13,2 bilhões de anos-luz: a foto mais distante que o Hubble consegue tirar

Por , em 2.10.2012

Essa imagem feita pelo telescópio Hubble mostra galáxias em sua juventude, emergindo da escuridão apenas metade de um bilhão de anos após o Big Bang.

A foto mais distantes que o Hublle conseguiu tirar

Esse ponto é o mais distante que o Telescópio Espacial Hubble é capaz de captar. Algumas das manchas de luz nesta exposição estão caminhando em direção a Terra por 13,2 bilhões de anos.

Galáxias mais distantes que essas não podem ser captadas pelo telescópio porque a sua luz é deslocada para comprimentos de onda infravermelhos que são invisíveis para o Hubble.

Não sabemos ainda, conclusivamente, se o universo é infinito ou se terá um fim, mas sabemos que teve um começo: o Big Bang, há 13,7 bilhões de anos. Nessa época, ele era tão pequeno e concentrado que nossa noção de padrão de espaço e tempo é distorcida. Como apenas uma quantidade finita de tempo passou desde esse suposto começo, algumas estrelas muito distantes não tiveram tempo suficiente para sua luz chegar até nós.

Como a luz demora certo tempo para viajar pelo universo e chegar a seu destino, quando nossos telescópios apontam para algo bem distante, estão vendo como tal coisa como ela era quando aquela luz foi emitida.

Então quando olhamos para a luz de 13,7 bilhões de anos atrás, não vemos nada porque estamos vendo um universo onde as estrelas ainda não tinham se formado.

As estrelas mais distantes de nós que o Hubble consegue fotografar, aliás, precisam ser fotografas em infravermelho. Isso porque, como o universo está se expandindo, as estrelas estão se movendo para mais longe de nós. Conforme elas fazem isso, ficam mais vermelhas, até que entram na faixa do infravermelho. Nós não podemos vê-las a olho nu (até por isso, além de algumas estrelas mais jovens e próximas de nós, o céu parece escuro para nós).[NYTimes]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (11 votos, média: 5,00 de 5)

17 comentários

  • Bruno Martins:

    Como que o ser humano tem uma foto de 13,2 bilhões de anos luz , se nós seres humanos nem existiamos ainda e muito menos a tecnologia . ???

    • Cesar Grossmann:

      Bruno, se a 13,2 bilhões de anos uma galáxia emitiu a luz dela e esta luz chegou só agora até nós, precisa ter um telescópio 13,2 bilhões de anos atrás para ver esta luz? Não basta olhar AGORA para ver o que aconteceu 13,2 bilhões de anos atrás, nesta galáxia distante?

  • Joao Victor:

    a uma teoria que é a seguinte que o universo vai acabar pq os gases que nele existem irão acabar e nao podera mais existe estrelas nem nada do tipo pq tudo que existe e ira existir foi feito pelo big bang.. o telescopio so consegue ver a Luz e sabemos que em um ponto o Big Bang ultrapaço a velocidade da Luz então oq nos vemso é oq a luz conseguil atingir o universo poder ser infinito !! para todas a s direçoes e nao apenas 13,7 Bilhoes de anos mas mais de 1000000000 Bilhoes de Anos !!! pode tar acontecendo Bigbang em uma parte do nosso universo cirando novos materias pq acho que nao seria Apenas 1 big bang para toda a existencia né ?

  • Mar Mor:

    A idade do universo dada hoje como aproximadamente 13,7 bilhoes de anos é dada como a idade definitiva do universo mas na verdade este numero é a medida do desvio para o vermelho de uma super nova do tipo 1a que é conhecida como luz padrão pois se sabe exatamente a quantidade de luz que ela emite! Se outra super nova do tipo 1A for achada e o desvio para o vermelho for maior que a ultima a dar este numero de 13,7 bilhoes de anos, este novo desvio para o vermelho sera a nova idade do universo, ou seja na ciência nada se pode afirmar com certeza absoluta pois com o avanço tecnologico novos dados são adquiridos e portanto novas conclusões, existe no cérebro humano uma grande nescessidade de definições absolutas, mas no entanto a vida e a pröpria ciência nos ensina que nada é definitivo ou absolutamente preciso, vide o principio da impredivisibilidade da posição de um eletron, nós só podemos afirmar que existe uma nuvem ao redor do núcleo de um atomo e que o eletron ou eletrons estão mais ou menos por ali, mas nunca precisamente aonde ele se localiza a um dado momento ! Portanto nossa mente quer explicações definidas, e para provar isto é só um de nós Brasileiros mestiços, sairem do Brasil e viajar por terras aonde não houve muita mistura de etnias ( não raças pois só existe o Homo Sapiens ) e ver a cara das pessoas de lá tentando entender e definir de onde nós somos, pois a cor de pele diz algo, a cor e estrutura do cabelo outra coisa, a estrutura ossea não corresponde exatamente ao de ninguem definitivamente, o formato dos olhos pode dizer mil coisas, e o Gringo fica perguntando de onde exatamente você é, principalmente se a pessoa falar outra lingua perfeitamente !
    A mente humana busca constantemente definição mas na verdade como no exemplo do povo Brasileiro não podemos ter a resposta pois somos compostos de diversas Etnias, e bem misturadas por uns 400 anos ou mais coisa que na verdade só está realmente vindo a acontecer em outros paises por agora !
    Nós sempre nos misturamos desde o inicio, Portugueses, indios, Africanos, Europeus no Geral e por fim Asiaticos ! Podem ate dizer na America que lá é um caldeirão cultural, mas aqui é um caldeirao cultural que acendeu o fogo e esta misturando faz 400 anos ! Por lá o caldeirão só foi aceso e misturado pelos ultimos 40 anos ! Portanto não se espantem se novos dados cientificos vierem a mudar totalmente nossa visão do Universo, eu prefiro assim é menos entediante, tudo muda o tempo todo no mundo, a vida vem em ondas como o mar, num indo e vindo infinito…..já cantava o Lulu Santos !!

