A Terra e a Lua são mais novas do que se pensava

Por , em 14.06.2010

Basicamente, uma nova pesquisa está provando que a Terra e a Lua não foram formadas há 4,5 bilhões de anos, como se pensava, mas bem antes.

Tanto a Terra como a Lua foram criadas a partir de uma colisão de dois planetas (do tamanho de Marte e de Vênus, aproximadamente) – até agora acreditava-se que a colisão havia ocorrido há 4,5 bilhões de anos atrás, mas evidências químicas estão provando que o choque aconteceu posteriormente.

Examinando a presença de elementos radioativos na crosta terrestre, eles concluíram que a Terra foi formada 150 milhões de anos após o sistema solar nascer.

Mas como determinamos a idade do planeta se nós não estávamos lá, vendo ele nascer?

Os cientistas analisaram isótopos de tungestênio, que seriam formados quando os planetas se chocaram. Mas estudos mais aprofundados desses isótopos mostraram que eles podem ter se formado antes da colisão. Logo, a Terra seria bem mais nova do que antes se considerava. [MSNBC]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 4,50 de 5)

47 comentários

  • viviane santos:

    ñ entendi muito

  • Cesar:

    “os acontecimentos cientificos são também fatos históricos, digo isso porque muitas descobertas cientificas que temos conhecimento atravéz de relatos históricos não são mais aceitas.”

    E me diz onde é que a idade da Lua e da Terra são descobertas científicas obtidas através de relatos históricos? Os acontecimentos científicos são fatos históricos, mas a sua validade não se dá por confiança em relatos históricos, e sim por verificação. Se um cientista afirma que a idade da Terra é de aproximadamente 4,5 bilhões de anos, ele não vai justificar sua afirmação dizendo que é por que está escrito neste ou naquele relato antigo. Ele vai apontar todo o raciocínio que fez, os métodos que usou, as evidências que coletou, o processo de medição e datação usado, os resultados obtidos, e como as conclusões a que chegou estão alinhavadas com tudo isto. E outros cientistas vão analisar o raciocínio utilizado, o método descrito, as evidências coletadas, o processo de datação e medição, e vão verificar se as conclusões seguem as premissas.

    O que isto tem a ver com “relatos históricos”?

  • antonio:

    Ao cezar: Companheiro, por favor leia novamente o comentario da Fatima Rocha e reflita um pouco. Não sei se o companheiro tem Graduação em História,pois os acontecimentos cientificos são também fatos históricos, digo isso porque muitas descobertas cientificas que temos conhecimento atravéz de relatos históricos não são mais aceitas. Aprendi que nada é definitivo, que o caminho da luz não tem restrições.

  • Cesar:

    Dorival, se você faz uma afirmação e não pode prová-la, ninguém é obrigado a aceitá-la. Mas os cientistas que fazem estas afirmações sobre a idade da Terra e da Lua PODEM PROVAR O QUE AFIRMAM. O texto dá pistas de como os cientistas fazem para verificar a idade do Planeta: examinando isótopos. Mais precisamente, medindo a quantidade de um isótopo e do produto resultante do decaimento radiativo deste isótopo, além da sua formação. Se você não estava dormindo na aula de biologia que tratava da datação de carbono, você sabe do que estou falando. Se estava dormindo, então nem adianta falar nada para ti, você continua dormindo…

  • Toneto:

    Dorival, vou vingir que nem lí o que você escreveu, pois tenho certeza que vc não pode ser tão ignorante a ponte de não saber como são feitas essas medidas.
    A não ser que vc não goste nada de estudar e tenha vivido numa igreja e só leia a bíblia, aí não se pode fazer nada mesmo, muito menos querer te provar algo cientificamente ao passo que acreditar pela fé é melhor para você.

    Seja feliz!

  • DORIVAL:

    SABE, ESSE PESSOAL, QUE SE DENOMINA CIENTISTAS SÃO MEIO ###
    POIS COMO PODEM PROVAR QUE A TERRA TEM A IDADE QUE ELES CITAM, É REALMENTE ALGO MUITO VAGO. EU PODERIA DIZER QUE A TERRA TEM VINTE MILHÕES DE ANOS OU ENTÃO QUINHENTOS MILHÕES DE ANOS, QUEM PODE PROVAR O CONTRÁRIO???
    COM RELAÇÃO A CRIAÇÃO DOS MUNDOS POR DEUS, EU CREIO, NINGUÉM É OBRIGADO A ACREDITAR…

  • Mário W.:

    Charles Machado Ferreira, com certeza é vendedor de Herbalife!

    Como alguém tão eloquente pode falar tanta #$%&* ???
    Por isso tem tanta gente ignorante por ai, alguém fala
    bonito e as pessoas acreditam independente do que seja.

