Como o Orkut pode acabar com o seu emprego

Por , em 25.08.2009

As mídias sociais se tornam cada vez mais importantes como estratégias de marketing, ferramenta para busca de empregos e técnica de trabalho, mas também crescem como motivo para as pessoas terem problemas e até serem demitidas de seus empregos.

Isso não é tão raro, e é preciso aprender com erros dos outros. Um post no Twitter por uma pessoa aguardando por um emprego na empresa Cisco, por exemplo, ficou feio quando um empregado da empresa viu o post. O usuário @theconnor escreveu “A Cisco me ofereceu um emprego! Agora preciso ver se prefiro um pagamento gordo para viajar todo dia e odiar meu emprego”. Um empregado da empresa respondeu que o empregador adoraria ficar sabendo disso, e que a empresa é bem versada em redes sociais.

Como o orkut pode acabar com sua vida amorosa

Todo mundo tem seu momento “odeio meu emprego”, “odeio meus colegas” ou “preciso ganhar mais”, mas as pessoas tendem a esquecer que os empregadores aumentam a sua presença social com as redes sendo usadas para recrutamentos e contratações. Para seu próprio bem, faça isso em casa ou no happy hour, não na Internet.

Paul Wilson, que trabalha com marketing na Web, encontrou vários posts no Twitter com conteúdos que ele batizou de “Tweets que vão fazer com que você seja despedido”

  • “Odeio meu emprego! Quero dizer para meus chefes que eles são burros e que o emprego é estúpido, me demitir e ser feliz!”
  • “Minha empresa teve que testar a comida no novo restaurante, e só posso dizer ‘eca’! Nunca mais vou pro Taco Bell.”
  • “Trabalhando… meu emprego está pior que a economia!”
  • “Indo trabalhar! Walmart! Preciso encontrar um trabalho melhor!”
  • “Eu estou muito desapontado por estar trabalhando hoje, pedi para sair para estudar, mas meu chefe é um #$%$@#¨@ que não sabe ler”.
  • “Meu colega me deu uma cadeira. Estou sendo pago pra ficar sentado ouvindo meu iPod. Não odeio meu emprego hoje!”
  • “Sonhar que transa com as pessoas do trabalho resulta em um dia esquisito”
  • “Fumar maconha no trabalho é ótimo :)”
  • “É péssimo quando ouve o programador burro dizer que trabalhava com alguém no McDonalds. Será que era com o CEO?”
  • “Minha chefe está no twitter, talvez eu deva tirar aquela foto sensual dela… mas a reação vai ser impagável!”

Outras redes sociais

Embora o Twitter seja a rede social mais comentada do momento e esteja crescendo muito, outras redes também podem causar problemas aos empregados. Kimberly Swann, que era empregada da empresa britânica Ivell Marketing and Logistics, achava que seu emprego era tedioso. O problema foi que ela disse isso na sua página do Facebook. A sua demissão foi feita com base nas coisas que ela disse na rede social, sobre estar insatisfeita com o emprego.

Outra história que se tornou quase folclórica é a de Kevin Colvin, um estagiário que mandou um e-mail para seu chefe dizendo que não poderia trabalhar na época do Halloween, pois estava com problemas familiares. Entretanto, depois disso, o chefe de Colvin viu no facebook fotos do garoto vestido de fada em uma festa de Halloween. A resposta do chefe foi encaminhada, com foto e tudo, para todos os empregados da empresa.

Outro caso similar ocorreu quando uma funcionária foi demitida pois, ao tirar o dia de folga por estar de cama, com dor de cabeça, apareceu no Orkut como online.

Etiqueta social

Se você pretende utilizar seus perfis em redes sociais para ser contratado – ou pelo menos para não perder o emprego, confira algumas dicas úteis:

1. Não publique muito sobre entrevistas, aumentos de salários ou novos empregos:

Como já foi exemplificado, o jeito que você trata esses assuntos é a chave. Se você está desempregado, escrever “Tenho uma entrevista hoje, me desejem boa sorte!” não tem o menor problema, ou, se você conseguir um emprego, é totalmente aceitável escrever que está animado com o novo trabalho. Mesmo assim, sempre tome cuidado com o que escreve e com a sua linguagem, e nunca fale mal do emprego, de seus colegas e, principalmente, do seu chefe.

2. Não fale mal do seu chefe ou ex-chefe:

Assim como em uma entrevista de emprego, mantenha as suas reclamações sobre o seu antigo trabalho para você mesmo. Se seu empregador souber que você fala mal de um ex-colega, por exemplo, pode pensar que você poderia fazer o mesmo com ele – e com motivo. Além disso, existe sempre a possibilidade de ser demitido!

3. Não fique falando da sua procura de emprego

Se seu chefe atual sabe que você está à procura de um novo trabalho, não tem problema – lembrando sempre do bom senso ao falar disso. Mas se ele não sabe sobre isso, fique quieto, mesmo que você não seja conectado diretamente a ele. Alguém pode ver o seu post e falar com seus superiores.

[CNN]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

12 comentários

  • Thamiris Medeiros:

    COMO o facebook acabou com o orkut

  • Maya Samanta:

    KKK esse negócio de emprego é complicado, pois a verdade é que ninguém quer trabalhar, se fosse divertido como as festas ia se chamar diversão e não emprego, trabalho, e as pessoas falariam bem e postariam fotos do trabalho na internet.

