Como um erro de digitação levou a um casamento

Por , em 29.01.2012

A próxima vez que você digitar algo errado, não jogue seu teclado pela janela – porque eu sei que esse será seu primeiro pensamento -, mas sim tenha calma, porque você pode encontrar seu noivo ou noiva.

Isso mesmo; é possível que um simples erro de digitação leve a um casamento. Afinal de contas, foi isso que aconteceu com Rachel P. Salazar e Ruben P. Salazar, apesar do fato de que eles viviam cerca de 14.000 quilômetros de distância e não faziam ideia da existência um do outro.

Aparentemente, em janeiro de 2007, um e-mail destinado a Rachel acidentalmente foi para Ruben, graças a seus endereços de e-mail semelhantes e habilidades de digitação desleixadas.

Ruben educadamente encaminhou o e-mail para o destinatário correto e começou uma corrente de e-mails que levou a uma proposta de casamento. É mole? Eu sei que nessas horas você pensa: “preciso passar mais tempo na internet”.

Para quem quiser saber mais da história do casal, pode conferir os detalhes no vídeo abaixo. É um clipe de animação criado pela StoryCorps, uma organização sem fins lucrativos com a missão de dar as pessoas a oportunidade de compartilhar, registrar e preservar as histórias de suas vidas. Fofo, né?

E você? Conheceu o amor de sua vida de uma maneira totalmente inesperada? Conte para gente e ajude a manter a chama da esperança acesa![MSN]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

16 comentários

  • Débora:

    Eu conheci o meu Raphael na internet,vi uma foto dele que nem aparecia o rosto,mas ele estava com o violão na mão…como eu sou musica também e gostei do perfil dele,não teve outro jeito,depois de 1 ano tudo nos fizeram encontrar …fizemos um curso juntos…e como já nos falávamos pela net…:D

    • Rosana Oliveira:

      Mulher é musicista. Just sayin’.

  • Lucas:

    Conheci minha namorada pela internet! kkk

  • Bruno urubu:

    Achei a redação muito fraca… Natasha você escreve melhor! O que houve?

  • Theo:

    Encontrei minha esposa num trem, que normalmente eu tomava para poder sentar e dormir, e justamente naquele dia eu nao consegui dormir e coincidentemente so tinha eu e ela no vagao…caso raro hein?

  • Isabela:

    Nossa bem legal essa história.

  • José Ricardo:

    Com meus bisavós aconteceram uma coisa esquisita, meu bisavô era caçador e quando foi caçar viu uma índia muito bonita (minha bisavó), atirou nela e a obrigou, a prendeu por um mês e a obrigou a casar com ele. Tempos depois tiveram filhos e quando voltavam da missa com os filhos, um homem mexeu no cabelo da minha tia-vó Francisca que esvoaçavam e meu bisavô quando viu obrigou os o rapaz a casar com minha tia-vó… Minha tia-vó Francisca ainda vive, mais os demais morreram. Isso aconteceu em Bom Jardim aqui em Pernambuco.

    • Lucca:

      Me desculpa mas eu ri muito com a história. SAOKDOskdoaksdo Atirou nela? OKSDOASKDOKASD

  • Flor de Lis:

    que coisa não!!!

  • janjao:

    Nunca mais vou enviar e-mail kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Carlos:

    Logo no início da internet no Brasil, em 1996, quando se começou a falar em correio virtual, uma amiga minha recebeu um e-mail estranho dum cara de outro estado que estava fazendo testes com nomes de e-mail. Tipo assim: ele colocava o nome de alguma pessoa, arroba provedor, pra ver aonde iria parar… Começaram a trocar idéias, e acabaram se casando!

  • Raphael:

    A mulher ganhou na loteria: Conseguiu um trouxa para dar um greencard a ela.

    • Priscila N:

      nem todas as mulheres pensam assim!

  • Jorge Augusto:

    Já que é assim …
    Natasha eu queria conhecer você.
    Você ainda tem 22 anos ?
    Felicidades.

    Jorge

  • Austregon:

    Vou tomar bastante cuidado ao digitar qualquer coisa…

  • Romário Huebra:

    Depois dessa eu não dúvido de mais nada.

Deixe seu comentário!