  • Fátima Rocha:

    Zecharia Sitchin é uma fraude, tal como Erich Von DaniKen, José Arguelles e tantos outros. Charlatães inteligentes, contudo, a ponto de, sem serem especialista num assunto, saberem como se tornarem conhecidos, famosos e ricos, explorando a ignorância dos humanos.
    Quanto à discussão Criacionismo versus Evolução, acho que não tem a mínima razão de existir. A evolução está comprovada e continua acontecendo à frente dos nossos olhos a cada momento; enquanto o Criacionismo é apenas uma interpretação que a Igreja dá à Biblia. Uma interpretação literal, que ao lermos o Velho Testamento, concluimos que nunca poderá ser dada. Tal como não podemos levar à letra as fábulas de La Fontaine.
    Grande parte dos escritos e passagens bíblicas foram criados na tentativa de moralizar e civilizar um povo ignorante, bronco e bárbaro. Tão bárbaro que foi necessário inventarem as tábuas da lei para que crimes e outros actos abjectos deixassem de fazer parte da sua rotina normal. E para isso houve que ameaçá-los com o poder indescritível de Deus ( e todas as descrições aterrorizantes desse poder de que a Bíblia é pródiga)e com a sua fúria de vingança para com quem não cumprisse as “suas” leis. Tal como há anos atrás se ameaçava os meninos mal comportados com o “velho do saco”.
    A Bíblia é, contudo, um livro importantissimo a nível histórico e etnográfico. Mas como cristã que sou, não posso aceitar um Deus que faz a promoção da guerra, da tortura e do sofrimento dos “inimigos”.
    O meu Deus é de amor e, embora eu acredite na Sua existência, sei que a descrição da Criação é uma belíssima fábula e, tal como milhares de passagens da Bíblia, não pode ser levada à letra.
    Mas isso não é um problema de Deus ou de quem escreveu as passagens bíblicas, mas tão sómente de quem a interpreta erradamente. E daqueles para quem ainda é preciso ameaçar com o Inferno, para que não façam a vida do seu próximo num inferno.

    Daí a minha conclusão de que a existência de Deus e a evolução não chocam minimamente.

  • Cesar:

    O Zecharia Sitchin não é, nunca foi e nunca vai ser linguista de porcaria nenhuma. Ele nunca decifrou nada, nada do que ele afirma é aceito seja por linguistas, seja por antropólogos, seja por paleontólogos. Ele é um grande farsante, e tem muita gente que acha que ele é uma grande coisa.

    Esta história de que a origem da Terra e da Lua estão escritas em versos de povos antigos é PURO ACHISMO. INVENCIONISSE PURA. É como achar que “o pai deu um puxão de orelha no filho” é o mesmo que “a Lua se afasta 3,8 cm da Terra por ano”. É completamente ilógico e irracional, e nada vai mudar isto.

    É muito romantico isto de achar que um único “pesquisador” está certo, e todo o resto dos cientistas estão errados, e as pessoas costumam citar Galileu como “prova” que isto acontece, só que há uma diferença muito grande neste caso e no de Galileu: Galileu tinha evidências que, depois de analisadas, foram aceitas. Da mesma forma a Teoria do Big Bang foi rejeitada a princípio, mas com o exame das provas, ela passou a fazer parte do Modelo Cosmológico Padrão. E é isto o que o Zecharia não tem: provas. Ele nem mesmo conseguiu provar que consegue traduzir corretamente textos antigos.

  • Gilgamesh:

    Uma história da origem da Terra e da Lua a partir da colisão de planetas é contada nas tábuas de argila com escrita cuneiforme sumeriana. Esta história é contada no poema Enuma Elish, sob o título de Batalha Celeste. Faz parte da mitologia suméria-acadiana. Muitas destas tábuas datam de 4000 a.C., anteriores a quaisquer escrituras hebraicas, na verdade, são as mais antigas escritas encontradas.
    Zecharia Sitchin é lingüista, perito em escrita cuneiforme (suméria) e em muitas outras linguagens antigas. Sitchin já decifrou mais de dois mil cilindros e fragmentos de cerâmica com inscrições da Mesopotâmia, que fazem parte do acervo de museus de todo o mundo.
    Um desses fragmentos, que se encontra na Alemanha, indica que a Terra é o “sétimo planeta”, contando a partir de Plutão. Ocorre que Plutão somente foi descoberto pela astronomia moderna no início do século XX.
    O lingüista acredita que, na Antigüidade, seres extraterrenos conviveram com antigos mesopotâmicos e foram os “instrutores”, os deuses da humanidade dos primeiros tempos históricos (pós-advento da escrita).

  • Cesar:

    Dorival, só por que VOCÊ acha que nada de útil pode vir da exploração espacial, não significa que nada de útil possa vir dela. Pode ser simplesmente que você é míope para as possibilidades que a exploração espacial trará, além do conhecimento.

