Leite integral engorda? Não, ele ajuda a manter o peso

Por , em 16.02.2014

A desconfiança de que o leite integral engorda é frequente e cada vez maior. Mas, alguns estudos estão mostrando que essa história não passa de u

Não é preciso ser um chef de culinária para saber que misturar o achocolatado em pó no leite integral dá outra vida à bebida, quando comparado ao leite desnatado. A mesma relação acontece quando comparamos o iogurte natural desnatado ao cremoso iogurte grego. Porém, não é todo mundo que se joga nos braços dessas gostosuras com medo do reflexo que elas podem ter na balança – e na saúde.

Afinal, leite integral engorda?

A razão pela qual aprendemos a limitar a gordura de laticínios parece bastante simples: as calorias extras que vêm com a gordura são ruins para nossas cinturas. Mas, e se ela não for o terror das dietas como fomos levados a acreditar? Novas pesquisas sugerem que este pode ser o caso.

Dois estudos recentes concluíram que o consumo de laticínios integrais está ligado à redução da gordura corporal. Em um deles, publicado no “Scandinavian Journal of Primary Health Care”, homens de meia-idade que consumiam leite, manteiga e creme de leite com alto teor de gordura eram significativamente menos propensos a se tornarem obesos em um período de 12 anos, em comparação com os homens que nunca ou raramente consumiam laticínios ricos em gordura.

É isso mesmo. Os consumidores dos integrais se saíram melhor quando o assunto foi não ganhar peso. “Eu diria que é contraintuitivo”, opina o vice-presidente executivo do Conselho Nacional de Laticínios dos Estados Unidos, Greg Miller.

Já o segundo estudo, publicado no “European Journal of Nutrition”, é uma meta-análise de 16 pesquisas observacionais. Ainda que houvesse uma hipótese de que os leite integral engorda, bem como outros laticínios ricos em gordura contribuíam para a obesidade e o risco de doença cardíaca, os revisores concluíram que as evidências existentes não sustentam esta hipótese. Na verdade, descobriram que, na maioria dos estudos, o alto teor de gordura foi associado a um menor risco de obesidade.

“Nós continuamos a ver mais e mais dados que mostram que o consumo de produtos lácteos integrais está associado à redução da gordura corporal”, garante Miller.

Apesar disso, ainda não está claro o que poderia explicar esse fenômeno. Muita gente aponta para o fator saciedade. Os níveis mais elevados de gordura em laticínios integrais podem nos deixar mais satisfeitos mais rápido. A explicação também pode ser mais complexa. “Podem haver substâncias bioativas na gordura do leite que estariam alterando o nosso metabolismo de forma que nos ajude a utilizar a gordura e a queimá-la para obtenção de energia, em vez de armazená-la em nossos corpos”, aponta o pesquisador.

De qualquer forma, essa associação entre mais gordura de laticínios e menor peso corporal parece também acontecer com as crianças. Um estudo publicado ano passado na revista “Archives of Diseases in Childhood”, uma publicação irmã do “British Medical Journal”, concluiu que o leite com baixo teor de gordura, que não reduz a absorção de calorias e aumenta os níveis de triglicerídeos, era associado ao maior ganho de peso ao longo do tempo. “Isso realmente nos surpreendeu”, contou o autor do estudo, Mark DeBoer, pediatra da Universidade de Virginia.

E agora?

As opiniões divergem quanto a que tipo de produto devemos consumir. As recomendações que levaram ao boom de laticínios desnatados, em parte, nasceram da preocupação à respeito do colesterol, já que produtos lácteos integrais são relativamente ricos em gordura saturada. E comer muita gordura saturada pode aumentar o risco de doença cardíaca. Isto leva muitos especialistas a concordarem que adultos com colesterol alto devem continuar a limitar a gordura que vem do leite.

Contudo, está cada vez mais claro que há benefícios nos laticínios com mais gordura, pelo menos para alguns consumidores. Além da associação ao peso corporal, o leite integral orgânico contém ácidos graxos benéficos, o ômega-3.

Então, é bom ficar atento. Apesar de parecer uma descoberta boa demais para verdade, estudiosos continuam pesquisando como a gordura do leite pode ajudar as pessoas a controlar seu peso. [NPR, Life Hacker, Time]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

3 comentários

  • Rafael Felipe:

    Acho que se a indústria utilizar o subproduto do leite desnatado (gordura) para fabricar outra coisa, e dessa forma, aumentar os lucros. Tá bem explicado o motivo de existir leite desnatado e pesquisem que comprovem seus benefícios.

    • Cesar Grossmann:

      O problema é que o que nós compramos como “leite integral”, já é o resultado de um processamento e retirada de gordura, que deixa o leite com o mínimo necessário para que ele possa ser rotulado como “integral” (3%), processo chamado de “padronização”. Não é muita coisa, já que a gordura do leite varia entre 3% e 4% quando sai do úbere da vaca, mas…

    • Liixo Um:

      A gordura do leite já é usada para fazer manteiga e creme de leite.

Deixe seu comentário!