Astrônomos descobrem uma estrela tão fria quanto gelo

Por , em 4.05.2014

A máxima “quem procura, acha” vale especialmente para os astrônomos que passam dias e mais dias varrendo o universo em busca de novos conhecimentos. A descoberta da vez é um objeto pra lá de estranho, que recebeu o nome (também estranho) de WISE J085510.83-071.442,5.

O objeto, que fica a “apenas” 7,2 anos-luz da Terra, foi verificado pelo WISE (sigla para Wide-field Infrared Survey, um telescópio espacial da NASA) e classificado como sendo uma “anã marrom”.

As anãs marrons são objetos parecidos com estrelas, mas que são mais massivos que planetas – só que não massivos o suficiente para inflamar a fusão sustentada em seus núcleos. Por exemplo, a fusão de hidrogênio é o que alimenta o sol, e o torna quente; e é a poderosíssima pressão de seu núcleo que faz isso acontecer. As anãs marrons não são planetas, então, porque não tem força suficiente para manter esse fluxo contínuo de reações.

E porque não são estrelas? Porque são muito menores e mais frias. Elas de de fato nascem quentes, mas vão esfriando ao longo do tempo. E essa de que estamos falando, a recém-descoberta WISE J085510.83-071.442,5, é tão fria quanto o próprio gelo – o que pode ser uma boa dica a respeito de sua idade. Se ela nasceu com alguns milhares de graus, teria levado cerca de algo entre 1 e 10 bilhões de anos para chegar a temperatura glacial em que se encontra hoje.

A descoberta

Justamente por serem tão menores e mais frias que as estrelas, as anãs marrons parecem vermelhas e fracas. Mas o astrônomo Kevin Luhman notou que a WISE J085510.83-071.442,5 era muito vermelha e muito fraca, em parte porque ela é pequena – talvez tenha apenas de 2 a 10 vezes a massa de Júpiter, e em parte porque é muito fria. Sua temperatura, Luhman descobriu, é de apenas cerca de -13°C, o que é bem abaixo do ponto de congelamento da água.

Em outras palavras, essa anã marrom é puro gelo.

Conclusões precipitadas

Apesar de se parecer muito como uma anã marrom, os astrônomos concordam que ainda pode ser muito cedo para tirar conclusões a respeito de sua real natureza. Este objeto poderia ser parte do restrito grupo de planetas órfãos, por exemplo. [io9, Slate]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 4,75 de 5)

7 comentários

  • Tiago Vieira da Rocha:

    Formada entre 1 e 10 bilhões de anos atrás e possui massa equivalente a 2 ou 10 Júpiteres….hahahahahaha.. Falou tudo.

  • Marcos Hansen:

    Então, teoricamente seria possível entrar dentro dessa estrela com alguma sonda? Como a temperatura é baixa, pelo menos na superfície, que dizer que se essa estrela estivesse próximo de nós, tipo aqui no sistema solar, seria acessível com nossa tecnologia? Ela é menos perigosa que Júpiter, não? Fiquei curioso!

  • Luiz Silverio:

    Agoa só falta eu descobrir a massa de jupter para saber o tamanho da “estrela” ¬¬

  • Andre Luis:

    Então pode-se dizer que este objeto está entre um grande planeta e uma pequena estrela, parece não ser nem um, nem outro, mas enfim, é uma anã marrom.

  • Mpfoto Usp:

    Este telescópio Wise ainda vai nos dar muitas surpresas…!

Deixe seu comentário!