Algo incrível rodeia esta galáxia

Por , em 6.08.2016

Conheça o Olho de Hórus, um sistema de galáxias recém-descoberto que esconde algo incrível nos redemoinhos nebulosos de luz que o circundam: uma lente gravitacional que nos permite observar galáxias ainda mais distantes e antigas.

Hubble flagra quasares funcionando como lentes gravitacionais

O novo sistema de galáxias foi descoberto pelo Observatório Astronômico Nacional do Japão usando o telescópio Subaru no decorrer de uma pesquisa maciça do espaço profundo. Durante uma sessão para estudantes de astronomia, a galáxia foi identificada por sua aparência incomum. Além da galáxia que você pode ver no centro da imagem acima, na verdade existem várias galáxias que aparecem como luzes ao redor do centro da principal galáxia.

Galáxia recém-descoberta é tão grande que funciona como lente de aumento

Nós podemos ver as galáxias mais distantes devido ao efeito de lente gravitacional. É o mesmo fenômeno responsável por nos fazer ver as imagens de aglomerados de galáxias no espaço profundo através do telescópio Hubble. A forte gravidade de múltiplos aglomerados de galáxias torna o espaço ao seu redor curvo, o que significa que a luz ao seu redor também dobra. Isso cria uma “lente zoom” para o espaço que podemos combinar com o poder de telescópios como o Hubble para enxergar de forma incrivelmente profunda e distante no espaço.

Galáxias individuais

O fenômeno ocorre com galáxias individuais, também. Quando uma galáxia tem uma gravidade forte o suficiente para dobrar o espaço em torno dela como uma lente, ela pode pode refletir uma galáxia que está por trás, de modo que ela inicialmente parece ser parte da própria galáxia. Isso é o que está acontecendo no Olho de Hórus, exceto que há duas galáxias separadas, criando duas reflexões separadas. Você pode vê-las neste diagrama:

diagrama olho de hórus

Selecionamos 25 imagens para celebrar o aniversário do telescópio Hubble

O resultado final deste efeito é que ambas as galáxias – uma a 10,5 bilhões de anos-luz de distância e outra a 9 bilhões de anos-luz de distância – se refletem em anéis diferentes. Embora muitas galáxias possam refletir uma única galáxia por trás de si, a capacidade do Olho de Hórus de refletir várias galáxias é rara. Pesquisadores da NAOJ têm a esperança de encontrar ainda mais exemplos desse fenômeno conforme continuam as pesquisas. [Gizmodo]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 4,33 de 5)

Deixe seu comentário!