Estudo descobre porque você não deve olhar no celular durante as aulas

Por , em 27.07.2018

Um novo estudo realizado por pesquisadores da Universidade Rutgers (EUA) descobriu que alunos têm um desempenho pior em provas finais quando têm acesso a um dispositivo eletrônico, como um celular ou tablet, para fins não acadêmicos durante as aulas.

Até mesmo os alunos que não usam esses dispositivos, mas participam de aulas onde seu uso é permitido, também têm notas mais baixas nos exames, o que sugere que a presença dos eletrônicos prejudica o ambiente de aprendizado em grupo.

O experimento

Os pesquisadores queriam testar se a atenção dividida entre dispositivos eletrônicos e o professor durante a aula afetava o desempenho dos alunos em testes durante a própria aula, e em um exame final.

118 estudantes de psicologia da Universidade Rutgers participaram do experimento durante um semestre de seu curso. Laptops, celulares e tablets foram proibidos em metade das aulas, e permitidos na outra metade. Quando os dispositivos eram permitidos, os alunos eram solicitados a informar se os haviam usado para propósitos não acadêmicos durante a aula.

O estudo descobriu que usar um dispositivo não reduzia as pontuações dos alunos em testes de compreensão durante as próprias aulas, mas diminuía as pontuações em exames finais de curso em pelo menos 5%, ou meio ponto. Os pesquisadores creem que o principal efeito da atenção dividida em sala de aula é a retenção a longo prazo, ou seja, dificuldade de lembrar um tópico estudado mais tarde, não durante a própria aula.

Pode parecer pouca coisa, mas esta é a primeira pesquisa feita em uma sala de aula real que mostrou uma relação causal entre a distração de um dispositivo eletrônico e o desempenho subsequente em exame.

Efeito abrangente

Um dos achados mais perturbantes foi que, quando o uso de dispositivos eletrônicos era permitido em sala de aula, o desempenho também era pior para alunos que não os traziam.

“Estes resultados devem alertar os alunos e instrutores dedicados que dividir a atenção tem um efeito insidioso que prejudica o desempenho no exame e a nota final. Para ajudar a gerenciar o uso de dispositivos na sala de aula, os professores devem explicar aos alunos o efeito prejudicial das distrações na retenção – não apenas para eles mesmos, mas para toda a classe”, concluiu o principal autor do estudo, Arnold Glass.

Um artigo sobre o experimento foi publicado na revista científica Educational Psychology. [Phys]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (15 votos, média: 4,40 de 5)

Deixe seu comentário!