Estamos “involuindo”? Humanos estão perdendo capacidade intelectual e emocional

Por , em 13.11.2012

Há quem pense que as novas gerações estão mais estúpidas do que nunca. Embora seja difícil dizer com certeza se estamos mesmo ficando menos inteligentes, uma nova teoria, bastante controversa, afirma que os humanos estão vagarosamente, mas definitivamente perdendo capacidades intelectuais e emocionais.

Dr. Gerald Crabtree, da Universidade Stanford (EUA), baseou sua teoria no fato de que a inteligência “superior” humana (em
relação a outros animais)
foi resultado de uma enorme pressão evolutiva. A inteligência e comportamento humanos exigem, portanto, o funcionamento ideal de um grande número de genes.

Essa complicada rede de genes que supostamente nos dá a grande vantagem em relação a outros seres vivos é suscetível de mutações que, sem a manutenção de uma enorme pressão evolutiva, tendem a nos “emburrecer”.

Crabtree acredita que o desenvolvimento de nossas capacidades intelectuais e a otimização de milhares de genes de inteligência provavelmente ocorreram em grupos dispersos de povos, antes de nossos ancestrais surgirem na África.

Nessa época, a inteligência era crítica para a sobrevivência, por isso uma imensa pressão agindo sobre os genes necessários para o desenvolvimento intelectual levou a um pico da inteligência humana.

A teoria de Crabtree é que, a partir desse ponto, a inteligência humana provavelmente começou a lentamente perder terreno.

Depois da agricultura e, consequentemente, da urbanização, passou a haver menos seleção natural para os “mais inteligentes”.

Com base em cálculos da frequência com que mutações prejudiciais aparecem no genoma humano e no pressuposto de que 2.000 a 5.000 genes são necessários para sustentar nossa alta capacidade intelectual, Crabtree estima que dentro de 3.000 anos (cerca de 120 gerações) todos nós teremos sofrido duas ou mais mutações prejudiciais para a nossa estabilidade intelectual ou emocional.

Crabtree argumenta que a combinação de uma menor pressão seletiva e um grande número de genes facilmente afetados por mutações está “corroendo” nossas capacidades intelectuais e emocionais.

Porém, ele também argumenta que essa perda de inteligência é muito lenta e, a julgar pelo ritmo acelerado de descoberta e avanço da nossa sociedade moderna, tecnologias futuras poderão apresentar soluções para o problema.

“Acho que chegaremos a compreender cada uma das milhões de mutações humanas que possam comprometer nossa função intelectual, e como cada uma delas interage com umas as outras e com demais processos, bem como suas influências ambientais”, diz. “Então, seremos capazes de corrigir qualquer mutação no nosso organismo, em qualquer estágio de desenvolvimento. O processo brutal da seleção natural será desnecessário”, opina.[MedicalXpress, NaturalNews, imagem]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

60 comentários

  • Jane N:

    Ao passo que desenvolvemos artifícios para facilitar nossas vidas, entramos em declínio evolutivo, pois nossas dependências na era da tecnologia nos transportam ao comodismo, fazendo com que deixemos de criar para apenas utilizar o já pronto. Com isso, deixamos de utilizar nossa intelectualidade, e por fim emoção.

  • Shilik@:

    Quando nos falamos de QI logo se atribui a inteligência humana a matéria, porquê será? Será que a educação espalhada pelo mundo não consegue nem um pouco entender o processo encarnatório do espírito, ou será que esse campo está a disposição de poucos. Fazer comparações entre humanos e animais é um absurdo, mesmo sabendo que os animais também progridem. Para aqueles entendidos no campo espiritual como avaliar a inteligência de um espírito em sua primeira encarnação na terra. Começa do zero e vai progredindo lentamente e assim sucessivamente. Agora, dependendo do tipo de moléstia ela até pode nos atrapalhar em nosso processo intelectual, porém não se pode atribuir que o gene é que faz a diferença na inteligência.

    • Shilik@:

      Caro Astolfo,
      Não sei a que regiolidade pertences, mas pelo que posta é bem provável que não tenha conhecimento espiritual, pois não sou kardecista e sim umbandista a quase 40 anos. Logo, fica difícil de entrar num entendimento devido a sua apedeutisse e, sendo assim, talvez algum dia você se encontre com a realidade, pois se acreditares que a sua inteligência está ligada ao seu gene meus parabéns. Nunca podemos atribuir nossa inteligência a nossa matéria, mesmos que a gente tenha os genes alinhados, porque que quem pensa é o espírito, pois a matéria é veículo. Já que achas que eu profanei, então entenda isso: Num pc o que faz a diferença nele é o seu SO, mesmo que tenha tamanha robustês, pois os cálculos e as tarefas são realizados pelo o sistema. Assim sendo, mesmo que o PC tenha alta capacidade, isso não irá influir no processo. Matéria/Hardware e Espírito/software. Isso não é comparar, mas foi a maneira que encontrei para te demonstrar Sacou! Agora achar que estamos perdendo nossa capacidade de inteligência isso é no mínimo curioso…. Alguns animais tem a sua inteligência e até melhoram muito junto do homem.

