3 maneiras de escapar da “friendzone” e espantar alguém que você gosta

Por , em 15.11.2013

Se você está interessado em alguém e não consegue nada mais do que “amizade”, não se preocupe: o Cracked reuniu algumas dicas infalíveis para sair da temível e desconfortável friendzone (ou, em bom português, “zona da amizade”).

Para começo de conversa, é importante ressaltar que, se uma pessoa lhe conhece há algum tempo, mas nunca teve uma atração física/sexual/emocional por você, é difícil reverter esse quadro.

Dito isso, o colunista Chris Bucholz propõe três alternativas a conselhos normalmente dados a quem deseja escapar da friendzone:

3. “Melhore sua imagem”… Não: piore-a

hot-weird-funny-ugly-people_large
Mudar o visual e se tornar mais atraente pode render bons frutos, sem dúvida, mas (provavelmente) não tão bons a ponto de fazer o(a) “amigo(a)” se apaixonar por você.

Nesse caso, Bucholz recomenda que você chute o balde e mude para pior: use roupas desajustadas, desodorantes mau cheirosos e um corte de cabelo esquisito. Mais do que isso, diminua ao máximo as qualidades que fizeram a outra pessoa se tornar sua amiga.

2. “Se faça de difícil”… Não: peça dinheiro emprestado

como-pedir-dinheiro-emprestado-a-um-amigo
Se uma dívida pode minar amizades antigas, imagine as “maravilhas” que pode fazer com amizades mais, digamos, frágeis.

“Bancar o difícil” pode fazer com que outras pessoas se interessem mais por você – às vezes, a conquista se torna uma questão de orgulho para elas. Mas, como você já foi rejeitado a princípio, aproveite para encerrar a “amizade” em grande estilo.

1. “Use pistas verbais para demonstrar seu interesse”… Não: Seja irritante

annoying
Uma olhada discreta, um comentário espirituoso que dê a entender que você está afim da outra pessoa, mas que não seja óbvio… Muitos defendem que essas táticas (uma espécie de “truque mental jedi”, nas palavras de Bucholz) podem gradualmente despertar o interesse do(a) “amigo(a)”. Contudo, elas podem ter justamente o efeito contrário, e transformar você em uma pessoa irritante.

Sendo assim, por que não ser chato de propósito, ao invés de fazê-lo por acidente? Tire sarro o tempo todo, repita tudo o que a outra pessoa disser (mas fazendo uma voz irritante), comece discussões sobre todo tipo de assunto… Em pouco tempo, seu(sua) “amigo(a)” estará fora da sua vida, e você, automaticamente, estará fora da friendzone.

Faz sentido, não? [Cracked]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 1,00 de 5)

11 comentários

  • Dressa Oliver:

    Hahaha’ Isso com certeza me tiraria da zona de amizade para uma zona qualquer sem relação alguma com a pessoa.

  • pmahrs:

    Talvez eu seja meio antigo, mas amizade é amizade, se só quer pegar, não é uma boa amizade pura e sincera. Acho que o texto se refere a sair da zona da amizade para um relacionamento mais profundo e durador de afetividade que também inclui sexo. Eu acredito eu acredito que depende mais de uma combinação de disposição de ambos do que truques eficazes para fazer alguém se apaixonar por alguém cujo ela não sente nada, mas pode acontecer de com o tempo e conhecendo melhor possa se achar outras qualidades na pessoa que leve ao amor. Usando truque e sendo o que não é, com o tempo a pessoa vai descobrir os defeitos e o sapo (ou a sapa) perde o encanto.

  • neutrino:

    Acho que muita gente não entendeu direito.

    O texto é mais indicado para homens que se interessam pelas mulheres e não conseguem evoluir a relação e ficam na zona de amizade.

  • pmahrs:

    Para relacionamentos ocasionais, um pouco mais profundo que de amigos tudo bem, mas não creio que seja bom usar “truques Jedi” ou de PNL (ambas ficção) para quem espera relacionamentos mais duradores além da conquista. Não se pode fazer personagem por muito tempo e todos podemos ter defeito que até parece engraçadinho no começo mas quando as águas abaixam aparece as pedras.

    Mas….. Segundo o poema de Martha Ribeiro (As razões que o amor desconhece)

    “Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos, simpáticos e não fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo a porta. O amor não é chegado a fazer contas, não obedece à razão. O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por conjunção estelar. Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano. Isso são só referenciais. Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca. Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera.” …….. “Mas ninguém consegue ser do jeito que o amor da sua vida é! Pense nisso. Pedir é a maneira mais eficaz de merecer. É a contingência maior de quem precisa.

    (Há controvérsia sobre o Autor que ter certeza pode postar)

    • pmahrs:

      Quem ter certeza pode postar.

    • Thaís Schulz:

      Martha Medeiros…

    • Cesar Grossmann:

      Eu diria que o amor é uma coisa que se ganha, geralmente sem se merecer. Fique feliz se ganhar, conforme-se se não ganhar. E parte para outra, que tem 7 bilhões de seres humanos no planeta, dos quais cerca de 3,5 bilhões são do sexo oposto ao seu.

    • pmahrs:

      Perfeitamente Cesar. Por mais extravagante e exótico as chances de encontrar alguém com chances de dar certo é grande. Dizem que cada panela tem sua tampa e dispensa discussões sobre sexualidade.

  • Vicente Santana:

    Mas se não tenho mais chances de pegar, pra que vou querer estragar uma amizade…?

    • Italo LA:

      talvez… por uma questão de estratégia: primeiro vc sai da FZ pra depois se aproximar da forma certa…

  • Melanie Fernandes:

    Uai?! As dicas são para fazer meu amigo se apaixonar de mim ou pra afastar ele de vez?

Deixe seu comentário!