Matéria escura no espaço confunde cientistas

Por , em 7.03.2012

Uma massa de matéria escura foi localizada há 2,4 bilhões de anos-luz da Terra, e intriga cientistas por não seguir os padrões conhecidos.

Segundo teorias básicas da astronomia, a matéria escura é pouco conhecida e misteriosa, mas segue um comportamento esperado. Acredita-se que a maioria das galáxias está localizada dentro de massas maiores de matéria escura, conectadas com massas menores, mesmo se passarem por colisões cósmicas.

Já a massa de matéria escura em questão parece ter se separado de sua massa maior e sido deixada para trás no espaço, após uma colisão. “Esse resultado é um quebra-cabeças. A matéria escura não está se comportando como previsto, então não está claro o que está acontecendo. Teorias da formação de galáxias e de matéria escura devem explicar o que estamos vendo”, afirma James Lee, astrônomo da Universidade da Califórnia.

A matéria solitária foi identificada pela primeira vez em 2007, pelo telescópio do Canadá, França e Havaí (CFHT), que fica no Havaí, em um projeto canadense de comparação de aglomerados. Como os resultados do projeto não foram conclusivos, alguns cientistas duvidaram da estranha descoberta. O cientista candense Arif Babul, da Universidade de Vitória, liderou o projeto e explica que as observações foram confirmadas pelo telescópio Subaru, localizado no Japão. “Os resultados foram intrigantes e empolgantes, mas gerou dúvidas, com a maior crítica relacionada à observação feita a partir da Terra”.

O telescópio Hubble também confirmou a existência da matéria abandonada pelas galáxias, e detectou que ela pertence a uma galáxia em formação chamada Abell 520.

Como a matéria escura é identificada

A matéria escura não pode ser detectada diretamente, uma vez que é incapaz de refletir a luz e não interage com a matéria normal, a não ser pela gravidade. Para localizar uma dessas matérias no espaço, é usada uma técnica chamada lentes gravitacionais, que calcula a quantidade de luz vinda de outras galáxias atraída pela matéria escura, no caminho para a Terra. Esse fenômeno está previsto na Teoria da Relatividade de Einstein, que descreve de que maneira uma massa – escura ou normal – desvia o espaço e o tempo ao redor dela. Isso significa que quando a luz passar pela massa, irá viajar por uma trajetória curva, ao redor do objeto.

Cientistas acreditam que a matéria escura domina o universo, compondo 98% de todas as matérias no cosmos. As observações indicam que a matéria escura e suas interações com matéria normal são muito mais complicadas que os cientistas supunham. “Observações como essa da Abell 520 nos dão um senso modesto de que apesar de toda a evolução de nosso conhecimento, de vez em quando ainda somos surpreendidos”. [LiveScience, Foto em alta resolução]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 4,00 de 5)

29 comentários

  • Samara Diamond:

    Tudo bem, a tempos já estou convencida da existência desta matéria escura, e até mesmo da tal energia escura… Mas u também ainda não conoigo compreender em que consistem, qual sua função no universo… seriam algo como um esqueleto de todo universo talvez? Ou melhor de todo multiverso? Mas ainda assim de onde se originariam??? Será que algum dia teremos respostas definitivas para essas perguntas, antes que nossa civilização suicida chegue ao fim?

  • Marcos Pedroso:

    Nada pode voltar ao passado e nem ir para o futuro.
    Só temos o presente, cuidem bem dele.

  • reginia maria da silva.:

    A melhor de tudo para mim a é participar deste site gosto demais e tem tudo que me interesso pois sou uma senhora com mais de sessenta anos e esses assuntos só veio aumentar meu interesse por coisas que se3mpre me interessei, cada um é uma nova descoberta aos meus olhos.é interessante saber que o volume da matéria escura é muito grande e mesmo assim existe tecnica para ver ela e estudar ,parabéns a eles e a quem expoem essas matérias a nós as vezes leigos no assunto, meu muito obrigada.

  • aguiarubra:

    J. B. S. Haldane: “…O Universo não é apenas mais estranho que nós supomos, mas mais estranho do que podemos supor…”

    Interpretação: O Universo não é apenas MAIS UM ESTRANHO que nós supomos, mas mais estranho que podemos supor!!!

  • Roberto:

    Matéria escura ou o nada?

  • Fernando:

    Muito estranho essa tal materia escura que ocupa 98% do universo! Assustador!

    • Jonatas:

      E inevitável. A maior porcentagem de todo o conhecimento que se possa ter sobre nossa própria existência continua sendo um mistério, quem dirá o Universo.

  • João da cru\ vieira leite:

    Matéria escura, que eu conhesso é a noite, onde não enchergo nada da qual, precisamos recorrer da energia elétrca.
    Esta energia não será a mesma de nossas Escuridões aqui em nosso *habitate?? esta observação foi feita a 2 bilhoões de ano luz de distancia, já pensou qunto distante tá? sera que, não podemos fazer uma análise de uma escuridão mais próxima, que tal as nossas noites? sera que não tem energia escura, para evitarmos busca-las tão longe?

