Mais uma evidência de que as aves vieram dos dinossauros é encontrada

Por , em 9.09.2010

Um novo fóssil de dinossauro foi achado em Cuenca, na Espanha, e parece responder a uma antiga questão da paleontologia: afinal, as aves são uma sequência evolutiva dos grandes répteis do passado? Este novo fóssil encontrado pode estar nos aproximando da solução: cientistas espanhóis descobriram que o dinossauro em questão tem uma espécie de corcova, que pode indicar a presença de um primitivo folículo de penas.

Eis o nome que a nova espécie recebeu: Concavenator Corcovatus (que significa “carnívoro de corcovas de Cuenca”), e foi subdividido em um grupo conhecido como terópodes (é deste grupo que os pássaros foram supostamente originados). Estes dinossauros eram encontrados no continente de Gondwana (curso rápido da geografia que você já viu na escola: há 200 milhões de anos, o continente único, Pangeia, se dividiu em Laurásia e Gondwana. A Gondwana daria origem aos continentes do hemisfério sul), no período triássico.

A tal “corcova”, encontrada no Concavenator, parece ter grande semelhança com os anexos embrionários que dão origem às asas e às penas nos pássaros atuais. A teoria mais aceita é que houve uma sequência evolutiva natural: os dinossauros não usavam a tal corcova com nenhuma função relacionada a voo (ainda estuda-se a possibilidade de que servissem para regular temperatura ou armazenar comida), mas o apêndice assumiu tal função nas aves que vemos hoje. [BBC News]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

7 comentários

  • Ivan Filho:

    Eu não entendo como as pessoas, mesmo no mundo atual e cientificamente desenvolvido, preferem acreditar que um “ser” estalou os dedos e criou do nada tudo que “existe hoje”. ISSO não existe. Como você foi criado? Ninguém estalou os dedos e você apareceu do nada. Teve todo um processo natural e de evolução que fez você passar de um microscópico espermatozóide para uma pessoa com mais de metro. Eu realmente penso que TODOS nós estamos aqui hoje por mera sorte e das condições climáticas…

  • luan:

    no lugar dos pulmões as aves tem um sistema de bolsas que bobeiam o ar através dos órgãos respiratórios, alem do seu sistema cardiovascular ser diferente dos repteis, como os dinossauros que eram repteis evoluíram para as aves, e seus órgãos passaram de um tipo para outro sem que isso extinguice a especie, para A se transformar em C precisa passar por B e um órgão hibrido não funcionaria. a seleção natural também explica, creio eu, que para um ser evoluí ele deve ter uma necessidade vital, ou seja, ele deve estar em risco de extinção, ai ele si adapta ao ambiente, e que motivo o dinossauro teria para evoluir para as aves? que fator externo obrigaria aos dinossauros criarem asas, bolsas de ar e um coração dois átrios e dois ventrículos, alem de outras diferenças anatômicas e fisiológicas? ou simplesmente eles teriam o sonho de voar e graças a isso criaram penas, asas e todo o resto, eu sempre quis voar mas nem por isso criei asas Oo, é por esse e outros milhares de motivos que eu prefiro acreditar na criação.

    • Jonatas Almeida da Silva:

      Não, você provavelmente prefere acreditar na criação por outros motivos, que geralmente são pessoais – esse teu argumento sobre a fisiologia para “provar” algo não serve para absolutamente nada, está superficial demais.
      Erro principal: você compara aves com répteis, mas não com os répteis em questão, os dinossauros. Os terópodes foram o ponto crucial da evolução desses animais para as formas das aves atuais – eles já estavam, no cretáceo superior, mais parecidos com aves do que com répteis (mesmo ainda sendo répteis), um evento autêntico de transição a nível de classe, a chave da origem das aves.

      Desenvolver o voo lhes conseguiria várias vantagens, visto que em sua maioria não eram megapredadores como os filmes fizeram acreditar destacando os raptores e o TRex – as características de aves não se desenvolveram para eles “voarem”, mas depois deles voarem – não é uma exigência contratual do voo estas características que tu descreve – muitos animais voaram e voam sem elas. Mas o voo em definitivo (mais do que alguns planamentos) veio depois da transição para as aves.

      Se queriam espécies transitórias, os pequenos terópodes emplumados são inúmeros exemplos, mas a biologia não se interessa por esse tipo de argumentação, afinal todas as espécies são transitórias.

      Os paleontólogos em geral classificam as aves como pertencendo ao subgrupo Maniraptora, celurossauros, e celurossauros são terópodes, terópodes são dinossauros saurisquianos. E gostem disso ou não, a paleontologia não considera todos os dinossauros extintos, afinal tem exemplares evoluídos deles cantando nas árvores por aí.

      😉

  • lucas xavier:

    não entendo porque oa argumentos dos criacionistas ainda existem.

    • mgomes:

      Nao entendo porque os argumentos fraudulentos dos evolucionistas ainda eistem.

  • Rodrigo Paim:

    Evolução : +1 x Criacionismo : 0

  • LUIZ MARIO A.ROGRIGUES:

    Evolução ou involução.

Deixe seu comentário!