Comentários negativos podem ser bons para os negócios

Por , em 20.11.2011

Na era da internet, você já deve ter ouvido uma história como essa pelo menos uma vez: empregado é demitido por ter postado comentários negativos sobre empregador no Facebook, Twitter, blogs e derivados.

Claro, os empregadores não gostam disso. Porém, um novo estudo indica que toda essa negatividade pode na verdade ser boa para os negócios.

As pesquisas descobriram que os consumidores gostam da natureza sincera de blogs de funcionários, especialmente os
negativos, e são mais propensos a fazer negócios com a empresa se as mensagens do blog contêm críticas moderadas da política corporativa da companhia, ou mesmo dos produtos.

O estudo sugere que as mensagens negativas atuam como um catalisador e podem aumentar exponencialmente o número de leitores dos blogs da empresa e dos empregados.

Os pesquisadores explicam que os visitantes de sites corporativos ou blogs de empregados não esperam ver nada de negativo, apenas comentários positivos sobre os produtos e serviços da empresa.

Um comentário crítico, assim, é visto como uma reflexão da integridade dos funcionários, e honestidade e abertura da empresa sobre seus produtos ou serviços.

As empresas, no entanto, tem que equilibrar cuidadosamente quanta negatividade eles permitem infiltrar-se na sua presença online. Alguns posts negativos reforçam a legitimidade percebida de blogs corporativos, mas muitos comentários negativos podem inverter a reação inicial favorável dos leitores.

Segundo os cientistas, a porcentagem ideal para posts negativos é de cerca de 15 a 20%. Além disso, você pode conseguir mais leitores, mas também haverá mais impacto negativo sobre a empresa em termos de reputação e possivelmente de vendas.

Os pesquisadores disseram que suas descobertas sugerem que as empresas devem permitir que os funcionários tenham mais liberdade para escrever e se expressar, mas também devem manter um olho na proporção de comentários negativos e positivos.

Este tipo de comunicação aberta pode ajudar as empresas a gerenciar melhor seus empregados, também. A relação de comentários positivos e negativos pode permitir que uma empresa reaja de forma proativa ao descontentamento entre os funcionários. Se a relação negativa for muito alta, eles podem conversar com os funcionários sobre suas preocupações.

Mas a principal conclusão é: enquanto as empresas devem monitorar esses blogs, elas não devem reprimir todas as críticas.[LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 4,00 de 5)

4 comentários

  • MARIA DA PAZ:

    Daniela Alves
    Hj fui a Monalisa Cosméticos em águas claras (no prédio do BIG BOX), empresa no qual sou cliente há um bom tempo. Estava olhando os produtos e acidentalmente o óleo que estava em minhas mãos escorregou e quebrou. Este produto estava exposto em uma prateleira sem proteção ou aviso de que se tratava de embalagens frágeis, além do mais o óleo de argan que eu costumo usar a embalagem é de plástico.

    Conversei com a Alice (proprietária da loja) sobre o ocorrido e ela me cobrou 170,00 Reais e ainda me entregou em uma sacola com os cacos de vidros. Sinceramente não precisava disso, já comprei muito mais do que isso na loja e achei isso uma tremenda falta de respeito. Nota ZERO para a Monalisa de águas claras em frente ao BigBox. Compartilhem!!!

  • kleidiany:

    Prefiro idéias contraditórias do que os “memórias de gado”.
    Fico contente quando vejo os meus cometários com mais negativos do que positivos.

  • curioso:

    falei com o Robson

  • Rodson Arruda:

    Trocando em miúdos: não é o que se fala(escreve), mas como se fala…

    Essa máxima vale para qualquer situação da vida.

Deixe seu comentário!