Colapso nas usinas do Japão

Por , em 16.03.2011

Um colapso parcial de combustíveis nucleares aconteceu em dois ou três reatores na usina Fukushima Daiichi, no Japão. Mas o que isto quer dizer?

“Um colapso acontece quando o combustível dióxido de urânio derrete. A temperatura para que isto aconteça é de 2.865°C”, disse o engenheiro nuclear, Martin Bertadono, da Purdue University.

Em circunstâncias normais, o dióxido de urânio é mantido numa temperatura abaixo do seu ponto de derretimento. O calor emitido é levado pela água que o envolve, que é constantemente bombeada. Mas, se a água não chega rapidamente, ela esquenta demais, começa a borbulhar e evapora. “A medida em que a água ferve, o nível de água no reator diminui. Se diminui muito, o combustível começa a esquentar. Se isto continua, por cerca de uma hora, o urânio começa a derreter”, explicou Bertadono. “Se a água evapora completamente, todo o reator pode derreter e entrar em colapso”.

Os técnicos da Fukushima tentaram reverter o processo usando água do mar, mesmo assim, parte do equipamento derreteu. “Quando o combustível derrete, os produtos da fissão nuclear podem vazar e o material pode contaminar a parte de contenção”, disse o cientista nuclear, Taiwo Temipote, do Argonne National Laboratory. [LifesLittleMysteries]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

15 comentários

  • tayane:

    achei tudo chato e ridiculo

  • paulo:

    nao gostei disso

  • Jonaldo A. Santos:

    Olá amigos…. Fico de queixo caido quando uns que se dizem “Engenheiro” e tal, vem dizer absurdos. Sinto pelo povo Japonês e com certeza sairão dessa tríplice catostrofe mais fortalecidos ainda. Gostaria de ver alguns engenheiros aqui ir viver numa ilha cheia de pedras, ai queria ver da onde ele iria tirar energia. Nescessidade amigos…..

  • Ágatha:

    Não entendo de usinas e nem de engenharia, mas gostaria de expressar a importancia desses acontecimentos, acabei de ler uma reportagem sobre o fim do mundo em 2012 desse site, e agora com esses acontecimentos entendo porque é nossa culpa o “Fim do Mundo”, não acreditava sermos totalmente responsáveis, mas hoje entendo. As causas naturais ou fenomenos acontecerão, pois sempre aconteceram, afinal foi através dessas causas que a formação dos continentes estão como estão atualmente, independente da ação humana. Porém os efeitos desses fenomenos gerados nas criações humanas, que são erroneamente extraidos da própria Terra (como o Urânio, por exemplo) e transformados em prol das utilidade humanas. Esse sim será o nosso fim. Não são os tsunamis, nem os tornados e nem mesmo os terremotos ISOLADAMENTES que acabarão com nossa “espécie”, mas sim nossas CRIAÇÔES, TRASFORMAÇÕES. Afinal os terremotos e outros fenomenos sempre existiram,mas uma usina radioativa não… E é essa radioatividade que se espalha nesse momento e coloca a vida dos Japoneses em risco. ( e de todo o mundo).
    Acho que Deus… foi exato, quando fez esse terremoto no Japão, com toda a tecnologia que eles possuem, Ele pode mostrar ao restante do mundo sua FORÇA, e a reação de nossos ATOS E CONSTRUÇÔES.

    De quaquer forma oro pelos Japoneses e por todos nós!Principalmente peço por sabedoria, nos falta sabedoria, para saber o que fazer com o que é nos dado!

  • nando:

    pelo desastre q se passou aki no
    japao o estrago ateh foi
    pouco se nw tivesse sido no mar
    o terremoto nw seria tao trágico
    um terremoto de real 9.0 eim 9.0
    q foi nw foi 8.8 nem 8.9
    destruiria em ruínas qualquer
    outro pais mais aki o q ferrou
    foi a tsunami se fosse só terremoto
    passariamos facil dessa trajedia
    Saito Yuji shizuoka ken hamamatsu shi
    Japan mais um sobrevivente!!!!

  • Rodrigo Paim:

    Jordinho, Japão não tem grandes bacias hidrográficas, energia solar e eólica tem pouca capacidade, termoelétrica destrói a atmosfera, ao meu ver, é falta de opção. E mesmo assim a prova de que é segura é que precisou de um terremoto 8,9, o maior do Japão, pra dar merda, e só em 1 das 17 usinas.

    Agora fico imaginado se qualquer outro país do mundo estaria enfrentando tão firme um terremoto 8,9 + maremoto + risco nuclear.

  • Guilherme Euripedes:

    Assisti esses dias um físico nuclear responsável por Angra dizendo que é proposital as usinas ficarem proximas a áreas marítimas pois a água de resfriamento que á bombeada para o urânio vem do mar.

    Não sei se no japão é este o caso, de acordo com o texto parece que não, mas acho que só critica quem conhece.

    Abraços.
    Força Japão. Banzai!

  • lol:

    E depois que derrete, se evapora, explode?

  • Squish:

    Vcs falam mal da engenharia japonesa numa hora dessas? É só por causa dessa engenharia que eles ainda estão tentando sobreviver! Imagine um super terremoto + uma tsunami + explosões nucleares pipocando por aí?! Se fosse por aqui, os brasileiros seriam extintos! (a gente não aguenta nem uma chuvinha…)

  • thiago:

    A irresponsabilidade em meu ponto de vista é em fazer usinas desse modelo em locais com riscos como os que o japão está exposto.

  • Alan:

    Pior é ficar criticando, não ajuda em nada num momento difícil pra eles com este. Vão viver em uma ilha minúscula com poucos recursos naturais e ser uma potência considerável como eles.
    Falar daqui do outro lado do mundo é fácil, não precisa ser engenheiro, técnico, nem ter qualquer outra graduação pra digitar algumas críticas que nada ajudam. Passem bem.

  • zeus:

    É muito material radioativo concentrado, fica difícil controlar quando há esplosão, porque eles deixam de pensar em controle pra depois,na pressa de ver funcionando e em se auto-promover vão deixando pra depois e dá em tragédia com várias que já houve.O Brasil nem precisa de usinas nucleares e já estão querendo construir mais uma…APRENDAM COM OS ERROS DOS OUTROS…Olhem que tragédia.

  • Jose Luiz simoes:

    O que esta acontecendo nas usinas do japão é simplesmente inacreditável. Sou engenheiro e se tudo que foi noticiado é o que realmente acontece, temo pelo futuro da engenharia e da energia atômica; não esperava tamanha incompetência e irresponsabilidade da engenharia japonesa e dos orgaos internacionais que fiscalizam o uso da energia atomica para quais fim forem….

  • Pedro Vaz_De_Angola:

    No meu país tem muitos rios, e tem muito Uranio, espero que o governo apenas use os recursos hidrícos para gerar energia, pq essas centrais nucleares, são um perigo para a humanidade.

  • Jorginho:

    Talvez agora o mundo aprenda que tudo tem um risco, por mais seguro que esteja ou pense!
    Como um cidadão, digo que só poderia justificar o uso dessa fonte( com limitação) se não tivesse realmente outra opção.
    E não estou falando de fatores econômico ou inviabilidade.
    No mundo não falta concietização, pois não somos mais inocentes!
    Lamento pelo japonêses e pela tragédia múltipla…
    Embora, não conheço outro país que tivesse maior preparo para essas adversidades! Só lamentação.

Deixe seu comentário!