Eadweard J. Muybridge, inventor do projetor de filmes, homicida

Por , em 9.04.2012

O Google está comemorando o 182º aniversário de Eadweard J. Muybridge, (o J. é de James) — o homem responsável por criar o primeiro projetor de filmes — com um novo Google Doodle (abaixo).

Ele foi um homem de diversos nomes, dentre eles Edward James Muggeridge, Eadweard Maybridge (como em sua lápide); porém seu nome mais popular foi Eadweard Muybridge. Eadweard foi o criador do zoopraxiscópio, o primeiro projetor de filmes da história que demonstrou a imagem de um cavalo a galope em 1879.

Eadweard J. Muybridge foi menos famoso pelo assassinato de um amante de sua esposa, homicídio do qual foi julgado inocente, pois na época era considerado justificável.

O experimento chamado ‘Sallie Gardner à Galope’ foi realizado para provar que todas as patas de um cavalo (neste caso uma égua) saem simultaneamente do ar chão durante o galope com uma série de 24 fotografias exibidas em série com o zoopraxiscópio de Eadweard. O zoopraxiscópio consiste em um disco circular com uma sequência de imagens que quando gira dá a impressão de movimento. O equipamento serviu de inspiração para a nova geração de projetores de filmes de Thomas Edison e William Dickson.

O Google Doodle funciona da mesma maneira que o disco de Eadweard sequenciando doze frames de Eadweard dando a impressão de movimento com o uso de JavaScript.

Veja o 12 frames originais:

Conheça o Zoopraxiscópio:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 3,00 de 5)

34 comentários

  • Alline dos Santos:

    Euu achei incrivel…

  • rosemary dosa santos silva:

    muito instrutivo………..amei

  • ivan:

    são otimos os artigos

  • lucas de grammont:

    ed e seu invento demonstram pura e simplesmente que genialidade é atemporal…por isso “o que é bem feito uma vez é bem feito para sempre”

  • ronald:

    ta ai um corno q foi bem sucedido, sempre será lembrado como um inventor mas tbm como corno perigoso…

  • Piparote1991:

    Acho que, corretamente, deveria ser “estão simultaneamente no ar” pois as quatro patas não saem ao mesmo tempo do chão. Penso que, naquela época, se acreditava que o cavalo quando galopava mantinha sempre contacto com o chão, no mínimo com uma das patas e o sr Muggeridge demonstrou que não. Como não consigo vislumbrar o atributo masculino do animal deduzo que seja uma égua.

  • Falcon:

    ele poderia ter tentado em 3D né?

    • Ernesto:

      joga numa SONY bravia 3d que ela simula….KKKKK

  • Andhros:

    Que prático! Matar amante do cônjuge é homicídio justificável!
    Será que o apresentavam como “o famoso inventor e homicida…”!?

    Mas sério, a respeito da questão anunciada no título, homicídio.
    Eventualmente, me deparo com essa de “homicídio justificável”, principalmente em filmes e séries de TV.
    Subjetivamente, todos os homicídios tem justificativa. Não muda o fato, porém, de que ninguém tem autoridade para tirar a vida de outro. Quanto mais impactantes são as decisões, mais é esperado que pessoas capacitadas e experientes estejam envolvidas. Frente a extrema decisão de matar, haveria alguém extremamente mais evoluído para julgar com clareza? A única coisa que se compara ao valor de uma vida é outra vida. Em último caso, talvez o único homicídio justificável seja matar para não morrer, conforme a lei da natureza. Infelizmente, em leis humanas ainda o aplicam em mais casos…

  • Roberval:

    Gostaria de saber pq toda invenção era gigantesca no tamanho

    • Andhros:

      Quem já fez um modelo, protótipo ou maquete (tipo feira de ciências) sabe o sofrimento que é construir as partes menores e os detalhes. Pra começar, segurar os componentes com firmeza é difícil, as espessuras são pequenas e a resistência física é reduzida. A visão é prejudicada pelo tamanho e novamente pela dificuldade de um apoio firme. O manuseio é difícil, os dedos podem se tornar muito grandes e você pode estragar mais do que construir. É mais complicado cortar, furar, dobrar, moldar, pregar, encaixar, soldar, colar.
      Torna-se necessário o uso de pinças e ferramentas mais modernas. A resistência física obtida no produto final também conta: um objeto frágil pode levar a perda de todo o trabalho. E para se trabalhar com materiais mais resistentes é necessário mais do que as mãos e ferramentas simples.
      Assim, ao fazer coisas pequenas encontra-se mais empecilhos, mas com a evolução de tecnologia, começou a ser viável. Mas foi mesmo quando o mercado se interessou por objetos menores, portáteis e mais práticos que a indústria se motivou.

  • Carlos Alberto:

    Gostei muito do invento do Zoopraxiscópio de Eadweard.

  • nathalia:

    ADOREII muito , ele foi um grande inventor eu o ADORO ele é bem legal.

  • Alex:

    Eu queria ter um zacrospicópio em casa!

  • joao mcloures:

    Isto veio antes ou depois dos desenhos feitos em sequencia nas bordas das folhas do caderno que fazem o mesmo efeito de movimento?

  • Magrela:

    kkkkkkk adorei essa minha foto..

  • nova rede social:

    ótima postagems gente que colaborou com nossas vidas

  • kalebe:

    mas que tipo de bruxaria é essa?

    • Mônica Oliveira:

      Não posso afirmar com certeza, mas creio que a idéia de criar imagens em movimento em folhas de cader já é baseada na invenção de Muybridge.

  • Cristiano:

    Gostei muito; principalmente do efeito causado na pagina inicial do google;

  • Fayella:

    O melhor Doodle!!!

    • Stenio Elson:

      Então esse deve ser o seu primeiro doodle, pq dizer que este é melhor que o do pac-man. Não.

  • Joselia:

    Gostei muito da historia desse cara…Pena que ele foi corno!

  • Marco Ribeiro:

    No trecho no qual faz referência ao experimento, houve um equívoco, pois você mencionou que as patas do cavalo saem do ar, sendo que o correto seria do chão. Dê uma corrijida lá, por favor.

    “O experimento chamado ‘Sallie Gardner à Galope’ foi realizado para provar que todas as patas de um cavalo (neste caso uma égua) saem do ar..”

  • Ana Carolina Medeiros:

    Muito interessante a animação , e legal saber quem foi que criou o zoopraxiscópio.. Gostei muitOoOooO..!

  • alx:

    ADOREI A ANIMAÇÃO!

  • Guilherme:

    Nós encinou boas coisas que levaremos pro resto da vida

  • magdalena:

    O homem sempre foi capaz de grandes criações o Zoopraxiscópio foi uma delas!!!!!!!

    • Rodrimac:

      Bem lembrado Magdalena! Bem lembrado!!

  • Dani:

    “para provar que todas as patas de um cavalo (neste caso uma égua) saem do ar ”

    Não seria para provar que todas as patas saem do chão?

    • Marcelo Ribeiro:

      Corrigido. Obrigado pelo aviso.

    • Rodrimac:

      Agora gerou polêmica! Se ele num tem tanta certeza que era uma égua ou cavalo. Será que estas patas suspensas quando corria era mesmo um equino??

  • mario:

    O avô do Sea BIscuit!!!

  • claudemir diadema:

    simplesmente um genio!!!

Deixe seu comentário!