana. É preciso tempo para a pratica do amor e paciência. Não há milagres há luta e muito aprendi com tudo isto. Que valor tem sido cada desafio disto. Quanto a cirurgia nem me lembro mais. Tentem e não desanimem. A mulher é fundamental pois há momentos que ela tem que esperar. Acaba tudo dando certo.

      Thumb up 30
    • Tati, em 29/11/12 meu marido, também se submeteu à mesma cirurgia. Queria te fazer uma pergunta? êle têm ou teve incontinencia urinária? (Ah! êle tem 57 anos)
      Qual foi, sempre a opinião do médico que o operou? que esta incontinência seria transitória, assim como a erecão(ou falta dela)? Meu marido está deprimido, choroso, tento passar msg otimista, mas, mesmo meu, estou perdendo a esperança…

      Thumb up 10
    • Oi, Ana, antes da cirurgia todos os médicos disseram que incontinência poderia durar 1 semana até uns 8 meses ou a pessoa ficar para sempre com um probleminha, mesmo que menos grave. Temos um conhecido que operou há mais de 1 ano e até hoje sofre de incontinência….. suave.
      Meu marido controlou essa parte desde a 1ª semana e foi a única coisa que lhe deixou mais felizinho. Sempre estou lhe dizendo que só isso já um grande êxito. No entanto, acho que é uma questão de “tempo” de cada um… de organismo de cada um, etc. Existem umas variáveis, sim.
      Espero que teu marido esteja super bem.
      Agora a minha “batalha” é segurar os momentos de depressão, porque ele já chegou a dizer que se arrependia de haver tirado a próstata. Eu sempre lhe digo que não imagino “como” que uma pessoa pode viver com um câncer/bomba relógio dentro e levar uma vida de alta qualidade. Então, acho que se dá conta. Mas, sei o quanto deve ser duro para ele……. e, claro, para mim. Nisso tudo e sem ter com quem conversar a respeito, a pessoa que me deu mais ânimo foi o Jorge, quando me contou sua experiência. Esse espaço é muito bom para podermos trocar informações. Ajudando-nos, apoiando-nos, pois cheguei à conclusão de que essa parte pós-cirúrgica deixa muito a desejar com relação aos médicos. Sempre ouvi falar das mulheres que entram em depressão profunda quando retiram um seio, no entanto não se fala em depressão, quando um homem retira a próstata. E mais coisas. Se eu puder ajudar em algo mais, estou às ordens. Um abraço, Tati

      Thumb up 9
    • Oi Ana, não sei se seu marido está com o problema ainda, mas se estiver, indico o uso de cuecas da Retex. Vale a pena:
      goo.gl/r7n4J

      Thumb up 5
    • Jorge, o nosso médico não garantiu ereções. No entanto, vejo que isso é viável pelo que contas. Coloca aqui uns links de “recursos masculinos” de sexy shop. Nossa, eu não sei o que comprar… nem como usar. Antes disso tudo, não precisávamos de nada e era simplesmente ótimo. Agora, estou perdida. Obrigada. Um abraço, Tati

      Thumb up 23
    • amigo, quanto tempo depois da cirurgia, sua atividade sexual voltou a ativa ? tentou sem medicamentos, ou ja começou com medicamentos /
      abraços….

      Thumb up 5
  13. Fui operado da prostata em 29/07/2011 no ICESP, foi usado o sistema de videolaparoscopia. A cirurgia foi bem sucedida bem como minha recuperação. Já fis todos os exames de sangue e de urina e me saí muito bem sem nenhuma alteração. A incontinência urinaria está quase resolvida, permanece sómente um cheiro muito forte na urina (cheiro de café). O que pode ser? Quanto a disfunção erétil, tenho sentido melhoras a cada mês porem ainda não consegui ter relação sexual satisfatória. Meu cardiologista me liberou para tomar remédios p/ esse problema: Qual é o mais eficiente, Viagra, Cialis ou Levitra? Tenho 65 anos. Obrigado.