  • Costa:

    EduG
    1)Este não é um site ‘científico’, mas um blog que explora assuntos científicos.
    2)Quanto à ‘inteligência’, não tenho dúvidas que os animais que chamamos de ‘irracionais’, dão de 10 a 0 nos humanos.

  • Marcio Fangs:

    Já tinha notado isso há muito tempo.Basta observar a incapacidade intelectual típica do brasileiro,principalmente do Norte e Nordeste,e o fato estará explícito até para os menos observadores.A idiotice é produto Nacional.Notamos da mesma forma esse detalhe na mesma incapacidade com que a grande maioria dos governantes mostram a mais pura falta de capacidade administrativa e falta de bom senso.Isso se relaciona com este fato também.

    • José Nakata:

      Estamos agregando mais informações a cada segundo de nossas vidas, e consequentemente ” EVOLUÇÃO” para o bem e o mal. Mas precisamos saber onde queremos chegar com toda essa informação, pois somos um povo com mais de 6 bilhões e cada um com uma expectativa, sendo dessa forma criando desencontros e provocando situações de involuções em todas os níveis, por isso acho natural que haja este tipo de estagnação, pois a humanidade deu um ” salto ” tecnológico em menos de 200 anos fazendo com que tudo isso fosse digerido apenas pela elite.

  • John jones:

    logo logo a humanidade sera extinta e ja sei a causa!

  • Saprugo:

    A maior prova da “involução” do ser humano está aquí no Brasil: o funk carioca, que se alastra como praga nos centros urbanos!!

  • Danilo Oliveira:

    Ué. Tem alguém que duvida disso?

  • Gargwlas:

    descordo….. porque a nossa inteligencia nao é só emocional ou intelectual…

    a humanidade caminha para isto mesmo… mas por outro lado o raciocinio logico nota-se um avança.

    penso eu que seja devido a nossa cultura atual, mas acredito tambem ser uma mudança importante no mundo atual

  • Rafael3:

    Eu discordo, porque nem sempre que a pessoa trabalha sobre pressão fica inteligente. Veja os exemplos que passa na televisão sobre o povo de Israel, eles vivem sempre brigando desde da época de Moisés quando este libertou Israel do domínio do Faraó. No entanto Israel não demonstra ser inteligente.

    • Alfonso Uslar:

      Percebe-se que a teoria tem embasamento…

  • Lucas Noetzold:

    Ainda tenho algumas dúvidas, não quanto a se a devolução acontece, mas sim se já estamos notando os efeitos desta ou o se a “preguiça mental” que vemos hoje é resultado do próprio ambiente social (como na idade media, das trevas).

  • Lucas Noetzold:

    Certamente. Mas a devolução em questão não é ética (já que esta não depende necessariamente da inteligência) e sim na capacidade de raciocínio lógico.

  • Gloria Ben:

    Catarina q o diga!!!Tai a moça q se vende e se intitula q ñ é prostituta porque um japones pode pagar uma bolada pelos seus dotes virginais, isso prova q realmente estamos devoluindo e ainda queremos justificar a nossa devoluição humana fazendo o povo engolir goela abaixo os falsos puritanismo.Com falsos moralismos q o dinheiro compra, e bem comprado, foi-se o tempo de valor das pessoas, carater é confundido c\ poder aquisitivo.

  • luysylva:

    veja o lado bom das coisas, pelo menos quando eu me apaixona é só dar uma porra na cabeça e arrasta-lá pelos cabelos, como os neandertais.
    cuidado ! Natasha Romanzoti, eeee brincadeira hehehhe!

  • luysylva:

    se isso for verdade, voltaremos então a idade da pedra, viveremos de novo nas flores e cavernas hehhhe

  • João Alberto:

    Bobagem!! O mundo de hoje é muito infinitamente mais complexo que o mundo à época dos homens das cavernas!! Hoje sim, há uma pressão seletiva para sermos mais inteligentes!!

    • Costa:

      João Alberto,
      Então porque não somos mais inteligentes?
      Ou será que você acha que somos mais inteligentes?
      Quais são os parâmetros utilizados para chegar a tal conclusão?

