A relatividade de Einstein será testada no espaço

Por , em 12.05.2010

Einstein morreu há 55 anos e, depois desse período, cientistas irão testar uma de suas principais teorias – a da relatividade. Três naves espaciais irão estar a uma distância de cinco milhões de quilômetros uma das outras e, quando chegarem a essa marca, elas irão disparar lasers na direção de suas “companheiras”.

A operação da Nasa e da Agência Espacial Européia até parece um desperdício total de dinheiro, mas irá verificar se ondas gravitacionais realmente existem. Os raios laser não irão danificar as naves, mas serão usados para medir mudanças.

Dizem por aí que esse será o maior experimento científico realizado pela humanidade – e, aparentemente, um dos mais caros também.

Ondas gravitacionais seriam produzidas quando objetos massivos (como buracos negros ou estrelas que sofrem colisões) aceleram através do espaço.

As ondas gravitacionais são a última parte da teoria da relatividade de Einstein a ser testada. O experimento não havia sido feito antes pela dificuldade óbvia que teríamos em detectar ondas gravitacionais.

Segundo especialistas, entendendo completamente a teoria de Einstein, também entenderíamos melhor o funcionamento do espaço. [Gizmodo]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

17 comentários

  • Deus:

    Einstein estava totalmente errado: o tempo não é quarta dimenção do espaço. O tempo é o próprio movimento e sendo que se houver um espaço sem movimento, podemos então afirmar que o tempo ali está parado.

    • Michel Wilhelm:

      Então fique com movimento nulo para que você possa viver eternamente…

    • Willian Lima:

      humm…acreditar em einstein ou em vc?
      q tipo de evidencia vc tem q corrobore sua afirmação?

  • Teixeira:

    “A operação da NASA e da Agência Espacial Européia até parece um desperdício total de dinheiro”

    Que Dinheiro???

    Aquela velha historia “uma mão lava a outra” e no final ambas saem como “vitoriosas”

    O preço? Não tem!

    Cada um vai usar os recursos que sua terra disponibiliza, negociando com os “fornecedores”

    Alias falando em dinheiro, é oque não falta nos cofres do EUA!

  • Neusangela Muniz Franco:

    Tomei conhecimento desse artigo atraves de minha irma,que me enviou carinhosamente.Obrigado a ela pela lembrança costumeira e fraterna.Ela enviou-me esse artigo esclarecedor,pois sabe que estou interpretando antropologica,linguistica e semioticamente.E tenho a expectativa de contribuir com novas perspectivas interdisciplinares ao enigma do eclipse solar total do sol na mecanica relativistica de Albert Einstein. Assim,gostaria de dizer aos amigos e aqueles que em seus comentarios,entendem que o Humano nao e capaz de desvendar os enigmas e fenomenos naturais,gostaria de lhes dizer que criei uma pagina na rede mundial sobre a formulação do conceito de relatividade pelo genial Albert Einstein.Uma contribuição inovadora,mas que continua ate nossos dias,mesmo quase um seculo desde a sua confirmação em Sobral,Ceara,ainda continua sem uma fundamentação compreensiva.Assim,aqueles que quiserem, poderão conferir a minha paginaweb,no seguinte endereço eletronico,a saber,……www.enigmadeeinstein.com.br…….E assim,poderão constatar que “nous”,ou seja,nossa capacidade de intuir e contra-intuir fenomenos naturais e sociais ainda não desvelados,estão com os dias contados. Pois,divulguei hoje uma Primeira Carta Aberta a Nação sobre os resultados,todavia preliminares de minhas pesquisas.Mas,que a cada aniversario de confirmação da Teoria da relatividade segundo Albert Einstein,eu disponibilizarei uma carta aberta a fim de tornar possivel,ou seja,desvelado,o enigma de einstein,tal como o nome de nossa pagina informa.Um abraço a todos e aguardo a visita a minha pagina…..www.enigmadeeinstein.com.br
    Saudações
    Nildson Muniz

  • Anônimo:

    Ondas gravitacionais? isto não existe. As gravidade não se transmite em ondas e sim de modo contínuo.

  • Pyxis Lynx:

    Este negocio de “testar” é muito dolorido. O ser humano sempre egoista e prepotente, querendo que tudo funcione conforme sua imaginação mediocre, como na epoca da terra sendo o centro do universo, vai quebra a cara. Vai ser uma testatada e tanto.

  • Anônimo:

    Espero que não detectem ondas por exemplo, de explosões de raios gama e sejam atribuídas as do big bang, como aconteceu com a radiação cosmica de fundo. Eram remanescentes das esplosões de raios gama que foram atribuídos ao eco do big bang.

  • Jorge:

    Alexandre,

    o negócio é saber se a trajetória dos lasers é desviada por ondas gravitacionais. Os planetas e as estrelas, ao se deslocarem pelo espaço, produzem ondas gravitacionais (é o que a teoria diz, e é o que os pesquisadores estão tentando testar). Uma das formas de se testar é medindo a diferença de tempo entre o disparo de laser “sem ondas” e o disparo de laser “com ondas”. Outra forma é verificar a diferença no alvo dos lasers.

  • Fernando Sávio:

    Tomara que descubram algo importante…
    E sim, eu quero receber minhas novidades por RSS…

  • Rogério:

    nossa, einstein propôs uma coisa que somente depois de 55 anos pede ser testada.

  • Renato Bueno:

    @ Alexandre

    “A operação da Nasa e da Agência Espacial Européia até parece um desperdício total de dinheiro, mas irá verificar se ondas gravitacionais realmente existem. Os raios laser não irão danificar as naves, mas serão usados para medir mudanças.”

    Vão medir a interferencia das ondas gravitacionais do tecido espaço-tempo no laser…

    Na verdade já testaram isso várias vezes, é só mais uma confirmação pra mostrar que ta tudo do jeito que tinha que estar; que a realidade tá do jeito que a matematica mostra no papel…

  • Ricardo Schirmer:

    Sim, eu quero receber novos comentários por e-mail

  • Marcelo:

    Careceu de informações mais completas esse artigo
    Informações como a data da experiência.

  • Alexandre:

    Queria ver o comentário 3 “original” =(… rsrs

    Quanto à experiência, acho que boiei um pouco… O que eles estariam testando ao disparar os lasers? A trajetória do laser? O tempo? A posição das naves (mudando ou não)? O que exatamente?

  • Bruno Juncklaus (bruno_tankian@hotmail.com):

    ótima matéria hype

  • Fernando M.:

    Parece uma daquelas experiencias que achamos ser muito difícil de acontecer. Mas ver a nave feita de lego na foto já me deixa muito mais otimista!!!! (adoro lego!)

Deixe seu comentário!