Assista o pouso REAL da sonda Curiosity em Marte [vídeo]

Publicado em 7.08.2012

O filme acima é uma seqüência de 297 miniaturas de fotos enviadas pela sonda Curiosity Rover que pousou em Marte. Elas documentam os últimos 2,5 minutos do pouso.

No início você já pode ver o escudo térmico, essencialmente uma tampa metálica, sendo soltada em direção ao chão. Em seguida cada foto traz o chão mais e mais para perto. Logo é possível ver uma das rodas do Curiosity no canto superior esquerdo. Finalmente ela toca o solo.

Abaixo você pode ver uma simulação do que realmente ocorreu para ter uma idéia da imensa complexidade deste feito que chegou até a usar o que os engenheiros chamaram de “guindaste voador”:


Clique no botão cc para traduzir as legendas para português

Atualização (15h09): Abaixo uma foto da sonda descendo com seu imenso para quedas que suportou 9g na hora da freiada:

Autor: Marcelo Ribeiro

Amante do mergulho e da fotografia (com exceção das da própria cara) é patologicamente viciado em ficção científica, seriados, filmes e todo tipo de nerdices.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

15 Comentários

  1. a mesma coisa pra mim, esta muito ansioso…….cadê o glauco pra falar que tudo isso é uma farça???(kkkk brincadeira)

    Thumb up 5
  2. Nao sei pq a imagem da descida nao aparece em tela cheia é só aquele pedacinho ali , deviam por uma camera de iphone 4 pra sair mais nitido uns 720p ja tava bom

    Thumb up 1
  3. Foi fantástico, e isso é só o começo. :)
    Nossa geração tem sorte de acompanhar essas aventuras, mesmo que alguns digam que a conquista é dos americanos e não nossa, tem até americanos que dizem que a conquista é da Nasa e não deles, mas a verdade que há algo comum a todos os povos envolvidos em cada cálculo e engenharia por trás disso tudo: humanidade. Essa missão é uma consequência humana desde os primeiros filósofos, matemáticos e astrônomos que olharam para o céu movidos por algo que leva esse singelo nome: Curiosidade. O desenvolvimento tecnológico, a ousadia, a vontade e o desejo de explorar o desconhecido, que leva cada um, goste ou não da Nasa, da Esa ou dos norte americanos, chineses e europeus, mesmo assim a acompanhar atentamente essa missão. Tem portugueses e brasileiros envolvidos também, diretamente, assim como várias outras nacionalidades.
    O fato é que não precisamos nos ver como meros espectadores desses eventos históricos, como se não fosse também a nossa história. Claro que é, pessoalmente estamos apenas assistindo, um dia nossos filhos estarão estudando na escola essas descobertas e um dia haverão descendente nossos vivendo em Marte, estudando, projetando ou caso sigam outras profissões ainda assim lendo sobre projetos de sondas inter-estelares.
    Podem me acharem otimista demais, que a humanidade é muito beligerante e será destruída precocemente antes de algum avanço, mas se eu não for otimista pela minha própria espécie, serei pelo quê então?
    Em fim, Cassini, Amanhecer, Novos Horizontes, Espírito, Oportunidade e Curiosidade, são eventos que vivemos na história da Humanidade, nossa história, não somos meros espectadores. :)

    Thumb up 50
    • Boa tarde, só posso dizer que, de que vale cá andarmos se não formos movidos pela curiosidade e descoberta? Podemos sim chegar mais longe se remarmos todos para o mesmo lado, a sonda curiosity foi aquilo a que chamamos de evolução, neste caso humana… Congratulo todos os envolvidos nesta missão com votos de mais noticias ás quais nos deixem fascinados e convençam os demais que realmente a humanidade é a base da nossa futura evolução.

      Thumb up 9
    • @Jonatas:

      “Claro que é, pessoalmente estamos apenas assistindo, um dia nossos filhos estarão estudando na escola essas descobertas e um dia haverão descendente nossos vivendo em Marte, estudando, projetando ou caso sigam outras profissões ainda assim lendo sobre projetos de sondas inter-estelares.”

      Se os russos cumprirem aquilo que estão prometendo, ainda estaremos vivos para ver o inicio disso parceiro: http://planobrasil.com/2012/02/base-russa-na-lua-esta-proxima-da-realizacao/ ;)

      Thumb up 5
    • Tudo que tem relação com ciência me fascina, não sou períto em coisa alguma , acho que sou mais um dos milhões e milhões de curiosos pelo mundo. Mas,vamos pensar um pouco! se olharmos a organização celular das plantas, dos animais , dos {{{{Homens}}} etc… indepêndente de religião fica claro que não fomos feitos para viver míseros 70..80..anos e sim eternamente ,se renovando continuamente como os céus e as estrelas que tanto nos encanta . O que nos leva a outra pergunta : Será que de fato somos o produto de uma mutação genetica que surgiu na cadeia de aminoacidos de uma atmosféra primitiva como alguns dizem , ou um ser de superior inteligênte nos trouxe até este momento ??????????

      Thumb up 2
  4. Muito lindo! Acredito que só robos serão capazes desta viagens interplanetárias. Os robos sofrerão evoluções e serão capazes de substituir o ser humano em quase tudo.

    Thumb up 4
    • O Documentário Alien Planet, uma montagem virtual baseada num livro sobre um planeta alienígena com biosfera sendo visitado por nossas sondas, levanta uma questão importante: Com a grande distância em futuras missões inter-estelares, seria impossível operar robôs remotamente, pois o sinal chegaria com anos-luz de atraso. A saída seria programar uma espécie de inteligência artificial nas sondas, para que elas mesmas pudessem decidir que ambientes escolher, que equipamentos usar, quando deviam se proteger, etc… Outra questão importante: nosso primeiro contato imediato com outra espécie inteligente provavelmente seria entre nós e uma sonda alienígena ou entre alienígenas e uma sonda nossa, vai ver até entre uma sonda nossa e uma alienígena, porque os robôs estarão sempre indo a nossa frente em lugares ainda não acessíveis, o desenvolvimento tecnológico é pra isso, e no advento de outras civilizações tecnológicas provavelmente também. :)

      Thumb up 15

Envie um comentário

Leia o post anterior:
Woman Tying Measuring Tape Around Her Waist
Novo “Índice de Massa Corporal” é melhor ao prever risco de óbito

Conheça o Índice de ...

Fechar