    • João Alberto:

      Sim, somos mais inteligentes. Basta observar as novas gerações. Antes mesmo de serem alfabetizadas já dominam tecnologias mais que muitos pais. As crianças de hoje em dia tem infinitamente mais estímulos que crianças de gerações anteriores, o que acarretará num maior desenvolvimento intelectual.

    • Costa:

      João Alberto,
      Então por favor me diga o que é ‘inteligência’?
      Dominar tecnologias é ser mais inteligente?
      Quem disse que isso acarretará num maior desenvolvimento intelectual? Isso é chute.
      A minha geração dominou algumas tecnologias que meus avós nem conheceram e nem por isso somos mais inteligentes que eles.

    • Saprugo:

      Nunca ví geração de jovens mais estúpidos, fúteis e sem valores familiares quanto os de hoje!! Treine chimpanzés e até eles podem ligar um computador, fazer login no Windows, abrir um browser e navegar na internet. Os que trabalham atualmente com o desenvolvimento de tecnologia e ciência podem até ter uma vantagem nas áreas do conhecimento pelo acúmulo de informações, teses, experimentos, etc. (que aliás teve contribuição de todas as épocas), mas a grande massa dos jovens atualmente são quase retardados, basta dar uma olhada nas mídias sociais o conteúdo do que escrevem e como escrevem.

  • jodeja:

    Inteligência é uma coisa, sabedoria é outra. Uma pessoa muito culta e inteligente nem sempre tem a sabedoria de um matuto que nunca frequentou escolas, mas, tem a capacidade de resolver, lá no mato, qualquer problema, que lhe apareça.

  • wagner.dtr:

    Aviso aos navegantes: o conceito científico de evolução não é algo que, obrigatoriamente, implica numa melhora das características dos seres vivos.

  • leandro ballbino:

    cara eu mi irrito com esse papinho de nazista de seleçao natural desde quando nos abandonar num ambiente ostil sobre todo tippo de interperiz vai fazer bem pra alguem oque nos deixa mais inteligente ou nao ‘e estimular nossas mentes ser bem nutrido num ambiente propicio nao o contrario oque os animais sempre fizeram foi apenas si adapdar ao ambiente com mutaçoes controladas nao um um show de mutaçoes acidentais aonde estao as mutaçoes acidentais que tiveram que ocorrer para estarmos aqui diante da seleçao natural o mundo era pra ser um verdadeiro circo dos horrores si fosse assim esses cientista sao tao babacas com teorias toscas sem base que nao inxergam um palmo na frente da testa ainda querem influenciar a sociedade com esse nazismo cientifico debimental de sempre

    • wagner.dtr:

      Considerando-se o crescente aumento de pessoas que não se interessam nem mesmo em aprender a escrever um texto respeitando-se, pelo menos, a pontuação; eu começo a desconfiar mesmo que estes cientistas estejam com toda razão.

    • Nathália Simões:

      Parei de ler ao chegar na palavra “interperiz “.
      Concordo com você, wagner.dtr

  • Cezar novais:

    ainda esse papo de evolução? galera estamos na era da tecnologia avançada,e ainda esse papo de evolução? evoluam pelo amor de Deus!

  • Valdeir:

    Hoje os mais inteligentes tem pouco ou nenhum filho. Já os que agem por instinto(os que tem menos capacidade intelectual) tem 10 filhos ou mais.

    Isto provoca uma involução rápida e não lenta. Daqui a poucos anos vamos substituir a democracia por idiocracia. O mundo será um caos, onde aviões não voarão, a poluição será de matar, a agua será contaminada e teremos muito menos pessoas aptas a resolver problemas.

    Além disso o PCB (policloreto de bisfenil) causa uma mutação nos filhos daqueles contaminados com este produto. A mutação destes filhos é ter QI bem inferior aos pais. Vide o vídeo TVESCOLA – Lições Não Aprendidas. O pior é que o mundo inteiro foi contaminado com este químico, e muitos países medem o teor de PCBs para determinar se servem para o consumo.

    O flúor também é outro retardante mental. Quanto maior o seu nível de contaminação maior sua burrice. O pior é que a proteção anti-cárie é duvidosa, pelo contrário, flúor pode até quebrar o seu dente por fluorose dentária.

  • Devid Henrique Pereira Dos Santos:

    Mas o que ainda me intriga em relação a essa teoria, é que tipo de inteligencia ela se refere.