    O primeiro grande benefício que a exploração traz é o CONHECIMENTO. Saber as coisas nunca é demais. E você não pode julgar um conhecimento como sendo inútil: quem é você para decretar a inutilidade de algo que você sequer sabe quais consequências terá? Por exemplo, quando a Apollo 8 fez a primeira missão tripulada em órbita da Lua, um dos astronautas fez a primeira foto da Terra, vista do espaço. Nela, lá aparece a Terra, perdida na escuridão, parecendo frágil, pequena, e a existência humana simplesmente não aparecia na foto, nada que o homem havia feito aparecia. As pessoas deram-se conta destas coisas com uma coisa tão simples quanto uma foto, que não existiria sem a exploração espacial, o que leva ao segundo ponto:

    O segundo ponto é que, conhecendo mais sobre o Universo, conhecemos mais sobre nós mesmos, nosso planeta, e seu lugar e o nosso lugar no Universo. Aprendemos o quanto a Terra é rara, o quanto a água é importante, não rezando, por que em 8.000 anos de rezas e mandingas, o homem não aprendeu a cuidar do seu planeta, pelo contrário, aprendeu a explorar ele, e a sujá-lo cada vez mais. Mostrando que não há outro planeta para nós, que a vida é rara por que a maior parte do universo é completamente hostil à vida, e que a Terra é, por enquanto, um dos raros lugares em que a vida pode se desenvolver, principalmente a nossa vida, percebemos o quanto é importante cuidar da Terra. Ou seja, a exploração espacial nos ensinou o que 8.000 anos de versos ambíguos de profetas bêbados não nos ensinaram, que a Terra é frágil e que precisamos cuidar dela. E a pesquisa espacial também nos apontou os meios para fazer este trabalho, o que nos leva ao terceiro ponto:

    O terceiro ponto é que, aprendendo a controlar um ambiente artificial, aprendemos como poderemos fazer para reverter os problemas causados pelo aquecimento global, ou como sobreviver a estes efeitos. Manter uma colônia na Lua não é muito diferente de manter um ambiente saudável aqui na Terra. Ou seja, a pesquisa espacial pode realmente nos fornecer as ferramentas que precisamos para viver melhor aqui, na forma de materiais novos, de tecnologias novas, de novos conhecimentos.

    Agora, minha sugestão é que você passe no site da NASA e em outros sites que falam de pesquisa espacial, e leia com cuidado e atenção os artigos sobre a pesquisa espacial, o que está acontecendo, o que está nos planos, e o que se espera que resulte como frutos destas pesquisas. Quem sabe a sua miopia relativa às consequências da pesquisa espacial não seja curada? Vai lá, vai…

  • Cesar:

    Charles Machado Ferreira, onde é que estão as provas insofismáveis e verdadeiras e sólidas do que você afirma? Mentade é mentira e metade é besteira. Só para ter uma medida da besteira que você falou, Charles Darwin NÃO SE BASEOU NA TEORIA DA EVOLUÇÃO, ELE CRIOU A TEORIA DA EVOLUÇÃO, junto com Wallace.

    Fecha a Bíblia, amiguinho, e vai estudar. Quem não sabe não deveria tentar corrigir os outros, não acha? Se bem que você não sabe, mas acha que sabe mais que os outros…

  • DORIVAL:

    Prezados senhores, participantes deste debate sobre ciência; olha a ciência é um dom que Deus, o Supremo Criador deu aos homens, para que estes a usassem em benefício do próprio ser humano, buscando descobrir novos medicamentos, descobrir a origens das enfermidades, de controlar a emissão de gazes poluentes que estão acabando com o nosso planeta, isso sim é a finalidade da ciência.
    Pergunto: de que adianta o homem ir a lua, marte, venus, e outros planetas que existam neste universo, gastando milhões e milhões de dólares; que beneficio isso vai trazer ao homem? ” nenhum”, o ser humano não cuida nem do seu próprio planeta e fica querendo descobrir se na lua tem água, se marte já foi habitado, para que isso? vamos cuidar da nossa querida terra, sem se preocupar com quantos anos ela tem, que diferença faz que ela tenha cem anos, ou um trilhão de anos.
    Vamos debater os problemas que existes em nosso planeta, e que não são poucos;vamos procurar amenizar o sofrimento de nossos semelhantes, não seria muito mais útil e proveitoso?
    Pensem nisso.

  • Toneto:

    E pensar que já tinha lido de tudo aqui.
    Quer dizer que a ciência não tem prova de nada? Não me faça rir que eu acostumo.
    Ah sim, deus existe e a bíblia é a inspiração divina e não um plágio não é?

    Francamente, me assusto as vezes com a capacidade da pessoa em escrever, escrever e escrever e não conseguir dizer nada muito menos se fazer acreditar.

  • Charles Machado Ferreira:

      EVOLUÇÃO OU CRIAÇÃO?
                                
