Estudo mostra que atmosfera de lua de Júpiter entra em colapso todo dia

Por , em 16.08.2016

A lua Io de Júpiter é um fim de mundo gelado, coberta de vulcões de gelo ativos e constantemente atingida pela radiação intensa do gigante gasoso. Mas, se isso não é motivo suficiente para acreditar que tudo por lá é uma bagunça, agora descobrimos que a sua atmosfera entra em colapso com uma frequência absurda.

Acredite se quiser: Júpiter não orbita o Sol

De acordo com observações feitas por astrônomos do Southwest Research Institute publicadas no início do mês na revista “Journal of Geophysical Research”, este colapso acontece toda vez que Io é eclipsada pelo poderoso Júpiter (o que acontece durante cerca de 2 horas por dia), a temperatura da superfície cai e a atmosfera da lua, rica em dióxido de enxofre (SO2), em começa a desinflar.

Bem-vindo a Júpiter: sonda da NASA finalmente chega ao planeta gigante

No momento em que Io está completamente na sombra, a atmosfera fica como um balão furado, cobrindo a superfície da lua com uma fina camada de geada SO2. À medida que Io se move novamente para o alcance da luz do sol, esta camada de gelo re-sublima e uma nova atmosfera se desenvolve.

“Isso confirma que a atmosfera de Io está em um constante estado de colapso e reparação e mostra que uma grande fração da atmosfera é mantida por sublimação de SO2 congelado”, disse o co-autor do estudo John Spencer em um comunicado. “Nós suspeitávamos disso há muito tempo isso, mas finalmente pudemos ver isso acontecer”.

As gigantes auroras de Júpiter são coisa de outro mundo

O estudo da equipe de Spencer mostrou o primeiro espectro em alta resolução do fênomeno, registrado no Observatório Gemini – que é composto por dois telescópios, um na Cordilheira dos Andes e outro no Havaí. [Gizmodo]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 4,00 de 5)

Deixe seu comentário!