  • Cássio Mello:

    Como assim “menor pressão seletiva”?
    Antigamente, trabalhar era praticamente utilizar os músculos em lavouras ou linhas de produção (que era atividades comuns na época), agora tu precisa estudar por 20 anos, passar em rigorosas seleções de emprego e ter um currículo impecável para conseguir algum trabalho bom o suficiente…
    Se isso não é seleção natural, não sei o que pode ser…
    Analisem as grandes invenções da humanidade até agora, a informática por exemplo evolui exponencialmente. Isso é porque temos menos inteligência que as gerações passadas?
    Os problemas são a seleção natural que nos força a pensar, buscar melhorias e inventar novas coisas, e isso só tende a aumentar…

    • Costa:

      Cássio Mello,
      1-“Estudar 20 anos e passar em rigorosas seleções?”
      Então porque o Lula chegou à Presidência da República sem nunca ter estudado e sem fazer nenhum teste de seleção?
      2-“Analise as grandes invenções da humanidade. A informática evoluiu exponencialmente.”
      Agora me diga qual dessas grandes invenções contribuiu para o melhoramento do caráter da humanidade. A informática evoluiu exponencialmente porque pode se transformar rapidamente em produtos de marketing e não porque torna o homem melhor ou mais inteligente. Até pelo contrário. Quanto mais tecnologia mais se emburrece.

    • Saprugo:

      Concordo plenamente Costa, o facebook, twitter, instagram e orkut são provas de que quanto mais tecnologia à sua disposição, mais o homem se torna fútil e estúpido.

  • Gautamann:

    Alimentação, mudanças climáticas, estressessss moderno, falsa sensação de felicidade…. Tudo isto contribuiu para a atual nao realidade, sendo assim, a realidade humana. Se é que podemos sermos chamados também de humanos! Boa sorte pra todos Nós!
    Fui!!!!!!!!!!!!!!!!! Alias ADEUS!

  • franobre:

    Talvez isso explique o fato de não conseguirmos contato com outros seres inteligentes no universo. Ou seja, a evolução ou devolução em outras localidade ocorram de forma mais rápida, e nossos pretensos parceiros inteligentes, tenham emburrecido de tal forma que se fecharam em copas, não conseguindo mais comunicar-se nem entre eles próprios. Vai saber!

  • Johny Tedezqui Rodrigues:

    A gênesis não aconteceu uma vez; ela ocorre AGORA, a cada instante, a cada concepção que temos sobre momento! (e isso é científico) Em meados de 70, já se discutia: “O que é inteligência?” ou “É melhor memória do que inteligência”. Atualmente, já se sabe que somente testes de QI’s não significam níveis de inteligência, e, para ilustrar, já foi provado que muitos portadores da Síndrome de Down são mais hábeis e capazes em determinadas situações do que muitos seres humanos geneticamente normais. Com as miscigenações, uma nova raça de humanos “melhorada” poderá aparecer no planeta – quem sabe, ser idiota é melhor que ser o ridículo que somos.

  • Juliano Bueno:

    Pra mim o quadro é claro: a modernidade tem pausterizado o comportamento humano. Nenhuma pessoa comum hoje é curiosa e vital como eram os gregos antigos. Eles tinham energia vital que a vida moderna não nos permite ter. Seguimos scripts, não temos tempo, não conseguimos nos relacionar profundamente por que tudo é tão superficial quanto uma propaganda de sabão em pó. É a consequência do capitalismo,do consumismo, onde tudo se tornou um produto para consumo rápido, incluindo ai as relações humanas.

    • João Alberto:

      Na Grécia antiga era pior. Avançado em alguns aspectos ainda tinha a escravidão que limitava o seu desenvolvimento. Eles chegaram muito perto de uma revolução industrial, tinha o conhecimento, mas as máquinas a vapor era só curiosidades de inventores. Por existir a escravidão, não via um potencial prático nesses conhecimentos.

    • Juliano Bueno:

      cara, realmente esses fatos que vc citou são concretos, mas não é este o ponto. Talvez nesse ponto a escravidão tenha sido até uma vantagem, pois deixou a mente dos gregos livre para pensar.

  • Josney Rupel:

    Realmente é o meio ambiente que molda o ser humano. O que o Dr. Gerald Crabtree não explicitou ou não visualizou é que as novas gerações parecem estar cada vez mais estúpidas pelo motivo da alienação promovida pela religião, no seu início, mídia convencional e educação. Ainda pesquisas mostram que químicas contidas em produtos industrializados estão provocando retardamento mental, além de câncer e infertilidade. Estamos metidos em um guerra comercial em que o objetivo é lucro acima de tudo.

  • Elizeu Moreschi:

    Os genes estão procurando sobreviver. Se os burros estão sendo mais bem remunerados, são mais saudáveis, enfim, mais apto a sobrevivência, que assim seja.

    Isso é seleção natural. Viva Darwin!

