Amazônia: rara filmagem feita em drone em área isolada

Por , em 27.08.2018

O desmatamento da Amazônia atingiu um recorde em junho deste ano: 1.169 quilômetros quadrados foram destruídos, o maior número desde que o monitoramento mensal começou em 2007.

A perda da floresta é sem dúvida terrível para o planeta como um todo, mas especialmente trágica para as pessoas que vivem lá.

Na semana passada, a Fundação Nacional do Índio (Funai), uma agência governamental brasileira cuja missão é proteger os habitantes indígenas da floresta tropical, divulgou um raro vislumbre de índios isolados feito por um drone que sobrevoou o Vale do Javari, próximo à fronteira peruana:

Além disso, a agência compartilhou algumas fotografias tiradas por uma expedição de 2017 que percorreu mais de 180 quilômetros por barcos, caminhões, motocicletas e a pé pelo Vale do Javari e norte da Terra Indígena Mawetek.

Crimes

Durante a expedição, os membros da Funai encontraram evidências de caça ilegal e alertaram a polícia local. A equipe encontrou provas da presença assídua de caçadores em diversos igarapés afluentes do rio Juruazinho.

Duas equipes de caça que se encontravam próximas aos limites do Vale do Javari foram flagradas com ilícitos ambientais. A polícia militar realizou a apreensão e soltura de animais vivos. Além disso, um proprietário de terras da região, que pretendia ocupar ilegalmente parte da Mawetek, e outros dois proprietários de fazendas de gado foram notificados formalmente com prazo para retirada de seus bens e correção de suas cercas de acordo com os limites das terras protegidas.

Segundo a Funai, o Vale do Javari é a segunda maior terra indígena do país e é ocupada por seis povos contatados (Matsés, Matis, Marubo, Kanamari e Kulina-Pano), dois de recente contato (Korubo e Tsohom Djapa) e outros 11 confirmados, mas isolados. Já a Mawetek é de usufruto exclusivo do povo Kanamari.

Todas essas tribos estão ameaçadas não só pelo desmatamento, mas também pela violência – encontros com ocupantes ilegais frequentemente acabam mal para esses povos. A tarefa de proteger os indígenas é complicada, no entanto. Um equilíbrio cuidadoso deve ser continuamente alcançado entre o apoio governamental e o contato potencialmente destrutivo. [BigThink]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (20 votos, média: 4,65 de 5)

Deixe seu comentário!