     
    1. “Uma coisa é certa e quero desiludir quem vive iludido: a ciência evolucionista e a religião Cristã nunca hão de se harmonizarem. Por que; a ciência desacredita e ensina que Deus não existe. Porém a religião Cristã defende e afirma a existência, a soberania e, o autodomínio de um Deus no Universo”.
    2. “A ciência acredita e ensina a evolução dos primatas (macacos) ao homem. Embora não tenha a mesma, nenhuma prova nem explicações exatas e, não proporcionam nenhuma resposta exata, justamente por não saberem o que buscam afirmar, por que não se sabe, e é um mistério à humanidade”.
    3. “A religião Cristã defende o próprio Cristo, em conjunto com o Pai e o Espírito Santo, como sendo o fundador do Universo e, que também firmou os astros em seus devidos lugares; porém a ciência protesta dizendo que o Universo surgiu por explosões cósmicas e evoluções orgânicas, as suas existências na Terra. Porém eu vos faço uma pergunta, a vós que buscam afirmar a evolução: De onde? Como? Qual é a origem? O que se caracterizou o princípio? E, quais foram os fundamentos do princípio para que se evoluíssem em matérias químicas diversas, para que se desse a evoluírem-se em uma suposta primeira explosão para que se desse a formar-se o princípio do cosmo; e, do princípio do cosmo tantas explosões para que desse o aperfeiçoamento de inúmeros corpos celestes e astros físicos? E por que hoje não há mais explosões cósmicas; originando-se mais astros que no passado? Se hoje a presença de inúmeras gazes e matérias químicas é bem mais freqüente, numeroso e presente que no suposto princípio? E qual é a origem de cada gás existente e a sua matéria? E que matéria compõe a sua existência e, o que se deu origem a existência destas matérias para que os mesmos se formassem”?
    4. “Lembrai-vos: para que se possa afirmar algo, vos é preciso que tenham em mãos provas objetivas e concretas da mesma à qual buscais afirmar. Provas não se confundem com teorias. É, pois, necessário provas exatas”.
    5. “Bem, o objetivo maior desta longa e complexa pergunta, talvez nunca questionada antes; não tenho por objetivo de me apresentar ser mais sábio que ninguém? Nem como sendo o maior filósofo do século presente. Não. Não é nenhum destes o objetivo de minha pergunta, a uma determinada parte da qual se compõe a ciência, “ciência” evolucionista; a propósito, sou apenas um autodidata. Mas tenho sim: tendo como o objetivo central, a desiludir aos integrantes em que fazem parte desta área, determinada dentre si como ciência evolucionista. Os quais iludem o próprio ser. → Sendo iludidos por si mesmos e buscando iludir aos restantes dos seres-humanos com as suas ilusões, com a qual não existem respostas nem provas para tal afirmação; porém ilude aos que estão desinformados de si mesmos. Corrompendo a sua própria existência, onde milhões de dólares são empregados para  → Debilitar a humanidade e, corromper a mentalidade humana, que é tão fraca e indeterminada  → a descrer a existência, o domínio e o Poder de Deus e, o conceito sobre o criacionismo Divino. Dinheiros são gastos em pesquisas sem fundamentos e bases sólidas e objetivos inconscientes e indeterminados. E, para provar a sua insuficiência e incapacidade da chamada ciência evolucionista, para mostrar algo em que a mesma nunca provou e que jamais ao decorrer de sua existência será capaz de provar. Porque não existem fundamentos para certas curiosidades especulativas como a mesma”.
    6. → “E também vos acrescento: se fosse de conhecimento humano, nenhum benefício prático traria à humanidade; nem mesmo mudaria o conceito humano sobre as regras do viver, no tocante a educação social, a segurança pública, a justiça social injusta; nem mesmo na conscientização da necessidade da preservação ambiental para a preservação da própria vida”.
    7. “E continuando no assunto, quero dizer que, a então chamada ciência evolucionista, não sabe os seus próprios fundamentos, nem o porquê e nem a razão de sua existência. Porém uma coisa é certa, e preciso vos dizer: a única finalidade e objetivo da chamada ciência evolucionista, é levar a humanidade a descrer de um Deus na qual com o seu poder trouxe a mim e a este mundo à sua existência. ‘E com o seu poder, nos fez conhecer a luz.”
    8. “Não saindo fora do assunto, vos faço ainda uma outra pergunta; mas sendo esta ao ministério das ciências, educação e cultura:  
    9. → Qual é o benefício, na vivência diária da humanidade, no que se trata sobre a educação, na cultura, na preservação de nossa existência para o viver, ou mesmo na evolução da ciência médica, na prevenção de doenças; etc., ao que são coisas de grande importância e necessidades vitais para a vivência diária? Continuo em pergunta: qual é o benefício prático na vivência, para tais investimentos, em uma área que à qual sob meu ponto de vista não existe fundamentos, necessidades vitais e, nem utilidade para a preservação ambiental e conseqüentemente nem à vivência na terra; mas que se constitui em um grande desperdício”?!
    10. “Certas curiosidades, não trazem nenhum benefício construtivo; mas grande é a degradação do caráter e da personalidade de quem às buscam ter por conhecimento.”

