Filipinas: projeto de lei exige que estudantes plantem 10 árvores para poderem se formar

Por , em 31.05.2019

A Câmara dos Deputados das Filipinas apresentou um projeto de lei que exige que os seus estudantes plantem 10 árvores antes de se formarem.

O Projeto de Lei 8728 ou “Legado para a Lei do Meio Ambiente” foi proposto por dois representantes da câmara, Gary Alejano e Strike Revilla. Agora, precisa ser aprovado pelo Senado.

Reflorestamento

Entre 1990 e 2005, as Filipinas perderam 32,3% de sua cobertura florestal. A extração ilegal de madeira tem sido historicamente um grande problema para o país.

Desde 2015, tem havido um ligeiro aumento da área florestal no país, graças às iniciativas do governo e ao aumento da fiscalização da lei contra a extração ilegal de madeira no país.

De acordo com a Avaliação Global dos Recursos Florestais da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, só em 2012 foram plantados 221.763 hectares de floresta nas Filipinas.

“Esta iniciativa, se implementada adequadamente, garantirá que pelo menos 175 milhões de novas árvores sejam plantadas a cada ano. No curso de uma geração, nada menos que 525 bilhões podem ser plantadas sob esta iniciativa”, destacou Alejano na nota explicativa da lei. “Mesmo com uma taxa de sobrevivência de apenas 10%, isso significaria que 525 milhões de árvores adicionais estariam disponíveis para os jovens desfrutarem, quando assumirem o manto de liderança no futuro”.

Como funciona

O novo projeto exige que todos os alunos do ensino fundamental, médio e superior plantem pelo menos 10 árvores antes de se formarem. Não está claro se isso significa que um graduado pode plantar 30 árvores no total, ou apenas 10 ao longo de sua escolaridade.

Uma reportagem da CNN afirmou que uma série de agências governamentais cuidará do estabelecimento de viveiros, produção de mudas e preparação de locais.

Esta não é a primeira vez que tal ideia é apresentada pelo governo das Filipinas. Em 2012, um projeto de lei no Senado também foi apresentado buscando tornar o plantio de árvores obrigatório, de forma muito semelhante a este projeto.

A iniciativa é certamente importante: uma pesquisa realizada por cientistas do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique, na Suíça, concluiu que uma ampla campanha de plantio de árvores em todo o mundo poderia afetar significativamente as emissões líquidas de gases de efeito estufa no mundo.

Plante, mas salve

Embora esses esforços individuais sejam incríveis, a regulamentação governamental de indústrias que se beneficiam de poluentes ou desmatamento continua sendo uma das melhores maneiras de lidarmos com as questões ambientais atuais.

Enquanto o plantio de novas árvores é sempre uma tarefa que vale a pena, as florestas antigas contêm mais valor em termos de biodiversidade e função ecológica, como a capacidade das árvores mais velhas de sequestrar mais carbono da atmosfera do que as árvores mais novas.

Plantar milhões de árvores é definitivamente algo que todos os países devem considerar para mitigar alguns dos danos causados ​​pelo desmatamento já realizados. Mas também é essencial salvar as florestas que já temos. [ScienceAlert]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (7 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!