Nasa: esse asteróide vai passar tão perto da Terra que poderá destruir satélites

Por , em 8.03.2021

Um asteroide do tamanho da Torre Eiffel passou pela Terra na sexta-feira — e cientistas da NASA dizem que sua próxima visita em 2029 pode resultar em uma colisão com satélites em órbita.

Na sexta-feira, o asteroide 99942 Apophis (em homenagem ao antigo deus egípcio do caos) chegou a 16,5 milhões de quilômetros da Terra, de acordo com o Business Insider. Embora seja uma distância confortável, os cientistas da NASA dizem que ele vai chegar a 32 mil km do planeta em 2029. Isso é muito perto, muito menos do que a distância entre a Terra e a Lua e próximo o suficiente para colidir com satélites de comunicação de grande altitude.

A NASA divulgou uma animação mostrando o quão perto Apophis chegará ao nosso planeta:

Oportunidade para a Ciência

Quando o asteroide foi inicialmente descoberto em 2004, alguns pesquisadores calcularam que ele poderia realmente colidir com a Terra em 2029. Isso pode explicar seu nome sombrio.

Felizmente, a NASA agora diz que passará sem tocar no planeta — e será uma chance de coletar muitos dados sobre o asteroide.

“A aproximação do Apophis em 2029 será uma oportunidade incrível para a ciência”, disse Marina Brozović, cientista de radar do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena, Califórnia. “Vamos observar o asteroide com telescópios ópticos e de radar. Com observações de radar, podemos ser capazes de ver detalhes na superfície com apenas alguns metros de tamanho.”

Apophis tem 341 metros de largura (aproximadamente três campos de futebol e meio), um pouco mais do que a altura da Torre Eifel.

É tão grande, e sua passagem será tão próxima, que poderemos observá-lo a olho nu em abril de 2029.

Essa distância permitirá que os cientistas o estudem e coletem dados sobre sua composição. Enquanto isso, o resto de nós pode agradecer por não termos que enviar Bruce Willis e uma tripulação de perfuradores de petróleo para tentar explodi-lo para nós. [Futurism]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

Deixe seu comentário!