Computador é construído com células vivas

Por , em 3.03.2009

Dois químicos do Instituto Tecnológico da Califórnia desenvolveram uma espécie de computador celular com material de levedura viva. As células conseguem sinalizar a presença ou a ausência de duas drogas em seu ambiente – a teophilina e a tetraciclina (usada para fazer antibióticos) – ativando um gene que produz uma proteína fluorescente.

Os desenvolvedores do computador, Maung Nyan Win e Christina D. Smolke, programaram funções lógicas bem simples. Uma célula de levedura pode indicar quando as duas drogas estão presentes, quando apenas uma está presente e quando não há presença no ambiente à que foi exposta.

Para construírem seu computador biológico, Win e Smolke inseriram três tipos de RNA (ácido ribonucléico, informação genética) nas células de levedura: os aptâmeros, ácidos oligonuclêicos que se combinam com proteínas específicas, enzimas, chamadas de ribozimas, e seqüências transmissoras, que capacitam os aptâmeros a “ligar e desligar” as ribozimas.

Combinando esses três tipos de RNA de forma diferente, os químicos conseguiram programar funções diferentes.

É importante notar que o RNA agiu independentemente das funções normais das células, sem atrapalhar sua atividade regular.

A descoberta de Win e Smolke é uma conquista que representa um passo para o desenvolvimento de ferramentas celulares programáveis. Inventos que poderiam ajudar a descobrir tumores malignos em uma pessoa com bastante antecedência, entregar remédios específicas para determinado órgão sem prejudicar os outros e, até mesmo, ajudar na degradação de poluentes e aumentar a produção de alimentos no mundo. [Live Science]

Último vídeo do nosso canal: 4 dias infalíveis da ciência para dar o PRESENTE PER

6 comentários

  • Luigi:

    Esses dias, um professor construiu um robô chamado Gordon com um cérebro formado por eletrodos e células do cérebro de um rato. Acho que outras experiências desse tipo estão a caminho.

  • Clavelinho:

    Talvez esse biocomputador seja melhor que o computador qüântico, que até agora ficou na promessa.

  • Biólogo:

    Argh! Dois químicos inventaram isso? Que humilhante para nós biólogos.

  • Deep:

    S – E – N – S – A – C – I – O – N – A – L !!!

    Isso é mesmo incrível!
    Há um universo de possibilidades com essa nova descoberta!
    Fiquei muito feliz ao ler essa notícia!

    3 vivas para ciência!!!
    VIVA – VIVA – VIVA !

  • Rafael:

    Essa tecnologia avança demais O.o

    Só nos resta, na maioria da vezes, acompanha-la, ou ser engolida por ela…

    Estão de parabéns!

    abs

  • Eduardo Buys:

    Este conceito, de computar biológico, ainda não me caiu a ficha.

Deixe seu comentário!