    Thumb up 20
    • Caro Antônio,
      Você está de parabéns pela demonstração do quadro clínico. Aos poucos as funções irão voltando, acredite. Use muita a sua criatividade, e com a sua companheira reaprenda a fazer sexo, com mais experiência, é claro. Usei esses três remédios. Todos me ajudaram bastante. Foram maravilhosos. Mas meu organismo se ajustou melhor ao Levitra. Com ajuda de seu médico, vá testando e se adaptando a essa nova fase de sua vida. Foi assim que recuperei 90% de minhas funções e ainda estou me redescobrindo a cada semana. Tenho 62 anos. Sucesso!

      Thumb up 16
    • Fui submetido a prostatectomia radical há um pouco mais de dois anos, e até agora não tive ereção. Incontinência urinária não está havendo, só que não consigo ficar por muito tempo sem urinar, principalmente quando está fazendo muito frio. Tal fenômenos já acontecia desde a minha juventude, e hoje já estou com 67 anos. Mas a pergunta que faço é: Será que ainda terei ereção?
      Gostaria de ser chamado: Aguiar.

      Thumb up 13
    • Aguiar, cada caso é um caso. O médico me recomenda fazer exercício, inclusive próximo de “lá”. Vá tentando encontrar a sua forma de alcançar o orgasmo. Sempre vai existir um “jeitinho”. A paciência e cumplicidade de sua companheira é fundamental. Reaprenda a gozar. Curta a vida da melhor forma possível. Sempre pense no melhor. Lembre-se: o sexo não se restringe à penetração, a sua experiência vai lhe mostrar alternativas. Divirta-se! A sua recuperação depende muito de você mesmo. Muito sucesso e paz consigo mesmo.

      Thumb up 10
    • Olá, eu outra vez. Me digam como que vocês usam Viagra e afins se nessa faixa etária é muito comum a pessoa ter a pressão um pouco alta e quem tem pressão alta não pode tomar esses medicamentos.
      Poderiam explicar melhor como fazer?
      Meu marido tem pressão alta e toma remédio diariamente. Então ele não poderá tomar Viagra e semelhantes, não é mesmo?
      Obrigada

      Thumb up 0
  14. meu vo tem 65 anos e vai fazer uma cirurgia de prostata,qual o risco de vida na cirurgia.e qual o tempo final da recuperaçao

    Thumb up 9
    • É uma operação simples (na linguagem dos médicos), os riscos existem como em todas as outras, mas os médicos estão cada vez mais especialistas. Fique tranquilo, entregue a Deus….tem tudo para dar tudo certo.

      Thumb up 11
  15. Por gentileza informar fiz a cirurgia radical da prostata ha 06 meses. estou tomando a 20 dias o medicamento cialis diário até o momento não está fazendo efeito.desde de já agradeço a atenção.

    Thumb up 16
    • Cialis é muito bom, mas qualquer medicação exige que o organismo se adapte (ou não). O médico me prescreveu Cialis, mas me recomendou um Viagra de 50mg antes das relações. Mesmo assim continuam as recomendações básicas: paciência, muito carinho, compreensão, fé e pensar sempre positivamente. Esperar o momento certo é o grande feito. Temos que assegurar as etapas de recuperação das funções.

      Thumb up 10
  16. Meu marido fez biopsia e foi diagnosticado algumtipo de câncer. Foram retirados 12 amostras da prostata, agora ele vai fazer outra, e retirar 18 amostras. Isso e normal?

    Thumb up 11
    • tenho 52 anos tirei a prostata tava com cance como fazer para ter erecao se fose hoje naom tirava a radio e a quimoterapia cura qulqer tipo cancer no inisso

      Thumb up 8
    • Se foi detectado cancer com certeza vai retirar a prostata , meu marido esta com 30 dias que retirou , esta com um pouco de incontinencia urinaria mas é normal pois ficou 21 dias com sonda, mas estamos confiantes com a sua recuprração total . E muito importante a sua ajuda sua autoconfiança , temos que partir do principio que esta vivo…. é o mais importante, temos que ve que o sexo não é só penetração é carinho e muito amor, com certeza a função sexual só vai retomar o normal depois de tudo cicatrizado que é mais ou menos uns tres meses.mas tem casos que demora até tres anos , a Fé é muito importante acreditar que Deus é fiel

      Thumb up 13
    • meu marido retirou prostata a a lguns dias. concordo com vc, carinho é fundamental nesse momento

      Thumb up 3
  17. olá;meu pai retirou a prostata ha quase um mes com quinze dias de cirurgia ele tirou a sonda e aí começou a incontinencia urinaria.ele e nos ficamos preocupados pois o medico nao havia falado que isso iria acontecer, queria saber se leva muito tempo pra melhorar e se melhora??????????

