Elogios não merecidos podem prejudicar a autoestima das crianças

Por , em 23.10.2011

Segundo um novo estudo, elogios imerecidos podem levar a distúrbios psicológicos.

A visão excessivamente positiva, mas distorcida, das realizações de alguém pode evitar que ele experimente o desânimo.
Porém, o preço disso pode ser mais ansiedade sobre se os outros vão descobrir a verdade. Além disso, se uma pessoa pensa que está fazendo um trabalho bom, não há espaço para melhorias.

Os pesquisadores realizaram quatro estudos que incluíram 295 estudantes universitários americanos com uma idade média de 19 anos, e 2.780 estudantes de Hong Kong, da 7ª a 12ª séries.

Os participantes foram separados em quatro grupos, com três grupos dos EUA e um grupo de Hong Kong.

Nos dois primeiros experimentos, o grupo de Hong Kong e um dos grupos de EUA completaram testes acadêmicos. Em seguida, eles avaliaram quão bem eles foram e compararam seus desempenhos com o de outros estudantes de suas escolas.

Depois de suas avaliações, os participantes responderam a um questionário que é amplamente utilizado para medir sintomas de depressão.

Nos dois outros experimentos, o restante dos alunos de graduação dos EUA também completou testes acadêmicos. Mas desta vez, os indivíduos receberam um feedback “enganoso”, com participantes que foram bem pensando que foram mal, e vice-versa.
Grupos de controle receberam suas notas sem feedback.

De acordo com os resultados dos quatro estudos, os estudantes que classificaram seu próprio desempenho como muito maior do que realmente era eram significativamente mais propensos a sentir-se depressivos do que aqueles que tinham avaliado o seu desempenho com mais precisão.

“Estes resultados desafiam a noção popular de que autoaperfeiçoamento e fornecer feedback positivo mesmo para desempenhos fracos são benéficos para a saúde emocional”, disseram os pesquisadores. “Em vez disso, as descobertas reforçam os benefícios emocionais da exata autoavaliação e feedback de desempenho”.

Os pesquisadores dizem que os resultados refletem a maneira com que os pais e professores interagem com as crianças. Por exemplo, os professores que estão motivados a proteger a autoestima de seus alunos podem relutar em fornecer feedback negativo, que seria um feedback de precisão de baixo desempenho.

Muitos pais também se sentem compelidos a fazer com que as suas crianças se sintam bem consigo mesmas, louvando suas habilidades. Da mesma forma, sob a influência do movimento da autoestima, os professores muitas vezes são pressionados a fornecer feedback positivo infundado sobre o desempenho de seus alunos.

No entanto, autoanulação pode ser tão ruim quanto autoaperfeiçoamento. Os estudos mostraram que os indivíduos que avaliaram seu desempenho como muito menor do que realmente era também apresentaram níveis mais elevados de depressão.

Pesquisas anteriores sugeriram que pessoas que subestimam suas habilidades tendem a ser deprimidas e terebaixa autoestima.

“Os indivíduos com desempenho relativamente alto seriam menos deprimidos se reconhecessem seus pontos fortes, do que se esperassem autoavaliações negativas”, explicaram os pesquisadores.[LiveScience, Foto]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

2 comentários

  • Flor de Lis:

    Elogios não merecidos realmente podem ser prejudiciais às crianças. Mas penso que a ausência de elogios merecidos é tão prejudicial quanto. Sempre fui boa aluna e procurei fazer da melhor maneira possível as atividades que me cabiam (tenho tendência ao perfeccionismo; não extremado, mas gosto de fazer as coisas bem feitas), porém minha mãe nunca me elogiava, por mais que eu me esforçasse…e isso durante muito tempo ficou na minha cabeça, sentia-me mal por isso, e até “invisível” muitas vezes; com o tempo eu desisti de esperar o reconhecimento dela ou de quem quer que fosse; e fiz bem, pois da parte dela esse reconhecimento nunca veio. Essa lacuna foi preenchida pela minha avó materna, que significa muito pra mim… e sempre me incentivou, apoiou, educou e corrigiu. Graças a ela, passei a me sentir menos sozinha. Acredito que a palavra chave pra tudo na vida é EQUILÍBRIO. Elogiar demasiadamente quando não há méritos pra isso, pode ser prejudicial; porém a ausência do reconhecimento também pode causar sérios danos.

    • Marcelo Ribeiro:

      Um brinde aos avós que muitas vezes suprem as deficiências dos pais simplesmente por quererem resgatar as oportunidades que perderam com os próprios filhos.

Deixe seu comentário!