Luz artificial pode aumentar o risco de câncer

Por , em 12.04.2010

Apenas um pouco de luz artificial durante a noite pode interromper a divisão natural das células, de acordo com um estudo feito na Universidade de Leicester.O dano na divisão celular é uma característica do câncer, então os resultados são preocupantes.

A pesquisa foi feita em ratos de laboratório – os animais eram expostos a luz natural durante 12 horas e depois passavam outras 12 horas no escuro. Enquanto outros estavam no seu período escuro, alguns ratos foram expostos a uma hora de luz artificial por dia. Então mudanças genéticas nas células cerebrais dos roedores foram analisadas.

Como o relógio biológico das células é afetado a transcrição de um grande número de genes também fica comprometida – o que poderia aumentar as chances de formação de câncer. Mais testes serão feitos para comprovar a teoria, mas é certo que a divisão celular fica comprometida.

Fonte: Science Daily

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

12 comentários

  • Greyce:

    Bom como nosso amigo Thiago disse, tudo dá câncer!Não saiam de casa, não fiquem dentro de casa!Como vamos fazer janta?tomar banho ou fazer qualquer outra coisa sem luz?Voltaremos a morar nas cavernas e mais fácil!

  • Werex:

    se fosse assim todo mundo na cidade morreria de câncer.
    Duvido que alguma pessoa que comentou aqui use menos de uma hora de luz artificial por dia.

  • Ricardo Schirmer:

    meu monitor de 23 polegadas da Samsung no minimo ja devia te me matado.

  • Luciana S.N:

    Hoje em dia além da luz artificial a natural(solar) também é cancerígena,pense nisso!

    • Tibulace:

      Segundo registros históricos, assim que a iluminação artificial por lâmpada incandescente elétrica foi popularizada,há pouco mais de um século, os hotéis ostentavam uma plaquinha:”Senhores hóspedes:Podem dormir tranquilos, a LUZ ELÉTRICA não causa nenhum dano à saúde”.Pelo visto, nossos avós estavam ERRADOS novamente.

  • Samoél Bianeck:

    Bom eu havia escutado uso lido matérias sobre as lâmpadas fluorescentes como prejudiciais. Tanto que no quarto de dormir somente uso a incandescente. Entretanto neste artigo, informa genericamente qualquer tipo de luz artificial.
    Sereia de bom alvitre um pouco mais de detalhes.

  • leandro:

    muito mal escrito esse artigo, como se fosse com ma vontade!

  • Ernani:

    Rodrigo,

    Temos aqui um nicho comercial. Quem inventar um lampada que ilumine bem e não cause a divisão celular vai ficar rico. Só falta criar um selo do INMETRO. ISO 10.000

    No domingo, depois do chato do Faustão, sairá a matéria do Fantástico mostrando a relação dos fabricantes de lampadas que não obedecem as especificações do INMETRO.

  • Eliakim Ferreira Oliveira:

    Interessante. Talvez, dependendo, creio eu, da freqüência da luz, realmente isso pode acarretar em um câncer. Tem-se que levar em conta que a freqüência da luz visível está em torno de 10¹4 Hz, o que podemos classificar como muito elevada.

  • Thiago:

    resumindo…. tudo dá cancer. volte a morar em cavernas.

  • Rodrigo:

    se o relogio cronologico das celulas sao comprometidos qualquer luz pode fazer isso

  • Ernani:

    Não ficou bem claro, é qualquer luz. Quando fizeram os experimentos com os ratinhos a que distância estava a fonte luminosa. A luz da lampada incandecente que provoca a divisão celular é a mesma das fluorescentes?

    As aplicações de lâmpadas fluorescentes, vão desde o uso doméstico, passando pelo industrial, chegando ao uso laboratorial. Neste caso são largamente utilizadas sem cobertura de fósforo para equipamentos de esterilização por radiação ultravioleta (U.V.). Lembrando que após sua vida útil, as lâmpadas não podem ser utilizadas para outros fins, pois os gases armazenados no seu interior são muito prejudiciais ao meio ambiente. Quando quebrada o vapor de mercúrio pode contaminar e causar danos a atmosfera.

Deixe seu comentário!