  • BMiguel Silva:

    o espaço é infinito… nao existe nada material que o limite em algum ponto.

  • Rone100theone:

    “””Não sabemos ainda, conclusivamente, se o universo é infinito ou se terá um fim, mas sabemos que teve um começo: o Big Bang, há 13,7 bilhões de anos”””.. Estão chutando dizendo que sabem que foi a 13,7 bilhões o inicio.. pode ter sido há MUITO MAIS. Na minha opinião tambem não ocorreu em um UNICO ponto.É ilógico. Como toda a materia e energia do universo estaria estagnada em um UNICO ponto? E ainda: a MATERIA E ENERGIA ESCURAS que nem conhecemos o que exatamente são??

    • Joao Victor:

      bem pelo oq sabemos antes do big bang nao existia espaço nem tempo nem leis da fisica então era possivel guarda tudo em um ponto menor que um atomo !!e Infinitamente Quente. eu digo nao existia espaço nem tempo pq a energia que nele contia podia facilmente distorcer toda a realidade

  • Alberto Campos:

    Eu comparo universo a um oceano. Ambos têm muitas partículas em seu meio. Sabemos que o espaço não é vasio. Ele está cheio de partículas, como hidrogenio, poeira cósmica, outros gases, etc em muito baixa pressão (quase um vácuo). O vácuo perfeito não existe em nosso universo. Sendo assim, se voce colocar vários leds acesos em diferentes profundidades, vai ver que os mais profundos são vistos da superficie iluminando menos. Isto não quer dizer que os leds estão se afastando, embora dê impressão que estão. É isto que acontece com o universo (suposição minha). Por isto eu acredito que o universo não se expande e a energia escura não existe.

  • Andre Luis:

    Creio que logo logo, será capturado um ponto do universo ainda mais longinquo que este. Então, quanto mais longe se enxerga, mais passado é observado. Sendo assim, então um dia poderemos fotografar algo do big bang? Isto é bem curioso! Esta imagem é maravilhosa!

  • Alberto Campos:

    Foto de 13.4 bilhões de anos luz. A esta distancia o efeito redshift deveria fazer as galáxias serem vermelhas, infravermelhas ou mesmo nem mesmo serem vistas, devido a distância de 13.2 bilhões de anos luz. O mais interessante é que se vê galáxias de várias cores inclusive azul, indicando uma gaáxia bem proxima a nós. Se coloriram para se tornar mais visives, deveriam ser todas da mesma cor. Me ajudem aí.

  • Murilo Mazzolo:

    Mas pera… se o Hubble fotografou uma galáxia que está a 13,2 bilhões de anos-luz, então a imagem dela, é de 13,2 bilhões de anos atrás?? Caramba!!! kk’

    • Duda Weyll:

      Isso é engraçado mesmo, só temos o eco da existência, não sabemos se ainda existe.

      Igual a algumas estrelas gigantes que podemos ver a olho nu, com uma magnitude razoável; a luz está lá, mas em algum caso não se sabe se a estrela já se tornou supernova.

      Betelgeuse é um caso, 640 anos-luz e aparenta estar no limite para o colapso (só saberemos que morreu 640 anos depois dela morrer). xD

    • Bruno Martins:

      E pra isso tinha que ter um telescópio inventado pelo seres humanos a 13,2 bilhões de anos luz , e a todo esse tempo já existia tecnologia ?

    • Cesar Grossmann:

      Bruno, você sabe como é que funciona o Universo? Você sabe que a luz tem uma velocidade, e o que vemos sempre é algo que aconteceu no passado, e quanto mais distante, mais no passado?

  • Glauco Ramalho:

    Esse é o ponto mais distante que a atual tecnologia consegue enxergar. Garanto que se fizessem um telescópio que enxergasse o Universo a 100bi de anos, iria continuar a ver mais e mais galáxias e nunca iria encontrar o ponto onde teria ocorrido esse ilusório “Big Bang”.

    • Gargwlas Gargw Gargwlas:

      porque segundo o Maccney isso é verdade?? kkkkkkk

      cara na boa até acho q esse cara pode ta certo em uma coisa ou outra.. ou talvez tudo… mas vc ta muito b.i.t.o.l.a.d.o nele

    • Glauco Ramalho:

      Não, o McCanney nunca falou sobre isso. Eu estou falando pq sou mais velho que o Hubble e conheço bem a história do telescópio mais novo.

Deixe seu comentário!