    *
    * *
     
    11. “Às vezes, a ciência, da parte justa, nos revela fatores importantíssimos sobre o Universo, explica que o universo surgiu com tanta exatidão, que até mesmo a mais leve variação do sistema, criaria um ambiente impróprio para a existência da humanidade e, ou a qualquer ser vivente”.
    12. “Mesmo que vos pareça ser um absurdo, sobre a complexibilidade do cérebro humano; mas existem trilhões de neurônios em nosso cérebro. E o número de possíveis conexões entre eles, é simplesmente maior que o número de átomos existentes no universo”.
    13. “O número de maravilhas existentes no Universo, são tão grandes, que recentemente, um dos grandes opositores da idéia do Criacionismo, declarado como design inteligente, afirmou: há, pois, implicações a respeito de um possível Criador por de trás deste mundo. Argumentou ele que, o Universo mais parece ter sido projetado do que evoluído, face a tantas complexibilidades da existência da vida neste planeta”.
    14. “Face a esta idéia, também escreveu FRANCIS CLICK, provavelmente o mais famoso biólogo do século XXI, e ateu veemente, concluiu que a vida é muito complicada e complexa para ter surgido nos supostos bilhões de anos entre o resfriamento da terra e o rápido aparecimento de formas de vida. Assim explica Click, que a vida deve ter se originada em outro lugar e trazida para a Terra. Talvez por seres de outros planetas que quiseram visitar a Terra”.
    15. “Empolgante também, é o trabalho do bioquímico MICHAEL BEHE. CHARLES DARWIN em suas teorias, baseava-se parcialmente na teoria da evolução, na idéia de que as mudanças ocorreram nas espécies, com o passar do tempo, com pequenas e sucessivas modificações. Afirmou DARWIN: se alguém puder provar, que, um órgão complexo não surgiu por estes passos, provará que a minha teoria é falsa”.
    16. “BEHE, que não é criacionista bíblico, mostrou vários aspectos do corpo humano; os cílios, os olhos e, coagulação do sangue,  → algo que não poderia ter surgido de acordo com o suposto esquema básico evolutivo. De acordo com as teorias de BEHE, eles não poderiam ter surgidos com o passar do tempo, por que, para que um órgão viesse a funcionar, logicamente, todas as outras partes já deveriam estar cada um em seu devido lugar de uma só vez e em pleno funcionamento. Se uma parte, ou mesmo um passo, não existisse desde o início, todos os órgãos ou processo, não poderiam existir. No entanto, suas evidências, apresentam um forte desafio para o modelo evolutivo da criação. Então, continua a minha pergunta: se estas coisas, não surgiram por acaso, através do processo evolutivo, como eles surgiram?

    E-mail: chawannutri@hotmal.com
    chawancred_mudedevida@hotmail.fr

    • aesirslayer:

      Cara, uma única coisa?

      Você questiona tanto a ciência, em busca de provas e argumentos que concretizem as teorias científicas, por que faz desnecessário o uso de indagações filosóficas para comprovar o teu deus?

      Me dê uma única prova de que ele existe, sem ser a tua fé no além, pois como disse, é preciso provas… E o louvarei pelo resto da minha vida.

      E, aliás, você realmente deveria se aprofundar mais nas áreas Antropológicas e Arqueológicas, afirmar que a ciência não tem provas verossímeis da evolução? Cara, olha a quantidade de fósseis que se tem, com material genético quase idêntico ao do ser humano, ainda que não fossem das espécies que evoluíram para os seres humanos, é uma prova cabal de que existiram seres Antropomorfos, na terra, bem antes de nós, assim como somos hoje, o que contradiz a bíblia, apontando como únicos a imagem e semelhança de deus, o homem. Nem vou falar sobre os dinossauros, sem contar os primeiros habitantes da terra, sem falar nas várias catástrofes já destruíram a terra, mas ainda assim, a vida tendenciou-se a persistir, aqui estamos nós. Tudo o que falei é comprovado pela ciência…

  • Cesar:

    Pois é, Kerensky, por que estudar e conhecer o mundo? Melhor ficar na caverna, é mais importante manter a fogueira acesa do que tentar entender o mundo.

  • Kerensky:

    Datar um planeta é a maior perda de tempo. Pra que vai servir? Talvez eu me sente com meus netos e conte as travessuras que a terra fazia quando adolescente…francamente. Há coisas mais urgentes pra se estudar, como por exemplo doenças.

  • Hiago:

    * É complicado fazer uma determinação exata da data que a terra e a lua nasceram.
    *Mesmo assim é muito bom que o mundo cientifico se preucupe em descobrir a real idade da terra.
    *Até porque pode haver novas descobertas com esses estudos.

  • Geralo Pinto de Mello:

    Acho que acreditar só no criacionismo é correr o risco de contestar o incontestável, como por exemplo, quando Galileu disse que a terra era redonda e não era o centro do universo, quase foi queimado vivo. Hoje os criacionistas viajam de avião em torno da terra. Será o que eles pensam disso? Não devemos ser radical em nada, senão poderemos ser desmentidos vergonhosamente. Acho que Deus nos deu inteligência é para ser usada.

  • Arlon Cossetin:

    Ao Dorival! [e demais Teístas presentes]

    Concordo plenamente com Guaraná Tay. Não se trata de falta de educação mas sim o uso de sinceridade extrema, afinal a verdade deve ser dita (talvez ñ com tanta agressividade).
    Mas… é uma verdade! atribuir respostas ao divino de tudo o q (ainda) ñ somos capazes de responder com precisão sobre o meio em que vivemos é um sinal da grande necessidade humana em preencher a lacuna existencial e respostas imediatamente confortantes para a vida.