  • Naaliel:

    Eu acho que, pra começar, a pessoa pode nem conseguir o emprego quando o departamento pessoal da empresa ver o português do candidato que é de tão má qualidade. Muitos jovens trocam o ‘não’ pelo ‘naum’,e etc… Fazem uma pergunta e não colocam o sinal de interrogação, nem se quer sabem o que é ortografia, ficam escrevendo gírias como ‘pow’. E além disso, dizem que isso é a moda da internet. Isso me deixa muito irado. Se eu fosse um chefe de DP, nunca contrataria um filão de prova desses, ou faria com ele um rigoroso teste de redação.

  • chaves:

    Prefiro viver a realidade do que mentir ser feliz….
    Se isso vai me afetar, é problema meu…ou nosso.

  • Yuichi Inumaru:

    Democracia não é anarquia, se faz com regra.

    Ninguém te proíbe de reclamar do chefe e do trabalho aos quatro ventos no twitter, mas ninguém proíbe ele de te demitir na mesma medida.

    A democracia diz que a liberdade é de todos, não só sua.

    E no mais, porquê diabos as pessoas procuram mais problemas?
    Este tipo de coisa não é de bom tom a ser dito a qualquer um, questões pessoais são discutidas com amigos, pessoas próximas, psicólogo ou diretamente com o chefe, digamos. Chama-se discrição.

    Mas é muito mais fácil cometer imbecilidades e pôr a culpa no sistema, afinal, é claro, ele não vai reclamar.

    Lembre-se de que o chefe também é uma pessoa, e provavelmente ele ralou para chegar até ali, teve de fazer faculdade, etc.

    Ao invés de reclamar do chefe e do trabalho, talvez fosse até menos inútil reclamar da corrupção que acontece pelo país.

  • SIMON:

    Ai vem a questao. O que e a democracia? E onde esta a democracia nisso tudo, se nao posso dizer o que acho sobre meu chefe, ou meu novo emprego….. e onde esta a liberdade de expressao?. o mundo esta perdido com exa tecnologia

  • Helio:

    É esse o problema, as pessoas não entendem e nem se entendem. Não seria mais fácil e bem mais produtivo (pra você, seu chefe e de passo pra empresa) se você, que tem alguma divergência com seu chefe, falasse diretamente a ele?????????
    Quantas guerras são criadas sem dialogo direto – diz que diz.
    Ora, vamos reconhecer nossa culpa e agir como seres humanos.

  • wilsonr:

    não é só isto.
    não se deve confiar em colegas de trabalho. ao ponto de fazer revelações que possam te ferrar. já que voce nunca sabe quem é ou não amigo.
    eu já tive muitas traiçoes na minha vida por colegas de trabalho.
    meio óvio que não se fica fazendo comentários, prinvipalmente escrevendo e deixando provas. muita burrice mesmo.
    acho que hoje existe uma falta de malícia total. coisa que vem com anos de tomadas de ferro, traições e perseguições. duro que só se aprenda com a idade.

  • Carlinha:

    Ótimas dicas.

    Nesses tempos de XTREME XPOSICION de tudo e todos, temos que ter muuuuuuuuuuuuuito cuidado com o que postamos.
    Se até mesmo nosso português é julgado quando digitamos depressa demais, o que não dizer dos comentários sem-noção?

    “Três pessoas so podem guardar um segredo se duas estiverem mortas”

  • Valdemir Ramires:

    Quanto ao Orkut vou ser breve, quem fala o que quer ouve o que não quer.
    Poriso é melhor ficar quieto, e conservar oque tem, para não ficar sem nada.

  • gloria:

    É covardia dos empregadores! Porque demitir se dizemos a verdade?Vivemos num tempo capitalista ,temos de fingir q somos alguem q ñ somos ,por causa de uma provavel demisão?Todo mundo é anginho?Santa ignorancia … prefiro conviver c/a verdade,é melhor lidar c/o verdadeiro eu das pessoas q c/ o falso criado num site de relacionamentos,Somos mesmo um bando de ipócritas,fingimos ser quem ñ somos por causa do chefe…e o chefe precisa fingir?Claro q ñ impera a lei do mais forte”MANDA QUEM PODE E OBEDECE QUEM TEM JUÍZO”‘ou é fingido.

  • Deep:

    Redes de narcisismo, hipocrisia e controle social criando mais um tabu… é proibido falar mal do chefe, do emprego, da companhia… essas sagradas instituições q fornecem o correto sentido de nossas vidas!

    Esse tipo de coisa nos faz pensar em Matrix, Orwell e outras distopias…

    Seres humanos como pilhas, sendo observados, controlados e mais, propiciando seu próprio controle!

    Então, que o mundo seja rosa, q o Orkut se mantenha “beatiful”, q o twitter seja mais e mais onipresente e online… Mas q ninguém fale dos assuntos proibidos, afinal, os chefes são e serão sempre chefes, acima de nós, mesmo q no recesso do lar, na telas e teclas q desafiam a nossa livre(?) expressão!

Deixe seu comentário!