Vídeo incrível prova que somos todos fantoches querendo aparecer no Instagram

Por , em 12.02.2018

O Instagram é uma espécie de mundo alternativo onde todo mundo vive muito feliz, colorido, lindíssimo e finérrimo.

Com certeza, você já experimentou doses de enfadamento e depressão usando a ferramenta “explorar” dessa mídia social, onde milhares de pessoas brilham em poses glamorosas fazendo coisas invejáveis em lugares exóticos sob hashtags como #instatravel, #passportlife e #wanderlust.

Sim, milhares. Todas iguais. Fazendo as mesmas coisas. As mesmas exatas poses.

É isso que mostra um perspicaz turista, que publicou um vídeo muito interessante sob o nome de usuário Oliver KMIA na plataforma Vimeo. Apropriadamente intitulado “Instravel – A Photogenic Mass Tourism Experience” (em português, “Instravel – Uma Experiência Fotogênica de Turismo em Massa”), a colagem mostra como a nossa fixação com a foto perfeita tem homogeneizado nossa criatividade.

Rede social, aparência e superficialidade

Nós todos já nos deparamos com esse conto de fadas moderno da viagem perfeita, que rapidamente se transforma em uma história de terror ou em um episódio clichê de Black Mirror.

No Vimeo, Oliver escreveu que se inspirou para criar esse vídeo depois de se frustrar com os turistas enquanto conhecia a capital italiana, Roma. Ele queria dar uma olhada na popular Fontana di Trevi, mas não conseguiu se aproximar dela, por conta das centenas de pessoas formando uma fila enorme para fazer o melhor clique em frente ao marco. Oliver se irritou e decidiu seguir para o não menos abarrotado Panteão.

“Fiquei chocado com a massa de pessoas caminhando pela cidade, mas eu era uma delas, para melhor ou para pior”, contou. “Durante a minha viagem, senti que muitas pessoas realmente não aproveitavam o momento e ficavam ligadas demais em seus smartphones. Como se o objetivo final da viagem fosse se gabar sobre ela online e correr atrás das curtidas e seguidores”.

Homogeneização

O vídeo começa com as obrigatórias fotos de passaporte, seguidas das fotos das asas dos aviões nas nuvens.

Depois, vemos coleções de poses extremamente parecidas em frente a lugares muito visitados, como o Taj Mahal na Índia, a Torre Eiffel francesa, Machu Picchu no Peru e Fushimi Inari-taisha no Japão.

As imagens são muitas vezes tiradas do mesmo ângulo com o mesmo enquadramento. A “moda do momento” importa – atualmente, a Torre de Pisa italiana está constantemente sendo transformada em um cone de sorvete.

Oliver observa que, ao pesquisar fotos para o vídeo, ele encontrou alguns artistas encantadores e talentosos. As mídias sociais são apenas uma ferramenta, afinal de contas, e as pessoas podem usá-la de forma inventiva, se quiserem.

Ainda assim, é um olhar bastante fiel de como nosso comportamento coletivo pode ser governado por nossa necessidade de “aparecer” em um aplicativo como o Instagram. [TheVerge]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (26 votos, média: 4,54 de 5)

Deixe seu comentário!