Bebês gordinhos podem não ser tão saudáveis assim

Por , em 30.03.2010

As escolas brasileiras não vendem mais frituras, salgadinhos e doces e a primeira-dama americana, Michelle Obama, está fazendo uma campanha para que as crianças percam peso e tenham uma alimentação mais saudável.

Mas pesquisas indicam que, se essas medidas são suficientes, elas vieram muito tarde. Muitos eventos que fazem com que a criança fique obesa acontecem fora da escola, durante os primeiros anos de vida e até mesmo antes do nascimento, no útero.

Algumas descobertas são:

– O bebê gordinho que está crescendo forte pode estar crescendo demais. As pessoas, pela beleza do bebê mais cheinho, podem ignorar se o peso da criança é o ideal.

– Bebês cujas mães fumaram durante a gravidez têm um risco maior de ficarem obesos.

– Bebês que dormem menos de 12 horas por dia também tem mais chances de ficarem obesos posteriormente. Bebês que não dormem essa quantia e, além disso, assistem muita TV, têm chances ainda maiores.

Algumas intervenções médicas são praticadas normalmente. Uma delas é a recomendação que as mulheres obesas que pretendem engravidar percam peso antes da gravidez, não durante e nem imediatamente depois – para que o risco de que seu filho sofra diabetes seja menor. Outra preocupação dos médicos é que a mãe amamente seu filho. O leite é o alimento adequado para a criança e diminui o risco que ela fique obesa.

Mas, normalmente, dietas e outros tipos de intervenção no peso de crianças com menos de cinco anos são evitadas. Há uma crença generalizada de que crianças gordinhas seriam mais saudáveis quando isso pode estar longe da verdade. O Instituto de Medicina dos Estados Unidos está pesquisando planos de prevenção de obesidade para crianças de 0 a 5 anos.

O estudo irá analisar a dieta, a quantidade de sono e as atividades físicas das crianças.

Os cientistas estão preocupados com o que chamam de mudanças epigenéticas, que seriam mudanças genéticas causadas por fatores externos. Ou seja: os genes que as crianças herdam dos pais seriam modificadas pelo ambiente e pela qualidade de vida que elas possuem. Muitos médicos preocupam-se com a obesidade das mulheres que pretendem engravidar por que o útero seria o primeiro ambiente de um bebê. O útero de uma pessoa obesa seria, então. mais prejudicial do que o útero de uma mulher em seu peso ideal.

De acordo com os especialistas uma mudança de pensamento precisa acontecer na sociedade: as pessoas precisam parar de achar que um bebê gordinho é um bebê saudável e se preocuparem mais com a saúde dele.

Fonte: NY Times

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

12 comentários

  • Dra. Talita Feijó:

    Sei que para nós MÃES é difícil dizer não ao nosso filho quando nos pedem comida, mas não é impossível. Temos hora para tudo, inclusive para comermos. O ideal é comermos de 3 em 3 horas, de preferencia as frutas. A criança só precisa de 2 colheres de arroz, 1 de feijão, salada e frando grelhado ou peixe, depois do almoço dê uma gelatina light ou uma barra de cereal pequena light. No jantar faça uma sopa. Nos lanches basta 1 fatia de pão integral, 1 fatia de queijo light e 1 copo de suco ou iorgute light (evite as frutas abacate e banana). E nos intervalos dessas refeições a criança poderá comer 1 fruta, 3 biscoitos sem recheio, o cereal light, gelatina light, enfim.
    Espero que tenha ajudado ás mães!

    Dra. Talita Feijó

  • Mirian sulz:

    Tenho o bb mais lindo do mundo, e nao sou eu quem falo nao. Quando saio com ele ele simplesmente para o transito, ele e loiro dos olhos azuis e enorme, e o perfeito bbzao da estrela. Todos me perg porque n mando uma foto pra jonhson. Mas to um pouco preocupada ele tem um ano e 3 meses e pesa 17 kilos, so que ele e grandao. O pediatra me disse ele nao e obeso e um bb grande e fofo. Mas ele tem muito suor frio. Gente sera que meu filho tem algo de errado por conta desse suor? Me resp por favor. Bjs e uma otima noite a todos.

  • Babyta:

    a mas esse bebe nao e bonito de jeito nenhum! coissa horrivel…tadinho…nao deve ser nada saudavel

  • Babyta:

    ESSE menino já é um exagero…..maaas, eu gostei da postagem, que deveria ser lida por todos que acham que criança gordinha é ”saudável”. 🙂

  • delane bonfim:

    essa materia é muito boa, meu filho tem 7 anos e pesa 36k. já está no regime……….como devo mim manter,como devo agir…quero retorno…..

  • adryelle kemellyn:

    amei o nenê fofo mesmo sendo gordinho

  • Rodolfo Lopes:

    Concordo plenamente com tudo dito na reportagem, meu filho não esta tão gordo e todo mundo fica falando que ele não é saudável, apenas eu e a médica concordamos que ele esta muito saudável sim…
    Essa cultura no Brasil que menino bom é menino gordo tem que acabar, o governo tem que colocar algumas propagandas sobre esse assunto, talvez com o tempo, isso acabe…

  • ALESSANDRA:

    legal esse artigo isso pode não resolver totalmente,mas se os pais colaborarem tambem isso pode resolver,não adianta as crianças deixarem de comer doces,frituras na escola e chegar em casa e ir comer chocolates,hamburguer,etc em casa.acho que os pais devem lensinar as crianças a se limitar em relação á esses alimentos e não proibir as crianças de comer o que eles gostam.

  • kauara:

    ”As escolas brasileiras não vendem mais frituras, salgadinhos e doces”, q viagem. Mas o artigo é otimo para aquelas tias de plantão q entopem as crianças de doces.

  • hosanak:

    e muito importante cuida da saude

  • franbogado:

    Sem querer sacanear, mas, além de prejudicar a saude do bebe ainda pesam muito!

  • Bruno:

    “As escolas brasileiras não vendem mais frituras…” na minha vende, e o problema não são só as frituras, são os biscoitos, doces, refrigerantes, massas… o que influencia a criança a ser se alimentar mal é o mau exemplo dos pais, amigos e a falta de interesse na saúde, já que a maior parte pensa que problemas só acontecem com outros ou que não tá nem aí, só quer saber de comer mesmo… E o problema maior é que tudo que elas gostam faz mal e o que faz bem tem gosto ruim! Nenhuma criança, adolescente e até muitos adultos procuram se alimentar direito, só comer oque é bom

Deixe seu comentário!