Cientistas criam esperma primitivo a partir de células da pele

Por , em 1.05.2016

Pesquisadores conseguiram criar células germinativas, precursoras de espermatozoides ou óvulos, a partir de células da pele humana.

Os resultados do estudo foram publicados na revista Scientific Reports.

Alternativas

Muitos casais são incapazes de ter um filho, e há anos os cientistas trabalham em alternativas para a barriga de aluguel e a adoção.

Por exemplo, estudos já colocaram pequenos motores no esperma para ajudá-lo a nadar melhor, bem como já produziram espermatozoides a partir de células-tronco de camundongos.

Agora, um grupo de pesquisa fez outro avanço, utilizando uma técnica para converter células adultas da pele em células-tronco, criada por cientistas agraciados com o Prêmio Nobel em 2012.

O experimento

No estudo, os pesquisadores usaram esta técnica para reprogramar células da pele humana.

Uma vez que as células da pele tinham sido revertidas para células-tronco, os cientistas introduziram seis marcadores genéticos diferentes que desencadearam aspectos particulares do desenvolvimento do esperma.

Após um mês, algumas das células-tronco amadureceram em células germinativas. No entanto, essas células precisavam amadurecer mais antes de se tornarem esperma de pleno direito, como os pesquisadores pretendiam que acontecesse.

Infelizmente, eles descobriram que isso não era possível em laboratório – células germinativas precisam ser implantadas em um organismo vivo para se desenvolver plenamente em esperma.

Cautela

Por enquanto, nada indica que esperma artificial derivado de pele estará disponível em breve. Muitos países têm ainda regulamentações que proíbem a criação de embriões artificiais.

É preciso ser cauteloso quando se trata de manipulação de genes ou do desenvolvimento de embriões artificiais, de modo que os pesquisadores sabem que terão que fazer muito mais testes para verificar a segurança e eficácia de sua técnica, antes que ela seja amplamente aceita. [POPSCI]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!