A história de como o Botox virou tratamento antirrugas

Por , em 16.04.2012

Em 2012, comemoram-se 10 anos da aprovação pelo FDA (Agência Norte-Americana para Medicamentos e Alimentos) do uso do Botox nos Estados Unidos.

A toxina botulínica é produzida pela bactéria Clostridium botulinium, e, quando utilizada em pequenas doses, produz paralisia muscular temporária. Dentro de um período curto de tempo, o músculo enfraquece e a pele que está sobre ele relaxa. Assim, as rugas desaparecem.

Segundo os descobridores do Botox, o casal de médicos Jean Carruthers e Alastair Carruthers, “o Botox enfraquece os músculos que criam as linhas de expressão no rosto, elevando as sobrancelhas e dando uma aparência mais relaxada”.

Mas como surgiu essa nova utilização do Botox, para diminuir rugas de expressão, quando sua primeira aplicação era em pacientes com rigidez na musculatura ou espasmos?

Jean conta que fazia a injeção da toxina em pacientes que sofriam desses males e que, muitas vezes, nem sequer conseguiam abrir os olhos, devido à rigidez muscular. Certo dia, uma paciente perguntou por que Jean não havia lhe feito uma aplicação entre as sobrancelhas naquela sessão, já que sempre que fazia, ela ficava com expressões faciais ótimas.

“Levei esse assunto para o jantar de família na mesma noite”, diz Jean. No dia seguinte, a secretária de Jean serviu de cobaia para pequenas aplicações no rosto, apenas com o fim de melhorar as expressões.

“Dois dias depois, olhei nossa secretária e pensei: temos algo especial aqui”, confidencia o marido de Jean, Alastair Carruthers. [CNN]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

1 comentário

  • Genioso Irreligioso:

    Botox também é usado pra corrigir estrabismo… eu mesmo penso em utilizar pra essa finalidade; e de quebra; perco algumas ruguinhas! 😉

Deixe seu comentário!