Você é machão? Possivelmente tem muito hormônio feminino

Por , em 28.10.2009

Sempre escutamos que homens muito machões têm muita testosterona, mas cientistas descobriram que o hormônio feminino estrogênio também tem um papel importante sobre esse comportamento. Testes em ratos mostraram que o hormônio sexual feminino impulsiona a agressão, e quanto maior o nível de estrogênio, mais chances os machos têm de entrar em brigas e marcar o território com urina.

Nirao Shah, professor de anatomia e autor do estudo, afirma que os resultados afetam muito o modo que os comportamentos femininos e masculinos são vistos. “Já se sabia por décadas que o estrogênio tem um papel importante marcando o comportamento masculino, e o que fazemos é dar uma maior compreensão sobre como ele regula este comportamento”.

O estrogênio regula o ciclo menstrual e causa as mudanças no corpo feminino durante a puberdade, enquanto a testosterona causa alterações na voz e o crescimento de pêlos nos garotos. Ainda assim, homens e mulheres produzem os dois hormônios, que os cientistas acreditam ser dois lados da mesma moeda reguladora do corpo humano.

O cérebro humano tem enzimas chamadas de aromatase, que convertem a testosterona em estrogênio. Os homens têm mais desta enzima, já que ela é muito importante para o desenvolvimento de circuitos cerebrais que controlam o comportamento territorial dos homens.

A pesquisa mostrou que é a exposição ao estrogênio na juventude que torna os homens mais machões. Quando fêmeas de ratos receberam suplementos de estrogênio quando eram recém-nascidas, o padrão cerebral feminino ficou igual ao masculino, em relação à presença da aromatase.

Depois disso, as fêmeas mostraram comportamentos agressivos contra invasores masculinos – fêmeas raramente atacam os ratos quando têm níveis hormonais normais. “Obviamente, o estrogênio causa este aumento de comportamento masculino pelo aumento das células de aromatase”, diz Shah. “Isto sugere que a enzima tem um papel importantíssimo nos caminhos neurológicos responsáveis pelas diferenças entre os sexos”, completa. [Telegraph]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

11 comentários

  • Valdelice Dellis:

    As mulheres são mais agressivas porque desenvolvem a capacidade de proteger a prole, já que em toda natureza o macho pode abandonar os filhotes, já as fêmeas os criam até o momento em que estejam preparados para se virarem sozinhos. Isso explicaria o fato de as fêmeas ficarem extremamente tensas quando tem filhos e desenvolverem comportamentos muito mais agressivos para protegê-los e demarcarem território, para que outras fêmeas saibam que aquele espaço naquele momento pertence a ela. Pode ser que quanto mais hormônios “femininos” maior agressividade, e por consequência maiores cuidados com a casa, com os filhos e com a família em geral. (não sei, não estudei sobre o assunto, é só uma ideia)

  • frans:

    pois eu to nos 60tão,tomei algumas capsulas de estrogenio conj.0625mg, e apresentou inicio de seios arredondados.Então meu estrogenio ainda ta em forma!

  • lukas:

    olá me chamo lucas e tenho 11 anos. Tenho muitos hormonios e por isso desenvolvir mais rapido que os meu colegas eu tenho comportamento de um menino de 12 a 13 anos de idade isso e normal?

  • Chris:

    Os hormônios que estão presentes em ambos os sexos são os mesmos, variam apenas em quantidade e na forma que atuam no organismo.

    Este link tem uma matéria interessante:
    http://www.novatrh.net/progemen.html

    E isso tudo não é novidade, mas mesmo assim ainda encontramos comentários ignorantes como esses abaixo, que além da falta de conhecimento em si, demonstram também um certo tipo de irritação machista por serem comparados ao sexo oposto. Lamentável.

    • Felipe Reis:

      Irritação machista? Como o quê, por exemplo?! Leia a reportagem que fala sobre os efeitos da testosterona no corpo feminino e entenderá por que tanto as mulheres reclamam da vida sexual ou desempenho sexual do parceiro, sendo que é esse hormônio que as capacita para o ato sexual e para atingir o orgasmo. Assim, fica evidente que as mulheres que não atingem o orgasmo ou não se sentem satisfeitas com o ato sexual, é pura falta de testosterona no organismo! Ou seja, culpa dela mesma por não se autoconhecer! Como já sabemos, a progesterona e o estrogênio possuem efeitos, em sua maioria, nada benéficos, tanto para mulheres quanto para homens!!!

    • Valdelice Dellis:

      Desculpe querido Felipe Reis. Mas eu não entendi a parte “Assim, fica evidente que as mulheres que não atingem o orgasmo ou não se sentem satisfeitas com o ato sexual, é pura falta de testosterona no organismo! Ou seja, culpa dela mesma por não se autoconhecer!”
      A ciência genética é maravilhosa, porém há fatores emocionais envolvidos em toda sorte de desempenho sexual. Você poderia me explicar melhor a parte e de ser culpa das mulheres por não se autoconhecerem e como isso tem exatamente a ver com a testosterona? Já que o fator autoconhecimento implica necessariamente em níveis emocionais e psicológicos saudáveis, enquanto hormônios tem a ver com bioquímica e desenvolvimento genético? E como uma mulher que é bem resolvida sexualmente e tem nível baixo de testosterona pode existir?

      Obrigada!

  • Diego:

    rato é rato, humano é humano

  • Anton:

    Homens e mulher possuem mamilos. Mas isso não nos torna iguais…Mesma coisa para os hormonios.

  • dany:

    Muito interessante… Mas já que homens e mulheres produzem os dois hormônios, que os cientistas acreditam ser DOIS LADOS da MESMA moeda reguladora do corpo humano. Por que então dizer que seria um hormônio feminino? Porque as mulheres produzem mais estrogênio… Mas ambos tem o mesmo…

  • Halph:

    Cara, quem é que acredita nisso? É uma maneira de encurtar a distancia entre os extremos. Isso é conversa fiada pra boi dormir!

  • Marianne:

    Será que isso pode afetar de alguma forma o comportamento homossexual? Interessante esta matéria.

Deixe seu comentário!