    Open Your Mind!
    ;D

  • Guilherme:

    Lendo o texto original fica clara, antes se achava que a terra tinha se formado 30 milhões de anos apos a formação do sistema solar, agora há evidências que foi 150 milhões de anos após a criação do sistema. Isso mudaria a idade da terra de 4.5 Bilhões de anos para 4.3 bilhões de anos.

    Quanto aos criacionistas nos comentários, vão estudar por favor.

  • serafim:

    Obs: fiz algumas criticas não foram aceitas pelo programa, não vou mais fazer nenhum comentario.

  • serafim:

    moderação porque, este saite foi criado para tratar de ciencia e neste aspecto é ótimo, mas ao contrario virou bate técla, e o tema nada, eu reclamo e eu sou o alterado, afinal é barraco camuflado de ciencia e ainda tenho que ler o baixo nivel e não posso reclamar

  • Gustavo:

    Eu apenas acho que esse site serve para noticiar fatos e curiosidades CIENTÍFICAS. Concordo plenamente com o César, incomoda quando as pessoas põem a religião delas acima da ciência, pois está é baseada em FATOS. Como o senhor Dorival disse, religião é crer ou não, logo algo estritamente PESSOAL, e não cabe aqui.
    E antes que pensem que sou ateu, possuo a minha fé, o que não quer dizer que tenho que ser, com o perdão da palavra, cego. Poderia ser ateu também, qual é o problema? Creio que os ateus estão sendo demonizados hoje em dia, e nada vejo além de religiosos pregando as suas campanhas medievais de ignorância, fanatismo, preconceito e medo.
    Podem me chamar de arrogante também, não me importo nem um pouco, vindo de quem vem é puro elogio. Hoje em dia também chama-se arrogância quem vai contra algum desmando religioso… e tudo isso acontece pelo medo do inferno, que vocês compartilham. E também não tenho pena. Se estivermos falando de “crentes” de baixa-renda, podemos até conceber falta de acesso às informações, e tal. Mas creio que quem visita esse site pertence no mínimo à classe média, logo é ignorante porque é CEGO sim. Eu não fazia a menor idéia, pessoalmente, de como os cientistas faziam para detectar a idade real do nosso planeta, mas respeito o que não conheço. Agora que me foi explicado, beleza, mais uma informação para ser guardada pelo meu cérebro.
    Isso não é arrogância não, meus caros amigos crentes, e sim cansaço. Cansado de pessoas quererem levar a sociedade de volta às trevas medievais, e de forma pior, pois naquele tempo pelo menos a igreja guardava o conhecimento só para ela. Hoje em dia temos um pastor semi-analfabeto que sequer terminou o segundo grau, chamando de demoníacas coisas que ele desconhece porque QUER. Então por favor, basta de cegueira. Se se sentem ofendidos, não leiam mais esse site, que é sobre CIÊNCIA.
    E, para terminar, convido a todos para assistir à um vídeo muito interessante, que mostra até que ponto as pessoas são CRENTES. Por favor, assistam até o final, e dêem os seus comentários.
    http://www.youtube.com/watch?v=QrThDYbj_cU&feature=player_embedded

  • DORIVAL:

    Ao Guaraná Tay.
    Caro senhor, com o respeito devido, quero lhe dizer que V.S., foi um pouco gorsseiro em sua manisfestação, pois crentes não são burros como disseste, é apenas uma opção de escolha, crer ou não crer. Você pode crer em algo ou não crer em nada, é um direito seu, mas daí a classificar os outros de burro, creio que é um pouco de falta de educação. Pense nisso, e creia no que você quiser.

  • Gray:

    Depois das postagens do Cesar, me recuso a dar opinião. Ele já disse tudo, e melhor do que eu faria.

  • antonio:

    A todos um abraço e parabens pelo tema tão empolgante.

  • antonio:

    Ao Cesar:

    Tenha calma meu filho………
    Se me permite um aparte, gostaria de citar aquéla velha fraze, que é mais ou menos assim….quanto mais estudo mais descubro que nada sei….. e gostaria também de pedir ao distinto cavalheiro de educação refinada e conhecimentos abrangentes, que nos ensinasse um pouco mais sobre o assunto, mas sempre levando em conta o meu baixo nivel de conhecimento para que eu possa entender se possivel não use citações complicadas, uma linguagem mais simples: eu sei é complicado para alguem tão acostumado com termos técnicos, mas leve em conta o bem que estara fazendo levando luz onde impéra escuridão, divida conosco seja caridoso.
    Obs: eu gostaria de saber um pouco sobre as dobras espaciais, a antimatéria, quais os gases que compõe o planeta Marte, a teoria da relatividade, se é verdade que o mundo é preto e branco e somos nós que criamos as cores, são tantas coisas que vou parar por aqui, mas se me permite só mais uma, gostaria de saber também como é possivel o nosso planeta ter tanto e outros tão perto não ter quase nada. ( me refiro a vida e as condições para que ela exista, pois ouvi dizer que bastam apenas poucos graus de aquecimento global para que a nossa vida fique impossivel).
    Desculpe a letra os erros de ortografia e a minha ousadia, mas é que eu alem de querer aprender tantas coisas, pois sei tão pouco, e tens tanto para nos ensinar…. se não for possivel não se preocupe eu sei que deve ser uma pessoa muito acupada.

