Estudo indica que superstição pode realmente fazer diferença

Por , em 12.07.2010

Pesquisadores da Universidade de Colônia, na Alemanha, fizeram uma série de testes para determinar até onde a prática de algumas superstições pode realmente fazer algum efeito sobre a busca de algum objetivo pessoal. Eles descobriram que as atitudes supersticiosas, indiretamente, podem realmente afetar em algumas coisas.

O primeiro tipo de experimentos era para verificar a “eficiência” de se cruzar os dedos por outra pessoa antes da atuação desta em algum teste. No primeiro, participantes tinham que acertar uma tacada de golfe. Aqueles para os quais os pesquisadores disseram que aquela bolinha dava sorte tiveram resultado melhor do que os voluntários para os quais nada foi dito.

Em outro teste, os pesquisadores diziam: “estou cruzando os dedos por você”, para alguns dos participantes, em um jogo semelhante de pontaria. Mais uma vez, aqueles para os quais se desejou sorte foram melhores.

Ainda reuniram os voluntários para fazer anagramas e testes de memória. Para alguns, foi permitido que mantivessem seus amuletos durante os testes. Os “sortudos” mais uma vez tiveram desempenho melhor do que aqueles que precisaram se desfazer do amuleto.

A teoria para este panorama, segundo os pesquisadores, é que a fé na sorte traz suas vantagens: tira um bom tanto do nervosismo que envolve uma pessoa antes de passar por um teste importante, já que ela “transfere” cegamente grande parte da responsabilidade sobre o seu desempenho para um amuleto. Além disso, torna o supersticioso mais confiante, o que tem um efeito igualmente benéfico. [Life’s Little Mysteries]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

9 comentários

  • le:

    Escreva no ar o nome da pessoa que você gosta, dê 3 peteleco na sua testa, mande isso pra 5 comunidades e amanhã você vai estar namorando com essa pessoa !

  • Rosângela:

    É realmente a “Fé” remove montanhas.
    Na verdade se você acredita realmente na sua capacidade de fazer determinada coisa você pode sim,e que a “transferência” para um amuleto é para tornar isso real, o ser humano tem necessidade do palpável, do visual.

  • Davidson Lima:

    Rafael, boa matéria!
    Mas até a superstição pode ser maléfica. Veja o caso das pessoas que sofrem de Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC). Esses rituais, manias ou as benditas superstições fazem com que esta fique aliviada momentâneamente, entretanto tem de repetir de novo, e de novo, e de novo.

    Portanto, cuidado! Confie em você e sempre DESAFIE-SE!

  • Celly:

    O problema é que lendo isto, vc acaba percebendo que se trata somente de um placebo e não consegue mais ter fé naquela superstição

    • D.D versao 2.0:

      Que nada, acho muito difícil alguém mudar as crenças desse jeito. As vezes discuto R* apenas para aborrecer.

  • carla sousa santos:

    legsis divertidas e dá para rir mais fiquei com muito m,edo dessas supertiçoes , recomendo que todos entre nesse site para ler

  • Felipe:

    Muito boa a matéria!

  • Genivaldo:

    Com certeza que afeta todo o corpo e a reação é iminente para todos seja superstições ou não

  • Wesly:

    Nos PDFs “A Bíblia Desmistificada” e “Jesus foi assassinado, ou morreu devido à crucificação?”
    Veja http://www.calameo.com/books/00034268051d0e4d0af03
    Através de textos próprios, e usando mais de 600 imagens belíssimas retiradas da Internet, o autor prova que embora a religião tenha sido muito útil aos nossos ancestrais, hoje ela seria indesejável, uma crença falsa e uma mitologia preste a ser torna risível.

Deixe seu comentário!