Lista feita por uma mulher com ansiedade ensinando o namorado a ajudá-la em caso de um ataque de pânico se torna viral

Por , em 28.06.2018

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o transtorno de ansiedade é a condição mental mais comum no mundo todo. Até 1 em cada 13 pessoas sofrem com isso.

O Brasil, inclusive, é o país com a maior taxa de pessoas com ansiedade: 9,3% dos brasileiros têm a condição, segundo dados de 2017.

Certamente, ansiedade constante e ataques de pânico podem perturbar a vida de uma pessoa, tornando complicada a realização das tarefas diárias mais simples.

A maioria dos indivíduos que nunca teve problemas de saúde mental, no entanto, tem dificuldade de entendê-los e de lidar com uma pessoa próxima afetada, quando esta passa por um momento ruim.

A lista viral

Foi pensando nisso que a atriz Kelsey Darragh, que possui ataques de pânico e transtorno de ansiedade, compartilhou uma lista íntima que ela escreveu para o seu namorado na internet.

A fim de ajudá-lo a entender sua condição, ela anotou 15 coisas que ele poderia fazer para apoiá-la durante um ataque de pânico. Os itens foram divididos no Twitter e logo se tornaram virais. Darragh afirmou que eles poderiam ser repostados à vontade, uma vez que podem ser úteis a muitas pessoas que sofrem de transtornos mentais semelhantes.

Caso você conheça alguém que lide com os mesmos sintomas, talvez valha a pena conversar com a pessoa sobre como você poderia ajudá-la em um nível mais específico, também, desde que você tenha abertura o suficiente para tanto.

15 coisas realísticas que você pode fazer para me ajudar durante um ataque de pânico:

  1. Saiba que eu estou assustada e não vou conseguir explicar por que, então por favor não surte ou fique irritado comigo.
  2. Encontre meus remédios, se eles estiverem por perto, e garanta que eu os tome.
  3. Exercícios de respiração vão me frustrar, mas eles são vitais. Tente fazer minha respiração sincronizar com a sua.
  4. Faça sugestões gentis de coisas que podemos fazer juntos para distrair meu pânico. Não me diga o que eu tenho que/preciso fazer, e me escute quando eu disser “não” para alguma coisa.
  5. Para pânico dissociativo: me lembre de que isso aconteceu comigo antes, e agora também vai passar! Sempre passa, mas é muito assustador quando está acontecendo, então talvez me diga algo engraçado sobre mim ou sobre nossa vida juntos. Isso vai me fazer rir ou sorrir.
  6. Goles de água podem ser úteis, mas não me diga que eu preciso comer ou beber porque, acredite em mim, eu sinto como se fosse vomitar.
  7. Continue respirando comigo!
  8. Se pudermos ir embora do lugar onde estivermos, me leve para casa.
  9. Por favor, seja muito, mas muito legal comigo. Eu não me sinto eu mesma nesse momento, fico constrangida, e já me sinto culpada por te colocar nessa situação, então por favor não fique frustrado comigo.
  10. Em alguns casos, um longo, grande e solto abraço pode me fazer me sentir segura.
  11. Me ajudar a respirar será difícil, mas é muito importante.
  12. Se a situação estiver muito ruim, por favor, ligue para minha mãe, minha irmã ou minha melhor amiga por mim.
  13. Me diga para não lutar contra o ataque de pânico, apenas deixá-lo passar. Quanto mais eu tento controlá-lo, ou você tenta, pior fica.
  14. Tente ser empático comigo. Você pode não entender o ataque de pânico, mas você me entende!
  15. Uma vez que passar, tipo horas depois, converse comigo sobre isso. Como você se saiu? O que podemos fazer da próxima vez? [BoredPanda]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (42 votos, média: 4,64 de 5)

1 comentário

  • Yuri Herdt:

    Pra ataque de panico, eu aconselharia outras questões como:

    Estar em casa.
    Manter janelas e portas todas trancadas e fechadas.
    Vestir uma roupa, mesmo que goste de ficar sem, também ajuda a se sentir mais seguro.
    Se tiver mais uma pessoa na casa, é bom que esta pessoa esteja cuidando da pessoa que está em panico, ficar literalmente do lado e passar segurança, porém se sobrar algum momento de tempo livre, organizar a bagunça também alivia os stress do panico.
    A pessoa que está em panico pode escovar os dentes, lavar as mãos, ou tomar um banho.
    Tudo que for possível de organizar/fazer para sentir asseio, mesmo que não seja algo que a pessoa faça costumeiramente pode ajudar a se sentir mais seguro.
    Eliminar todas as fontes de ruido, não deixar animais estressados perto da pessoa.
    Tudo que envolve proteger, que traz estabilidade ou segurança irá ajudar.

Deixe seu comentário!