  • ThiagoSperandio:

    Cesar e amiguinhos de plantão

    Calma, povo! Concordo plena e totalmente que a massiva maioria dos religiosos é tal como se fala. Mas por favor não julguem a todos!

    Provavelmente já me conhecem. Conhecem meu ponto de vista (cristão, criacionista, estudioso da bíblia, estudioso também das ciências, etc.). Pesquisei muito e decidi em que acreditar. Só isso.

    Mais uma vez peço para contermos os ânimos. Sem dúvidas lemos e ouvimos coisas estúpidas constantemente. Sempre em roda de discussões ouço “besteiróis” tanto de ateus, místicos e cristãos…

    Entendo que é horrível ver a arrogância dessa massa. Mas isso não deveria ser aplicado ao modelo de crença em si. Infelizmente, embora com muitos estudiosos (e renascentistas) do passado, a fé hoje é vendida, novamente. Mas isso acontece até entre os “ufologistas” (meu amigo me chamou pr’aquela seita do Urandir, lembram? Eu vi a mesma coisa que vejo nessas religiões “crentes” por aí).

    Eu e vocês temos um compromisso com a disseminação do conhecimento, especialmente de pesquisas e avanços tecnológicos.

    Em debates, sempre passo a minha opinião (cristã – proveniente do judaísmo), mas não a foco como “A VERDADE”, mas só como aquilo em que acredito. Explico e argumento da mesma forma todas as outras opiniões que conheço, principalmente as de ramo científico (sim, são várias… somos humanos).

    Por isso, mais uma vez, calma!

    Um abraço xD

  • Willian:

    Aos ” Ignorantes de Plantão ”

    Quero saber porque vocês passam por aqui para ler estas notícias sendo que ignoram estes acontecimentos?

    Acredito que todos sufucientemente inteligentes e conscientes dos fatos do universo e suas origens paralelas não ficam caçando notícias de pastores e bispos.

    Percebam “ignorantes de plantão”, pois um sinal de inteligência pode estar despertando em vocês…

  • Cesar:

    Marcelo M.

    Não vejo o que isto tem a ver com “ética”. Eu detesto ignorância, e detesto mais ainda a ignorância com a arrogância. Obviamente eu não sei tudo, mas sei mais que a média das pessoas que postam aqui. E estou disposto a dividir o pouco que sei com todos. Mas o que a gente pode dividir com alguém que decide que a ciência está errada e os cientistas estão mentindo? O que é que dá para compartilhar com alguém que acha que sabe tudo e tudo o que ele não entende é falso?

    Não tenho nada para gente desta laia. se você se inclui neste bando de analfabetos científicos que são ignorantes e são convencidos que sabem tudo, lamento por ti. Acho que não é o teu caso, mas posso estar enganado, afinal de contas, eu não sei de tudo.

    Pode ser que eu esteja reagindo de forma exagerada, mas leia as mensagens de algumas “ovelhinhas de jesuis”, e me diz que eu não tenho motivo, que eu tenho que respeitar tanta ignorância e arrogância.

    Há uma guerra correndo o mundo, uma guerra na surdina, os religiosos declararam guerra contra a ciência, e vem brandindo a sua mentira contra a ciência. É gente que afirma que os cientistas não podem saber o que eles afirmam saber, por que não estavam lá quando as coisas aconteceram (e eles tem certeza que sabem o que aconteceu, embora eles também não estavam lá, mas tudo bem, coerência não é o forte desta gente). É gente que vem brandindo a mesma cantilena que outros fanáticos adestraram eles para repetir. Em jogo está o futuro da sociedade, se vamos voltar a uma Idade Média, onde se rezava para tentar salvar vidas, quando bastava ferver água, tomar banho e dar ter um sistema de esgotos decente. Daqui a pouco vão dizer que quem tem jesuis no coração não precisa de freio no carro, nem vacina contra rubéola, e outras besteiras do mesmo calibre. São os profetas da ignorância, os discípulos da arrogância, os mestres da intolerância, os idiotas que não fazem nada, não estudam nada, e querem saber mais que quem dedica a vida inteira a estudar.

    Posso ter exagerado na reação, mas estou cansado de tolerar esta gente. Não tenho esperanças que esta gente mude de idéia: a idéia não está na cabeça deles, nem é a cabeça deles que está pensando, eu teria que mudar a cabeça de quem controla estes imbecis, e isto seria o mesmo que tentar matar a Hidra de Lerna. Não tenho mais paciência. E não tenho pena. Sou arrogante? Muito, mas muito mais arrogante é esta gente que não estuda nada e acha que sabe tudo. Só não vê quem é cego.

  • Douglas Miranda:

    Se Deus criou a Terra e tudo que existe em 6 dias, imagine se ele trabalhasse o mês inteiro. Semana movimentada aquela, hein? Agora é hora de decidir: você veio do barro, de uma costela ou do macaco? Aaaah, desculpa… fugi do assunto do tópico. Parece que eu tô com a cabeça há milhões de km longe da Terra. Ou seriam bilhões? (…)

  • Genivaldo:

    É uma loucura tentar supor um choque entre astro que gerará a lua e a terra, vaí ver que foi uma guerra dos alieniginas.

