Os 10 relógios mais caros do mundo

Por , em 12.01.2016

Os relógios de pulso são um dos acessórios mais usados no mundo todo. A maioria das pessoas já usou algum, nem que seja daqueles modelos mais comuns e baratos. Não é o caso dos desta lista. Conheça os 10 relógios mais caros do mundo.

MB & F HM4 Edição definitiva

relogios mais caros do mundo 1
Lançado como uma edição limitada de apenas 8 peças, o MB & F HM4 Edição definitiva foi um dos 100 relógios da linha HM4, criada a partir de 2010. Em titânio preto, o relógio inspirado na aviação oferece uma forma exótica, com uma janela horizontal para indicar a hora e outra para atuar como reserva de energia para o movimento mecânico. U$ 230.000 (cerca de R$ 931 mil na cotação atual).

Chopard L.U.C Tourbillon Baguette

relogios mais caros do mundo 2
Limitada a apenas 25 peças, esta versão com corte de diamante do Chopard LUC Tourbillon apresenta um movimento mecânico produzido com base de turbilhão (dispositivo usado na relojoaria para aumentar a precisão dos relógios mecânicos) e mais de 27 quilates de pedras preciosas. US$ 240.000 (cerca de R$ 972 mil).

Jean Dunand Shabaka

relogios mais caros do mundo 3
A Jean Dunand, fabricante que teve pouco tempo de vida, foi inspirada em um artista suíço do século 20, com movimentos produzidos pelo talentoso designer de relógios Christophe Claret. Talvez seu modelo mais emblemático, o Shabaka combina linhas de decoração com um tema neo-egípcio, bem como um movimento de calendário perpétuo que indica parcialmente as informações em cilindros de laminação. US$ 500.000 (cerca de R$ 2 milhões).

Maitres du Temps Chapter One Round Transparence

relogios mais caros do mundo 4
No auge do “boom” de fabricantes de relógios da década de 2000, a Maitres du Temps lançou seu Chapter One em 2008. Clássico e incrivelmente complexo, o Chapter One ajudou a moldar uma era de design imaginativo que, no entanto, honrou o passado. US$ 540.000 (cerca de R$ 2 milhões e 184 mil).

Christophe Claret DualTow Night Eagle

relogios mais caros do mundo 5
Limitado a 68 peças, o Christophe Claret DualTow Night Eagle é uma versão modificada do conceito DualTow, que tipifica o estilo excepcionalmente complexo e moderno do relojoeiro Christope Claret. O tempo é contado em dois cintos em movimento, enquanto o movimento também oferece um cronógrafo com um sistema especial de engrenagem. US$ 595.000 (cerca de R$ 2 milhões e 400 mil).

George Daniels Co-Axial Chronograph

relogios mais caros do mundo 6
Considerado o relojoeiro mais importante do século 20, o inglês George Daniels produziu apenas algumas dezenas de relógios durante toda a sua vida. Entre suas conquistas mais notáveis está a invenção do escape co-axial, um sistema que mais tarde foi vendido para a relojoaria suíça Omega. O único Co-Axial Chronograph de Daniels foi vendido por cerca de US$ 619.000 em um leilão em 2012 (cerca de R$ 2 milhões e 500 mil na cotação atual).

Bulgari Magsonic Sonnerie Tourbillon

relogios mais caros do mundo 7
Quando a Bulgari incorporou a marca Gerald Genta em seu próprio nome, um dos modelos mais complicados feitos era este relógio vividamente projetado e ultracomplicado, que combina um sistema de regulação de estilo turbilhão com uma variedade de funções de badalo. O movimento contém mais de 900 peças feitas à mão e a caixa é parcialmente produzida a partir da liga especial “magsonic”, feita para aprimorar os sons da música. US$ 620.000 (cerca de R$ 2 milhões e 500 mil).

Audemars Piguet Royal Oak Grand Complication

relogios mais caros do mundo 8
O duradouro design Royal Oak da Gerald Genta para a Audemars Piguet tem se mantido um ícone de luxo esportivo desde o início da década de 1970. Sua versão mais complexa e exclusiva até agora é o Grand Complication, que contém um movimento magistral que combina o tempo, o cronógrafo, um calendário perpétuo e um repetidor de minutos. US$ 741.600 (cerca de R$ 3 milhões).

Franck Muller Aeternitas Mega 4

relogios mais caros do mundo 9
No momento da sua produção, o Aeternitas Mega 4 de Franck Muller era o relógio mais complicado do mundo, com mais de 36 complexidades distintas. O movimento incrivelmente elaborado contém quase 1.500 peças individuais. US$ 2.400.000 (cerca de R$ 9 milhões e 700 mil).

Patek Philippe 5004T

relogios mais caros do mundo 10
Produzido como um modelo único em 2013 para um leilão, o Patek Philippe 5004T é a única versão de titânio da coleção 5004, que já não é mais produzida. Surpreendentemente, a Patek Philippe criou uma versão mais alegre, como uma maneira de dizer adeus para a coleção, que sempre teve uma característica conservadora. O 5004T foi vendido em um leilão em 2013 por cerca de US$ 3.985.000 (cerca de R$ 16 milhões). [Forbes]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

1 comentário

Deixe seu comentário!