LHC irá, finalmente, recriar o Big Bang em laboratório

Por , em 7.11.2010

Em novembro, pesquisadores vão tentar criar uma versão miniatura do “Big Bang”. Desde 2009, os cientistas tentam entender a natureza fundamental da matéria, através da simulação com um acelerador de partículas de alta energia que promove colisões entre prótons.

Os experimentos devem durar quatro semanas. O acelerador de partículas deve passar por quatro experimentos diferentes, e um deles, ALICE, foi especificamente projetado para colidir íons de chumbo.

O objetivo desses choques é investigar como o universo parecia quando nasceu, fornecendo uma visão sobre as condições do universo 13,7 bilhões de anos atrás, logo após o Big Bang. Os cientistas poderão olhar para frações do universo segundo após uma bola pequena, mas muito densa, explodir para criar o cosmos como o conhecemos hoje.

Os cientistas acreditam que foi nessa época que um estado especial da matéria existia, diferente da matéria da qual o universo é formado de agora. Segundo eles, a matéria existe em vários estados. Por exemplo, a água pode ser sólida, líquida ou gasosa. É tudo a mesma coisa, mas em diferentes estados da matéria.

Assim, quando os pesquisadores levam materiais para laboratórios, podem puxar os elétrons dos átomos e encontrar outro estado da matéria, chamado de plasma. Os pesquisadores acreditam que, logo no início do universo, poderia ter existido ainda outro estado da matéria, que os físicos chamam de plasma quarks-glúons.

Para chegar a esse estado da matéria, é necessário fundir eficazmente a matéria nuclear que forma os átomos de hoje, liberando o que estiver dentro, que são os quarks e glúons.

Se os cientistas forem capazes de recriar esse estado da matéria e estudá-lo, podem obter pistas importantes sobre como ela evoluiu para o tipo de matéria que compõe os seres humanos atualmente.

Embora as pequenas bolas de fogo só vão existir por um instante fugaz (menos de um trilionésimo de trilionésimo de segundo), as temperaturas vão atingir mais de dez trilhões de graus, um milhão de vezes mais quente que o centro do sol. Em tal temperatura, mesmo os prótons e nêutrons que compõem os núcleos dos átomos irão derreter, o que resulta em uma sopa densa e quente de quarks e glúons.

As temperaturas e densidades que o colisor pretende criar serão as maiores já produzidas em um experimento.

Anteriormente, os experimentos realizados no acelerador de partículas, com colisões de prótons, foram destinados a outros aspectos da física, tais como encontrar a partícula Bóson de Higgs e evidências de novas leis da física, como a supersimetria. [BBC]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

18 comentários

  • Alberto Carvalhal Campos:

    O LHC é um esmagador de prótons. Para que chocar prótons? Para se descobrir como o universo começou? Não havia necessidade disto. No início de tudo, não existia nada. E foi deste nada que surgiu o tudo. Isto não é ideia minha. É de um cientista. Se não existia nada, para que chocar coisas que não existiam. Isto não tem valor algum. Não existia nenhuma máquina para chocar prótons. Está tudo errado.

    • Cesar Grossmann:

      A rigor, o LHC tenta reproduzir uma situação que aconteceu logo depois do Big Bang, e não o Big Bang em si.

  • Luis Carlos:

    só espero que quando eles tentarem recriar o bigbang eles não acabam criando um buraco negro e acaba matando todo mundo por que eu acho que o LHC te capacidade para isto

  • Hercules Lima:

    Muitos se esquecem de que hackers já conseguiram invadir alguns computadores que controlam os procedimentos do LHC. Quem garante que eles não implantaram suicidamente algo maléfico e oculto para ser ativado em determinado momento e que possa descontrolar e comprometer toda operação, criando algum tipo de reação em cadeia que ponha em risco todo o planeta? E se alguma mente ligado a alienígenas tiver sabotado o projeto? E se algum fanático quiser iniciar o Juízo Final bíblico sabotando o LHC?

  • Rodrigo Paim:

    Existem mini-sóis aqui na Terra, e as pessoas estão com medo do LHC ? Então ta neh […].