    • Juliano:

      A escuridão de nossas noites não é energia, é a auzência de luz.
      A matéria escura tem esse nome pois não pode ser detectada por nenhum tipo de onda eletromagnética, somente pela interação gravitacional!

      Outra coisa: A matéria escura é uma coisa e a energia escura é outra, não confunda as coisas!

    • aguiarubra:

      P.: “…Matéria escura, que eu conhesso é a noite, onde não enchergo nada da qual, precisamos recorrer da energia elétrca…”
      Comentário: para nossos olhos, talvez a noite seja “matéria escura”. No entanto, aos olhos de corujas e na percepção dos morcegos – animais noturnos – somos muito bem visíveis! Tão visíveis quanto à luz do dia.

      Se nos perdermos numa mata, “matérias escuras como a noite”, tipo panteras e onças, nos veriam como fartas refeições apetitosas…

      P.: “…Esta energia não será a mesma de nossas Escuridões aqui em nosso *habitate?? esta observação foi feita a 2 bilhoões de ano luz de distancia, já pensou qunto distante tá?…”
      Comentário: vide o que “Juliano” escreveu.

      P.: “…sera que, não podemos fazer uma análise de uma escuridão mais próxima, que tal as nossas noites? sera que não tem energia escura, para evitarmos busca-las tão longe?…”

      Comentário: o LHC tá tentando encontrar algum indício sobre o que é matéria escura e energia escura!!! Depois, se processarão análises sobre isso.

  • matheus:

    isso pode ser um novo tipo de aurora loreal ou uma nova forma de vida extraterrestre

    • Juliano:

      ósssssssssssss…

      aurora loreal????? De onde vc tirou isso???

  • André Luis:

    Eu acho muito estranho a matéria escura! É meio confuso, tem hora que imagino ela como uma espécie de plasma energético, tem hora que parece ser algo material mas invisível e sei lá! Mas parece que ainda não se sabe muito sobre ela. É muito estranho, mas interessante!

    • matheus:

      plasma energetico nao mas plasma nuclear

  • Glauco:

    Nao vou nem falar nada…

    • ColdZeiss:

      Aew somos 2 então…
      Como diz um amigo meu: “Meu silencio mostra minha indignação” ^^

  • Jonatas:

    Ao lado da pra ver que 38% dos visitantes aqui são jovens, e isso é bom, significa que cada vez mais a juventude se interessa sobre assuntos científicos. Eu já sou um poco passado do ponto, 24 anos. 🙂

    • Alzir Carvalhaes Fraga:

      Jonatas, você com 24 anos já está muito velho. Deixa essa matéria para mim que só tenho setenta anos!

    • Hernani Teixeira:

      Você é um pouco passado com 24 anos? Você é, na realidade, um jovem. Eu tenho 78 anos e estou ´por aqui, possivelmente com as mesmas dúvidas e indagações que a média desse público. Tá bom, chame-me de T Rex se quiser.
      Hernani

    • Jonatas:

      Hehe, senhores, os jovens do Hype a que me referi são os da pesquisa que mostrou que a maior porcentagem é de 17 a 21 anos. 🙂

  • Tundra:

    Concordo com o Jonatas!

  • Jonatas:

    Enquanto não isolarem um WIMP e estuda-la nos mínimos detalhes, observar galáxias distantes num Universo relativo a tempo e espaço não nos trará nenhuma confirmação contundente de nossas teorias. Estão literalmente tentando ver o escuro no escuro, conhecer uma WIMP seria como ter uma lanterna nas mãos enquanto se adentra nesse escuro…

    • AlexDc:

      Cara, meu deus , tu so critica tudo que é noticia que apareçe –‘ meu deus cara

    • Jonatas:

      algum problema?

    • John jones:

      o que quer dizer WIMP?

    • Jonatas:

      WIMP é uma sigla usada para se referir à partículas elementares de fraca interação com a matéria comum. Atualmente teóricas, as WIMPs estão sendo procuradas pelos grandes centros porque podem completar boa parte da teoria atual do Universo. Geralmente são referidas como partículas fantasmas, alter-egos ou reflexos das partículas elementares já descobertas, como fótons e elétrons.

    • Aliental:

      Jonatas, adoro sinceramente ler seus comentários.
      Você é trabalha na arêa da fisica e astronomia?
      Seus comentários são muito interessantes, dá para notar que entende bem do assunto.
      Abraços.

    • Jonatas:

      Não, eu sou na verdade do ramo da Computação. Meu conhecimento é fruto de boa memória sobre várias leituras diárias motivadas por muita curiosidade. 🙂

Deixe seu comentário!