Por que o céu é escuro à noite?

Por , em 2.10.2012

O universo sempre foi um mistério para o ser humano e, para quem melhor compreendia o mistério, um mistério maior. E o mistério às vezes aparece na forma de uma pergunta desconcertante e enganadoramente simples, como “por que o céu é escuro à noite?”.

Por trás de uma pergunta tão simples esconde-se outra, muito maior: o universo é infinito, eterno e estático? Como é que podemos saber isto?

Logo após Copérnico criar sua revolução dos mundos, essa pergunta surgiu, resultado de um raciocínio simples: em um universo que é infinitamente antigo e infinitamente grande, devem existir infinitas estrelas, e para onde o seu olhar apontasse, encontraria uma.

Se fosse assim, então o céu deveria ser tão brilhante quanto o sol, e não deveria haver escuridão. As respostas possíveis eram que o universo não era eterno ou não era infinito, ou não era nem eterno nem infinito.

A pergunta ganhou um nome: “Paradoxo de Olbers”. Você pode ver no vídeo abaixo uma versão moderna deste paradoxo, e qual a resposta que os astrônomos tem para esta pergunta. Se você tem dificuldades em entender o inglês, clique em “ativar legendas” e aproveite a tradução para o português (que está muito boa):

É fascinante como uma pergunta que parece tão boba acaba por ajudar a revelar um dos mistérios do universo, e a responder uma pergunta bem mais profunda (depois de 500 anos…).[Bad Astronomy]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

5 comentários

  • Antonio Queiroz Manetta:

    o céu é escuro pois muitas vezes essas estrelas estão tão longe que a luz dela não chegou aos nossos olhos.

  • raquel gonçalves:

    Acontece porque para se ver luz, esta tem que se refletir e os corpos que não tem luz própria não refletem o suficiente para se poder ver, porque estão longe e o reflexo é fraco para chegar até nóspelo espaço. O mesmo se passa com as estrelas, mas nestas, como emitem luz, só se vê a que chega até nós, o “resto” só se refletir em algo. Por isso o ceu é escuro, não há reflexão constante que mantenha tudo “aceso”. Não tem nada com infinito ou finito. Há factos que ainda se desconhecem e parte-se de permissas que são pre´concebidas e por isso procura-se com o que se sabe, respostas como finito e infinito.

  • Rodrigo Roma:

    E se o universo for infinito e eterno, mas não for estático? Ou seja, apesar de infinito e eterno, haver um número finito de estrelas. Isso não seria razoável?

  • Andre Luis:

    Eu não conhecia este paradoxo. Muito interessante esta ideia. Então, isto reforça a ideia de que o universo tem um limite, pois se tivesse um tamanho infinito, ficaria todo claro para nós da Terra. Mas claro que existem vários outros fatores quando se fala dos limites do universo e a sua expansão.

  • Alberto Campos:

    O Paradoxo de Olbers, pode ser explicado também como sendo causado pela poeira cósmica do universo. Sabemos que o universo está inundado de poeira cósmica e isto seria como lampadas de leds megulhadas no mar. A noite voce veria as lampadas cada vez mais fracas a medida que se afastassem da periferia. Após uma certa profundidade não seriam mais visiveis. É como ocorre agora no céu de nosso universo. Não é necessário que ele se expanda. Isto acontece com a distancia de nós e com a inteferencia da poeira cósmica.

  • Renato Almeida:

    Pq o ceu anoite é escuro ? pq ele nao é claro .

Deixe seu comentário!