Campanha chocante usa imagens gráficas para mostrar o mal que a poluição plástica causa aos animais marinhos

Por , em 19.03.2019


O canudinho, a garrafinha ou a sacolinha plástica que você usou hoje pode não causar, sozinhos, um impacto dramático no mundo, mas se você imaginar que todas as 7,7 bilhões de pessoas que habitam o planeta Terra estão pensando a mesma coisa, o resultado é bastante aterrorizante.

Sim, precisamos fazer a nossa parte, por menor que ela pareça, para realmente fazer a diferença.

Felizmente, nos últimos tempos, mais pessoas estão interessadas em salvar nosso planeta simplesmente porque estão mais cientes das ameaças ambientais e do fato de que somos uma grande parte do problema.

E campanhas como a da organização internacional sem fins lucrativos Sea Shepherd Conservation Society (SSCS) são essenciais para criar tal consciência.

Chocar para educar

A SSCS visa conservar e proteger ecossistemas e espécies oceânicas combatendo a destruição da fauna marinha. O grupo uniu-se às agências de publicidade Tribal Worldwide São Paulo e DDB Guatemala para lançar uma campanha chocante de conscientização sobre os plásticos.

Cartazes em 3D retratam dois animais marinhos – uma tartaruga e uma foca – sofrendo com as consequências terríveis de objetos descuidadamente descartados.

Os anúncios transmitem uma mensagem reveladora: “O plástico que você usa uma vez tortura os oceanos para sempre”.

“Infelizmente, uma ação pequena e impensada em nossa vida diária pode causar danos enormes à natureza sem que percebamos isso. Nesta campanha, pretendemos remediar isso alcançando o maior número possível de pessoas, conscientizando o público para o fato de que, com passos pequenos e fáceis, podemos garantir que cenas terríveis como essa não aconteçam”, disse Guiga Giácomo, diretor executivo de criação da Tribal Worldwide São Paulo, ao explicar a ideia por trás da campanha.

Que tal procurar uma alternativa mais sustentável hoje? [BoredPanda]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (23 votos, média: 4,96 de 5)

Deixe seu comentário!