Exercício vigoroso protege contra câncer de mama

Por , em 3.11.2008

Você sabe quais são os sintomas do câncer de mama? Caso saiba, descubra também que o exercício vigoroso pode reduzir as chances de contrair câncer de mama em 30%, de acordo com uma nova pesquisa.

Um estudo com mais de 30 mil mulheres na pós-menopausa mostrou que exercício extenuante – desde esfregar o chão de casa até correr – protege contra o câncer de mama mesmo entre aquelas que não têm risco alto.

O estudo feito pelo National Cancer Institute of the U.S. National Institutes of Health , dos EUA, constatou que o efeito foi mais claramente observado em mulheres magras. Sabemos hoje que mulheres em sobrepeso ou obesas tem correm mais risco de desenvolver câncer de mama.

Mesmo mulheres que não tem riscos altos de contrair a doença, caso se exercitem, podem ter alguns benefícios.

Câncer de mama é a maior causa de morte de mulheres em todo o mundo. Estima-se que 465 mil mulheres tenham morrido de câncer de mama globalmente em 2007, e 1,3 milhão de casos tenham sido diagnosticados.

Diversos outros estudos já mostraram que exercícios vigorosos regulares podem proteger contra câncer, doença cardíaca e uma série de outros problemas de saúde.

Através de questionários os pesquisadores determinaram a freqüência e o vigor dos exercícios das voluntárias. Depois de 11 anos eles descobriram que as voluntárias que se exercitaram mais em geral tinham 13% menos chances de contrair câncer de mama.

Mas a redução do risco era bem maior, 30%, ao comparar apenas mulheres de peso normal.

“A relação foi muito mais forte em mulheres magras”, disse um dos pesquisadores.

Exercício não vigoroso como trabalho doméstico leve, caminhadas e corridas leves não ofereceram nenhuma proteção contra câncer de mama, segundo o artigo que foi publicado na revista científica BioMed Central’s Breast Cancer Research.

Este trabalho não avaliou as causas pelas quais os exercícios vigorosos reduzem as chances de câncer de mama, mas estudos anteriores mostraram que os exercícios reduzem os níveis de estrogênio – um fator de risco de câncer de mama conhecido – e protege o sistema imunológico. [Reuters, Lixzart (foto)]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!