  • Elizeu Moreschi:

    Ser racional é uma de nossas características que nos difere dos outro animais. Por algum motivo essa característica foi sendo naturalmente selecionada até que nós alcançamos o estágio de hoje.
    A evolução (seleção natural) é fria e segue a vontade dos genes. Você se sente atraído por aquela menina feia, que usa óculos remendado com durepox, que não tem nenhuma vaidade mas adora a leitura e conhece tudo sobre física, química e biologia? Você dispensa qualquer homem esportista saradão, de olhos lindos, cheiroso, cheio da grana mas não sabe nem ao menos ler ou falar sua língua perfeitamente, para se casar (acasalar) com um nerd pesquisador esquisito e sem dinheiro? Ótimo! Você está garantindo o futuro intelectual da humanidade.

  • Éber Anacleto:

    Acredito que há uma manipulação das massas, a sociedade está ficando emburrecida de propósito.
    Os alimentos, a poluição, as músicas estão deixando nossas mentes mórbidas. E tudo isso claro, tem algo futuro para ser assim, uma grande manipulação das pessoas uma sociedade mundial que aaceita tudo que é dito e feito.

  • Horacio Acosta:

    O ser humano não está perdendo capacidade emocional ou intelectual. A capacidade está latente em todos os humanos. Alguns estão abrindo mão de valores tais como ética, solidariedade, preservação ambiental, altruismo… Esse tipo de humano pode alcançar o “sucesso” e se aproximar de seus similares. Aí é que funciona a seleção natural. Uma família desse tipo vai dar origem a uma “raça” que vai cada vez mais, fisica e culturalmente aprimorando essas qualidades. Outros humanos aprimoram sua escala de valores visando projetos de longo prazo para o planeta e seus habitantes. Da mesma forma, famílias desse tipo geram indivíduos de “outra raça”. Cada vez mais esse contraste dicotomico vai se tornar presente. O tempo dirá se os humanos como um todo estão evoluindo ou não. Quem viver verá.

  • Shilik@:

    Eu não consigo acreditar que em pleno século, estudiosos, cientista e outros não conseguem separar matéria e espírito. Como atribuir a nossa inteligência à uma gama de genes! Nossa capacidade de aprendizado só é atrapalhada com o nosso cérebro apresenta de fato algum problema. Fora isso, a inteligência deve ser atribuída ao nosso EU, ou seja; ao espírito encarnado na matéria. Não pense quem fuma isso ou aquilo ou mesmo bebe, mata, rouba, trai, engana seja atribuição da matéria, fala sério……

    • Lucas Noetzold:

      é atribuição do ambiente onde vive…

  • Renato de Souza:

    Tirinha: “Dr, estamos ficando mais burros!” “vamos arrumar um jeito, antes que seja tarde demais. – Sent from my iphone ” HA-HA

  • Thales Guill:

    Esse artigo esta meio estranho

    Veja, o principio da evolução é que já existiam uma girafa de pescoço comprido e outra de pescoço longo, e por meio da seleção natural a mutação que melhor se encaixava prevaleceu…agora a idéia é que as mutação nao são causadas pela necessidade, elas aparecem e sao meramente fiotradas… tendo isso em mente, como o autor do artigo pode dizer que evoluimos no intelecto e podemos desevoluir devido a pressao natural da evolução? nao faz muito sentido

    • Lucas Noetzold:

      Uma mutação também pode ser a perda de uma característica genética, então, quando não temos a extrema necessidade por inteligência da seleção natural, acabamos por perder genes que ajudam e ganhar genes que atrapalham, mas ainda assim manter-se vivos, portanto devoluindo (quando considera-se evolução a melhoria de características nos padrões de objetivo humanos).

    • Costa:

      Nada faz muito sentido quando se considera a Teoria da Evolução.

  • Lucas Noetzold:

    Vi isso em mim desde que comecei a estudar historia. Mas que solução há para isso? (sem contar as antiéticas como botar a seleção natural em funcionamento novamente)

  • João Santanna:

    A seleção natural continua. Hoje selecionamos os mais átipos e capazes em todas as ramificações de trabalho humano.
    Esta seleção é tão ou mais cruel do que a do texto acima.

    • garretereis:

      Tem certeza? Vejo muito profissional desqualificado, mas barato, indo bem nas empresas. Sem falar nos garganteiros bajuladores, q chegam longe por babar o ovo dos chefes…

    • Elizeu Moreschi:

      Imaginem se a grande maioria dos seres humanos inteligentes, quem ia trabalhar para mantê-los?

    • arturo:

      hahaha!!! este filme é o maximo!

Deixe seu comentário!