    Thumb up 11
  18. Faz 10 anos que operei a próstata. Apos cico anos da cirurgia começaram episodias de sangramento durante as micções.Sangramentos em intervalos de tres meses.Agora, o sangramento,pouco é quase diário.Foi feita uma biopisia de tecido da bexiga que não realtou qualquer dano.Os vasos sanguíneos da bexiga estaõ sempre prestes a espodir.Chegou a sangrar muito e obstruir o fluxo urinario, obrigando-me a uma internação d emergência, por dois dias para esvaziamento da bexiga.O Urologista diz que é consequencia da radioterapia aplicada após a cirurgia da próstata e que tenho que conviver com o problema.estou com 76 anos de idade e trabalho numa loja comercial,de pé,diariamente.A medicina não pode me ajudar de alguma forma?

    Thumb up 6
  19. Gente então meu pai tem 65 anos é o medico dele acha que ele ta com cancer mais eu acho que deve ser diagnostico precoce , mais mesmo assim fico chorando todos os dias , deixa eu pergunta isso tem cura ? Gente eu tenho medoo que meu pai tenha isso :/

    Thumb up 7
    • O cancer de prostata quando diagnosticado precocemente tem altissimas taxas de cura. realizei a cirurgia radical com 55 anos de idade e após seis anos meu dianostico é de cura. Portando se o diagnóstico de seu pai é de cancer , procure o urulogista de sua confiança e submete seu pai a avaliação médica. boa soret.

      Thumb up 2
  20. Tive um diagnóstico precoce. Ainda estava no estágio (T2) inicial. A cirurgia foi simples, mas passei 30 dias sem trabalhar. Com uma semana tirei a sonda. Estou ainda com incontinência urinária, muito pouco. A função eretil é que ainda está comprometida. Tenho orgasmos mais frequentes do que antes. Descobri que o melhor amigo do homem (depois do cancer de próstata) não é o cachorro – é a mão.

    Thumb up 24
    • Olá, Jorge.
      Tenho 46 anos e já vai fazer 2 meses q fiz minha cirurgia. Continuo c a incontinência, a função erétil ate agora nada, gostaria de saber se vc toma alguma medicação p/ função erétil. Se poder me ajudar ficarei grato. Abraço.

      Thumb up 1
  21. fiz cirurgia prostata ,com posso recuperar mais rapido a ereção se for possível vou poder faser atv sexual sem o viagra por favor me responda.

    Thumb up 16
    • fiz cirurgia da prostata tenho so 5% de ereção, mais mesmo assim com ajuda das mão faço arte isto que faço serve ou não para a minha recuperaçao maior total ou parcial de mais recuperaçao mem informe por favor, pois tomei um estimulante não passou do mesmo que ele se encomtra hoje serár que vou recuperar a ereçao.

      Thumb up 16
  22. teve qui tira a prostata por calsa de um cancer como fica a relacão sexisual como posso fazer

    Thumb up 20
    • Eu fiz a retirada da prostata no dia 13/09 /2014 fiquei 13 dias com a sonda e o dreno
      a continecia urinaria já esta bem controlada más estou ciente que a eresão e´muito demorada para se recuperar tenho muita fé que vai dar tudo certo. peõ a todos que tenham uma boa dose de pasciencia que vamos vencer com fé em Deus.

      Thumb up 0

Envie um comentário

Leia o post anterior:
mulehres
Discriminação sexual: empresa demite mulheres para que elas cuidem da casa

Uma empresa italiana...

Fechar