  • Marcelo M.:

    Ao César

    E você, César, sabe tudo? Claro que não – pelo menos, Ética (que te levaria a respeitar ideias alheias e a expressar sua opinião sem agredir o próximo) é algo que você desconhece… Que tal estudar mais?

    Ass. outro “Ignorante” de plantão

  • Davi Dalben:

    Bem, de qualquer jeito falta o redator decidir se a terra foi formada há 4,5 bilhões de anos, antes disso ou é mais nova.

    E qual é o problema de Deus estar brincando com bolas de gude enquanto criava o Universo? Se há 4,5 bilhões de anos e jogou uma bolinha contra a outra e do choque nasceram a Terra e a Lua, tá tudo certo!

  • Danilo:

    Fantástico Cesar!

  • Cesar:

    É incrível como a religião abunda onde a inteligência falta. Ou será que a inteligência falta onde a religião abunda?

    O caso é que ninguém inventou estas datas, elas resultam de estudos, de métodos de datação que foram determinados a partir do decaimento de materiais radioativos e outros métodos. Ninguém inventou que os materiais radioativos sofrem decaimento, isto foi observado. Ninguém inventou que existe uma meia-vida para os materiais radioativos, isto foi constatado. Ninguém inventou que se a gente conhece a proporção de material radioativo original, e compara com o que foi encontrado em uma rocha, mais o material sub-produto do decaimento radioativo, você consegue determinar a quanto tempo aquele material está sendo convertido por decaimento radioativo, é uma consequência lógica de tudo isto. Daí para conseguir determinar a idade de rochas, de solos diversos, e mesmo de restos orgânicos, é uma questão de fazer a coleta e examinar o material de forma adequada. Quanto melhor o equipamento usado no exame, quanto melhor a técnica de coleta, mais precisos os resultados do exame. Tudo isto não tem mistério algum, é só uma questão de estudar e trabalhar.

    Agora vejamos pelo outro lado. O que eu vejo muito por aí é o ignorante arrogante. Aquele que diz “eu não sei como isto pode ser feito, então não pode ser feito”. Aqui mesmo temos um exemplo clássico de alguém que acha que sabe tudo, e que o que alguém afirma e que ele não sabe, só pode ser mentira.

    A pergunta é: você realmente sabe alguma coisa para poder dizer o que os cientistas podem ou não determinar? Quanto tempo você estudou o assunto? Você é um especialista na área? O que você acha ou deixa de achar é mais importante do que o que um especialista acha ou deixa de achar? A tua opinião ignorante tem tanto valor quanto um laudo técnico emitido por um cientista, examinado por outros cientistas, e de acordo com protocolos rigorosos de teste e verificabilidade? Não acha que é arrogância pensar assim? Sem nem mesmo saber como foi feita a determinação de idade, já de cara dizer que não é possível fazer tal coisa? Não é valorizar demais a própria ignorância?

    VAI ESTUDAR!!!!!!

  • Capixaba:

    Ao DORIVAL

    Respeito sua opinião, aliás, não respeitá-la seria fanatismo. Mas acredito sim que possa haver uma forma, mesmo que muito imprecisa, de datação de eventos ou objetos antigos.
    Afinal, errar por uns 100 milhões de anos é bobagem.srsrsrsrsssrs

  • Capixaba:

    Ao DORIVAL

  • Caixaba:

    A notícia é interessante, mas o texto foi mal escrito.

  • DORIVAL:

    Olha esse negócio de tempo da terra, da lua, do sol, é bem complexo, pois eu particularmente não acredito que o ser humano, com toda sabedoria que Deus, o Supremo Criador lhe concedeu, tanha a capacidade de determinar uma coisa, que segundo eles foi criada há 4.5 bilhões de anos ou há 150 milhões de anos. Pois Deus, realmente dotou o ser humano de muita sabedoria, tanto é que a ciência tem feito conquistas maravilhosas na área da saúde, da física, da química, e assim por diante, mas dai a conseguir estabelecer a época da formação de terra, lua, marte e outros planetas, isso eu não creio que possa ser estabelecido pelo ser humano. Me perdoem quem pensa de outra forma.

  • Felipe:

    Miguel Romário:
    ” Nada disso.Certamente a Terra foi criada por Deus e tudo o que nela á!!!”

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Tá de saca né? não vou nem comentar esse assunto. Se estava falando sério, definitivamente está no site errado. Se estava brincando, foi uma ótima sátira à ignorância.

    Até!!!

  • Miguel Romário:

    Nada disso.Certamente a Terra foi criada por Deus e tudo o que nela á!!!

  • Cesar:

    Pois é, o choque não foi “bem antes”, mas “um pouco depois” (onde “um pouco” deve ser interpretado na base de “alguns milhões de anos”).

  • Toneto:

    Também achei confuso.
    Ou sou uma topeira.
    Pelo texto seria extamente o contrário.

  • muri:

    Confuso…

Deixe seu comentário!