Mesa arrumada ou bagunçada? Cada uma tem suas vantagens

Por , em 12.09.2013

Trabalhar em uma mesa limpa e organizada pode promover a alimentação saudável e a generosidade, de acordo com uma nova pesquisa. Mas a a mesma também aponta que uma mesa bagunçada pode conferir seus próprios benefícios, promovendo o pensamento criativo e estimulando novas ideias.

As análises foram conduzidas pela cientista psicológica Kathleen Vohs e seus colegas da Universidade de Minnesota (EUA).

“Trabalhos anteriores descobriram que um ambiente limpo leva as pessoas a fazerem coisas boas: não se envolver em crimes, não produzir tanto lixo, mostrar mais generosidade. Descobrimos, no entanto, que você pode obter resultados realmente valiosos estando em ambientes confuso também”, explica Vohs.

No primeiro de vários experimentos, os participantes foram convidados a preencher alguns questionários em um escritório. Alguns realizaram a tarefa em um escritório limpo e ordenado, enquanto outros fizeram o mesmo em uma mesa bagunçada – papéis foram espalhados, e materiais de escritório ficaram desordenados.

Posteriormente, os participantes foram presenteados com a oportunidade de realizar doações a uma instituição de caridade, e foram autorizados a comer um lanche – chocolate ou maçã – no caminho para irem embora.

Estar em uma sala limpa parecia incentivar as pessoas a fazer o que era esperado delas, Vohs explica. Comparado com os participantes da mesa bagunçada, eles doaram mais de seu próprio dinheiro para caridade e eram mais propensos a escolher a maçã sobre a barra de chocolate.

Mas os pesquisadores consideram a hipótese de que a bagunça pode ter suas virtudes também. Em outro experimento, os participantes foram convidados a experimentar novos usos para bolas de ping pong.

No geral, os participantes das mesas bagunçadas geraram o mesmo número de ideias para novos usos que os seus homólogos de sala limpa. Mas suas ideias foram classificadas como mais interessantes e criativas, quando avaliadas por juízes imparciais.

“Estar em um local bagunçado levou a algo que as empresas, indústrias e sociedades querem mais: criatividade”, diz Vohs.

Os pesquisadores também descobriram que quando os participantes foram agraciados com uma escolha entre um novo produto e um já conhecido, os do ambiente bagunçado eram mais propensos a preferir o primeiro – um sinal de que estar em um ambiente desordenado estimula a liberação de convencionalidade.

“Os ambientes desordenados parecem inspirar a libertação da tradição, que pode produzir novos insights”, Vohs conclui. “Os ambientes ordenados, por outro lado, incentivam a convenção e o jogar pelo seguro”.

Surpreendentemente, a localização física específica não parece ser a questão: “Usamos seis locais diferentes em nosso jornal – as especificidades dos ambiente não foram importantes, mas o ambiente estar arrumado ou desorganizado fez uma diferença enorme no comportamento das pessoas”, diz Vohs.

Os pesquisadores agora vão investigar se esses efeitos podem se transferir para um ambiente virtual: a internet. Os resultados preliminares sugerem que a arrumação de uma página web prevê o mesmo tipo de comportamento.

“Estamos todos expostos a vários tipos de configurações, como no nosso espaço de escritórios, nossas casas, nossos carros, até mesmo na internet”, observa Vohs. “Não importa se você tem o controle sobre a arrumação do ambiente ou não; você está exposto a ele e nossa pesquisa mostra que isso pode afetá-lo”. [ScienceDaily]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!