Cientistas do Taiwan desenvolvem um monitor feito de seda

Por , em 24.03.2011

A busca por um material barato para fazer telas de computador flexíveis foi o que levou pesquisadores do Taiwan a uma nova descoberta. Os cientistas, da Universidade Nacional de Tsing Hua, extraíram as proteínas da seda das teias de aranha, coletaram e desenvolveram um composto líquido que pode ser usado em monitores. A grande vantagem deste novo material, como explicam os pesquisadores, é o baixo custo.

A ideia, como conta o cientista Hwang Jenn-Chang, é produzir uma finíssima película a partir das proteínas extraídas da seda, criando uma membrana para os transistores. A eficiência, segundo Hwang, fica 20 vezes superior à do transistor comum, e produzir uma tela com essa tecnologia adiciona um preço incrivelmente baixo: 3 centavos por unidade.

Fazer monitores a partir de materiaiss orgânicos é um conceito relativamente novo, embora empresas como a Sony já tenham obtido sucesso em algumas tentativas. Mas a tecnologia da proteína da seda seria um substituto barato e acessível para a tela rígida, feita de silicone, que domina o mercado atualmente. Os pesquisadores preveem, no entanto, que ainda vai levar dois ou três anos para que este recurso seja aplicado em computadores à venda.

Isso demandaria, obviamente, um estoque em massa de seda de teia de aranha, que é a matéria-prima dos Taiwaneses. Felizmente para eles, cientistas já estão trabalhando geneticamente para criar uma raça de aranhas especializadas em produzir uma super-seda, mais resistente e que possa ser produzida em larga escala. [PopSci]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

2 comentários

Deixe seu comentário!