    Jose, fome, malária, gripe, tudo isso depende apenas de vontade política

    O mundo não pode parar apenas porque tem problemas que não foram solucionados porque a maioria dos políticos da maioria dos países são estupidos ou corruptos

  • Leonardo Das Neves:

    Se algo der errado nesta temperatura ela pode incendiar a atmosfera e acabar com toda a vida na terra

  • pantaleao:

    QUAIS SÃO AS NOTICIAS DO MINI-LHC QUE FOI EMVIADO AO ESPAÇO?

  • Gabriel:

    Não tem pelo que se preocupar Lucas.A matemática é exata,tenho certeza que eles fizeram todos os calculos possíveis antes de “botar a mão na massa”.

    Abraços!

  • Lucas Miranda:

    “[…]as temperaturas vão atingir mais de dez trilhões de graus, um milhão de vezes mais quente que o centro do sol.”

    Tenho dúvidas se essa temperatura não vai causar nenhum dano mesmo. Já ouvi dizerem muitas vezes que se um pedaço do sol, do tamanho de uma cabeça de alfinete estivesse na Terra todos morreríamos queimados. Não sei se isso é verdade, mas será que as paredes do LHC aguenta tamanha temperatura? Mesmo que seja por tão pouco tempo?

  • Willian:

    Agora a teoria do Big Bang cairá…
    Na minha opinião a teoria do Bing Bang é como a religião, só nos trouxe atrasos.

  • eduardo:

    Concordo com vc Jose51, mas não dá pra pensarmos assim e deixar de fazer esse tipo de evolução científica… muito pelo contrário, acho q só a tecnologia pode resolver as mazelas desse mundo cruel……

    • Vinius:

      Oi legal a maquina nossa talvez quero ser un´s dele

  • Ninja:

    Quem viu o filme Nevoeiro sabe o que vai acontecer…

  • Alex Keher:

    As viagens espaciais têm que evoluir mais rapidamente que a medicina.
    O ideal seria que pudéssemos colonizar pelo menos a Lua e Marte no momento em que pudéssemos prolongar muito a vida humana como indicam as pesquisas com Resveratrol entre outras.
    Imagine um mundo sem doenças em que todos vivem até mais de 200 anos? Seria praticamente um metrô às 17h.

  • Everton:

    Perfeito César!
    Eu ia refutar o que o Jose51 falou, mas depois que li o que você escreveu, apenas escrevi para lhe dar os parabéns.

  • Cesar:

    Não tem como o LHC causar danos ao planeta ou ao Universo. Apesar das imensas velocidades, a energia que cada partícula do LHC tem ao colidir é equivalente à energia que um mosquito usa para voar. Não tem como um evento com tão pouca energia desencadear uma catástrofe.

    José, sobre os problemas enfrentados, a maior parte dos problemas do homem já tem solução, falta vontade política para resolver os mesmos. Ou seja, aquele cara que você votou e que esqueceu depois, ou então aquele cara que foi eleito por outras pessoas, caso você tenha votado branco ou nulo, é o responsável pelas mortes por doenças, fome e miséria. Indiretamente é você, por que foi você que escolheu ele (você e eu e todo mundo que faz parte da sociedade).

    Mas eu tenho a solução, você pode receber quinzenalmente uma mensagem da Câmara dos Deputados contando o que o teu deputado fez ou deixou de fazer, quais projetos ele é relator, quais ele votou, os discursos que fez e as aparições nos jornais da câmara: http://twitter.com/AcompanheSeuDeputado

  • Jose51:

    Eu acredito que o LHC não vá causar dano algum. Acredito também que este medo em torno do que possa acontecer faz parte do marketing. Mas o que mais me impressiona é que o ser humano é capaz de fazer viagens espaciais, está prestes a descobrir a origem do universo e ainda existem pessoas que morrem de malária, gripe, AIDS, câncer, fome…

  • Rogério:

    poxa mas nem vão esperar até 2012? tão querendo adiantar tanto assim o fim do mundo?
    nem tive tempo de ter um feito um filho ainda =/

Deixe seu comentário!